terça-feira, 2 de setembro de 2014

Cris Vianna:
 'Não deixaria de trabalhar para 
ser sustentada por um homem'
No ar em Império, a atriz confessa que não conseguiria
 manter o estilo de vida de sua personagem

Por Victor Corrêa
Cris Vianna atualmente vive uma ex-rainha de bateria de escola de samba em Império, sua nona novela.
 Na trama, sua personagem, Juliane, a Juju Popular, abandonou a carreira ao conhecer o marido, Orville, interpretado por Paulo Rocha, 37. 
"Estou vivendo uma mulher muito mais forte do que eu. Não deixaria de trabalhar para ser sustentada por um homem, por mais que eu fosse apaixonada, amasse loucamente", enfatiza Cris, que namora o preparador físico Luiz Roque, 35.
Ela lembra que nunca ficou cega de amor a ponto de tomar uma atitude drástica, e afirma que, com o namorado, descobriu um lado romântico que desconhecia.
 Com a vida profissional e sentimental encaminhada, uma das certezas que Cris tem na vida é de que será mãe. "Se eu não conseguir engravidar, vou adotar uma criança", afirma.

FONTE\MDEMULHER
Emiliano Queiroz: 
“Vejo a vida com gratidão”
Por Pedro Moraes
Ator, de 78 anos de vida e 62 de carreira, conta sua história a QUEM. 
Após o sucesso como o padre Santo de Meu Pedacinho de Chão, o ator lembra-se da infância, revela ter sido namorador, fala do casamento em casas separadas e reafirma o amor por sua profissão
Emiliano Queiroz, de 78 anos, é um bom contador de histórias. Em 62 anos de carreira, deu vida na TV a personagens como Juca Cipó, de Irmãos Coragem (1970), e o inesquecível Dirceu Borboleta, de O Bem-Amado (1973). 
No teatro, fez tipos marcantes como o Veludo, de Navalha na Carne (1967), e Geni, da Ópera do Malandro (1978). 
Mas é a própria história que o ator cearense tem orgulho de narrar. Ele conta episódios como a viagem de caminhão que fez aos 18 anos para São Paulo, para estudar artes cênicas.
 “Foram oito dias na estrada e ainda me lembro das tardes quentes que pareciam estar pegando fogo.”
Emiliano mantém hoje o mesmo interesse pelo trabalho – ele esteve no ar até sexta-feira (1°) como padre Santo, na inovadora Meu Pedacinho de Chão, novela das 6 da TV Globo. E não tem problemas com a idade. 
“Já disse que a velhice era a sobremesa da vida. Dá para prolongar um pouco, comer uma ambrosia, tomar um cafezinho, um licor e assim vai-se levando... 
Mas não adianta imaginar que tenho 20 anos”, afirma o ator, que é casado há 41 com a escritora Maria Letícia, de 62, mas convive em casas separadas há duas décadas. 
“Nos falamos todos os dias, estamos sempre juntos. Não houve nenhuma ruptura”, diz ele, que tem um filho e cinco netas.
 Aos 62 anos de carreira, o que o mobiliza para aceitar um personagem?
 Fiquei mais cuidadoso ao escolher. Preciso saber se realmente tenho condições de realizar bem meu trabalho. Quando você é novo, pula do trapézio e sua preocupação maior é que, no máximo, pode quebrar uma perna. Depois você percebe que não consegue pular mais desse trapézio. E isso se aplica a tudo. Mas não sei viver sem atuar.

  Você sempre demonstrou aptidão para trabalhar como ator?
Tem uma história que explica bem isso. Quando tinha 6 anos, fui passar as férias no interior do Ceará, numa cidade chamada Russas. Quando cheguei lá, meus amigos e primos estavam envolvidos com a primeira comunhão, e o padre recrutava crianças para ir ao seminário. Passei a fazer tudo para chamar a atenção. Acabou que ele foi conversar com minha mãe, dizendo que eu era religioso, que gostaria de me levar para o seminário. Minha mãe afirmou que ele havia entendido errado, que eu estava imitando as beatas da igreja, e avisou que minha vocação, na verdade, era o teatro.

 Sua família apoiou sua vocação?
Me deu total apoio. Estreei aos 6 anos, no papel de um vovô. Eles gostavam. Então fui morar em Fortaleza na época da Segunda Guerra e, quando cheguei, o Orson Welles estava filmando no Ceará (o filme inacabado It’s All True). Eu dizia à minha mãe que queria ter nascido em Hollywood, ela respondia que, então, eu seria filho da Ginger Rogers. E eu tinha medo porque via as pessoas enormes no cinema e achava que eram daquele tamanho. Aos 13 anos, fui para o Grupo de Teatro Experimental de Arte, e, aos 15, me profissionalizei no rádio.

Você viajou a São Paulo em um caminhão aos 18 anos. Como foi essa jornada?
Decidi viajar depois que vi Bibi Ferreira no palco. Eu me questionava como ela podia ser tão perfeita. Decidi ir a São Paulo para estudar e não esqueci essa viagem. Fui sentado na caçamba, com jovens que vinham para o Sudeste trabalhar em obras. Foram oito dias na estrada e ainda me lembro das tardes quentes que pareciam estar pegando fogo. Quando cheguei a São Paulo, tinha um só endereço: a Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo.

 E o que aconteceu depois?
 Fiz o vestibular, mas a banca me aconselhou a desistir, porque era cru e tinha sotaque. Fiquei muito magoado. Mas depois estudei na Federação Paulista e fui para o Teatro Brasileiro de Comédia. Em 1965 estreei na TV Globo.
 Em que época conheceu sua mulher?
 Quando a conheci, em 1973, aos 23 anos, ela era professora de Direito e advogada. A Letícia se meteu a defender presos políticos, mas logo viu que era problema. Para dar uma espairecida, ela começou a fazer aulas de dança com Klauss Viana (coreógrafo), com quem fiz trabalho corporal para a peça Navalha na Carne. Eu namorava uma amiga dela e fomos nos conhecendo. Em três meses nos casamos. Um amor incrível! Temos um filho, o Sérgio, e cinco netas. Mas hoje nosso casamento é assim: eu moro na minha casa, ela mora na dela. Nos falamos todos os dias, estamos sempre juntos. Não houve nenhuma ruptura.

 Você foi um homem de um amor só?
 Até encontrar minha mulher... (risos). Até lá namorei o suficiente. Acho que até passou um pouquinho... Mas não se pergunta mais disso a um velho senhor (gargalhada). A idade provecta me protege de muita coisa. Nesse momento, minha memória começa a falhar.

 Foi difícil criar uma família com o salário de ator?
Não. Nós juntávamos as rendas, e a Letícia tinha uma boa situação financeira. Nunca ganhei muito dinheiro nem me passou pela cabeça que ficaria rico. Eu queria sobreviver como ator. Depois, tive a chance de comprar um apartamento para minha mãe morar no Rio e pude acompanhar sua velhice. Cuidava dela, ajudava a dar banho. Ela nem me reconhecia mais, até que um dia perguntou quem eu era. Eu disse: “Seu filho”. E ela respondeu: “Velho desse jeito? Não é não!”. E completou: “Você é o ator Emiliano Queiroz”. Este ela nunca esqueceu.

 Como é a vida aos 78 anos?
 (Longo silêncio) Nunca pensei em viver tanto tempo. Vejo a vida com gratidão por ter sobrevivido do meu ofício e ter até hoje uma identidade profissional. É bom lembrar que enfrentei a ditadura em cima do palco.

 Como está de saúde?
Às vezes estou bem, cheio de disposição, querendo tudo, mas o corpo vai ficando pregado. Encaro isso com naturalidade. Chega uma época em que você já não bebe, acha que o álcool rouba a dinâmica, te deixa derrubado... Também passa a não ter interesse em sair, vai ficando mais em casa e mais tolerante com você.

 Você já disse que a velhice é “a sobremesa da vida”. Qual é o sabor desse doce?
Uma vez perguntaram qual era meu plano para o futuro e expliquei que eu estava vivendo o futuro. Aí afirmei que a velhice era a sobremesa da vida. Dá para prolongar um pouco, comer uma ambrosia, tomar um cafezinho, um licor, um chazinho e assim vai-se levando... Mas não adianta imaginar que tenho mais 20 anos.
Como você gostaria de ser lembrado pelas gerações futuras?
 Ninguém é lembrado. Eu tenho um amigo, o Almir Teles, professor da CAL (Casa das Artes de Laranjeiras). Ele testa o conhecimento dos alunos quando começa uma turma. Outro dia ele perguntou aos jovens quem conhecia Paulo Autran. Dois levantaram o dedo, os outros nunca tinham ouvido falar. Ser lembrado não é para todos, só quem fez algo excepcional. No caso do cinema americano, dois ícones ficaram: James Dean e Marilyn Monroe.

 Pensa em se aposentar?
Dulcina de Moraes me contou a história de uma atriz que abandonou a carreira e um dia decidiu voltar, mas o teatro não a quis de volta. E me avisou: “Nunca ameace abandonar a profissão”. Os personagens ficam impregnados embaixo da minha pele. Estão todos aqui. Posso não ter a loucura do Hamlet, a gagueira do Dirceu Borboleta ou a falta de pudor da Geni, mas eles deixam algo. Eles ficam comigo para sempre.

FONTE\QUEM
Letícia Spiller sobre separação:
 "Ainda me sinto casada"
Por Pedro Moraes
Capa da QUEM desta semana, atriz conta como cria seus filhos, fala sobre a separação do marido, Lucas Loureiro, e confessa ter esperanças de retomar a relação com o diretor de fotografia
Letícia Spiller mostrou seu lado mãezona e posou ao lado dos filhos, Pedro, de 17, do casamento com Marcello Novaes, e Stella, de 3, da união com o diretor de fotografia Lucas Loureiro. 
A atriz recebeu a reportagem de QUEM em um luxuoso hotel em Comandatuba, na Bahia. 
Em entrevista, ela falou sobre a relação com os filhos e o fim de seu relacionamento de cinco anos com o pai da caçula.
"A gente não está morando na mesma casa por enquanto, mas ainda me considero casada", disse ela, que não descarta a possibilidade de voltar às boas com o ex.
 "É recente e estamos passando por um momento de reesculpir, redefinir, reestruurar a relação.
 Mas é bom namorar. Considero que somos namorados. Acredito que Lucas é o amor da minha vida. Acho difícil encontrar um amor tão grande assim."
No bate-papo, Letícia também revelou que não é uma mãe ciumenta, mas que o filho mais velho ainda não pensa em namorar.
 "Pedro fez teste para ser meu filho na novela e implorei para ele aceitar. Mas o barato dele é a música. Ele é tranquilão, não tem namorada, só pretendente. 
Não fico com ciúme, só pergunto: 'Mas é gente boa?'. Ele não tem paciência para namorar, mas torço para que encontre uma menina legal. 
Divido a criação dele com o Marcello, somos amigos. As decisões são a dois.
 O pai costuma ter uma severidade maior, mete mais medo", contou a atriz, que falou ainda da vontade de ser mãe novamente.

FONTE\QUEM
Thaeme planeja casamento para janeiro de 2015
Cantora, da dupla com Thiago, esteve no Programa da Sabrina

Thaeme e Thiago foram atrações do Programa da Sabrina, na Record, neste sábado (30). 
Antes de cantarem sucessos recentes da carreira da dupla, a apresentadora quis saber sobre a vida amorosa da cantora.
O relacionamento com Fábio Elias, que é empresário da dupla, vai muito bem, tanto que o casal planeja casamento:

“A princípio será em janeiro. Já tá ficando na hora, né? Os meus trinta anos quase chegando”, brincou Thaeme, que cumpre agenda lotada de shows.
Eles estão juntos há quase dois anos. Fábio também agencia Fernando & Sorocaba, Marcos & Belutti, Lucas Lucco e Felipe Duran. 

FONTE\OFUXICO

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Mariana Weickert: 
'Não tenho pudor de transar na 
primeira noite ou na primeira semana'
A apresentadora conta que sempre emendou uma relação em outra. Recém-saída 
de um namoro de cinco anos, ela quer um tempo para curtir a liberdade

Por Renata Sagradi
A apresentadora Mariana Weickert, 32 anos, está "de volta à pista" após o término do relacionamento de cinco anos com o administrador de empresas Bruno Couri, 31, há pouco mais de um mês, em julho passado.
 Longe de se deixar abater, ela segue focada em sua carreira na TV: a ex-modelo integra o time do programa jornalístico A Liga, da Band, e está à frente do Vamos Combinar Seu Estilo e Desafio da Beleza, ambos do canal pago GNT. 
"Todo término é difícil, mas um relacionamento longo e maduro como era o nosso não acaba de uma hora para outra. 
Foi tudo bem pensado e ponderado. Não teve briga nem traição", contou à CONTIGO!.
 Ela continua morando no endereço que o ex-casal dividia, um apartamento no bairro do Itaim Bibi, em São Paulo. Ali, a ex-modelo costuma receber os amigos.
Mariana dá pistas que a solteirice pode ter um fim próximo. A apresentadora confessa que se apega aos homens que conhece e que, não à toa, um affair logo evolui para algo mais sério.
 "Estou sempre namorando, emendo um em outro. E não tenho pudor de transar na primeira noite ou na primeira semana. É mais uma questão de chegar o meu momento de entrega."

FONTE\CONTIGO
Paulo Vilhena fala sobre 
relação com fotógrafos: 
‘Eu me sentia muito invadido, não gostava. 
Agora, sou amigo deles’
Paulo Vilhena diz que não gostava de ser fotografado

Paulo Vilhena, aos 35 anos, acredita que está mais maduro. 
Ele, que em 2010 tentou agredir um fotógrafo na quadra do Salgueiro, admitiu durante entrevista ao site do autor de “Império”, Aguinaldo Silva, que mantinha uma relação difícil com os profissionais que queriam clicá-lo.
 “Eu me sentia muito invadido, então não queria, não gostava, não achava certo. 
Eu falava, mas não adiantava nada espernear, porque eles continuavam ali.
 Agora, eu sou amigo deles. Passo; cumprimento – ‘Aí, beleza?’ -; quer tirar foto, tira; não vai mudar nada a minha vida; não estou fazendo nada de errado”, disse ele.
O ator comentou ainda que é impulsivo e que não tinha assessores para lhe orientar. 
“Tenho personalidade. 
Sou o que eu sou. Agora, ninguém é obrigado a gostar de mim”, afirmou Paulo Vilhena, acrescentando que durante uma época ele tinha dúvidas se as pessoas gostavam dele ou do que fazia.
 “Ficava muito nesse questionamento. Pensava: ‘Será que sou o mesmo cara que nasceu em Santos?’, ‘Será que sou realmente capaz de ser querido pelo que sou, e não pelo que faço?’. 
Porque ao atuar, as pessoas se aproximam, é mais fácil de ser aceito”. A solução encontrada por ele foi passar uma temporada na Indonésia surfando.
Paulo na pele do personagem Salvador na novela Império

Paulo Vilhena, que fez parte dos sonhos de muitas adolescentes quando estrelou o seriado teen “Sandy e Junior”, voltou para a TV recentemente com novos personagens. 
Depois de viver o bandido Baroni em “A teia”, ele é o esquizofrênico Salvador de “Império”.
 O ator comentou que uma de suas inspirações na carreira foi Fabio Assunção, e lembrou que quando iniciou a carreira, aos 20 anos, não conhecia o estigma de galã.
“Nem sabia que existia. Mas, ao mesmo tempo que não tinha consciência, ao longo dos três anos (duração do seriado), fui começando a observar esse universo, observar atores que me interessavam, que eu tinha como referência, como o Fabio Assunção, por exemplo. 
Caras que eu assistia, e que tinham uma inquietação de buscar coisas diferentes. Isso me serviu muito como referência.
A partir daí comecei a planejar a minha trajetória versátil, para não ficar no mesmo lugar. Para o ator é bom fazer um galã, mas não é bom fazer sempre”.

FONTE\EXTRA
Bruna Marquezine, solteira:
 'Se vivemos para agradar às pessoas,
 não chegamos a lugar nenhum'
A atriz termina namoro com Neymar bem no momento em que
 vive um novo desafio no filme americano Breaking Through

Por Mariane Morisawa, de Los Angeles 
É muito difícil ser mulher e nova. As pessoas não lhe dão credibilidade, não acreditam em você. 
E eu sei o que quero para mim daqui a uns cinco ou seis anos", diz Bruna Marquezine, 19 anos, a CONTIGO!, ainda no trailer da produção do filme Breaking Through (sem título em português), do estreante John Swetnam. 
No set de filmagem, em Los Angeles, Estados Unidos, porém, tanto Swetnam quanto o produtor, Uri Singer, 53, colocam fichas no carisma da carioca.
 "Ela inflama a tela", disse o primeiro. "Bruna é jovem, sabe dançar e é muito boa atriz", completou Singer, americano de origem israelense.
Além de um mês de férias e trabalho, agosto se transformou em um período de curtição de solteira para Bruna em Los Angeles. 
Isso porque a atriz terminou discretamente seu relacionamento com o jogador Neymar, 22, com quem ficou pouco mais de um ano (houve um breve período de separação em fevereiro). 
"Estou há três anos trabalhando sem tirar férias. Nem no Brasil tirei!", explicou ela, que vem postando seus momentos de diversão ao lado de amigos no Instagram.
 "É importante o que minha família, meus amigos e pessoas que amo pensam de mim. Mas se vivemos para agradar às pessoas, não chegamos a lugar nenhum.
 Eu queria às vezes responder, me explicar, mas cada um acredita no que quer", diz sobre o momento mais maduro, tanto de vida quanto de carreira.
Medo de tubarão
Os primeiros dez dias de filmagem emendaram nos primeiros de solteira. 
Bruna já havia namorado, mas não de forma intensa, apaixonada, como com Neymar, conforme relatou nesses últimos tempos. 
Dentro de seus sonhos de ser mãe (e de ter gêmeos), além de ter uma família e uma vida independente, diz que o jogador foi a pessoa com quem teve mais sentimento de compromisso. 
Levou a sério a história, como o Brasil pôde acompanhar durante a Copa do Mundo e a lesão que tirou Neymar da competição.
 O discurso agora já é de alguém que separou sua vida da do companheiro, afirmando que "sempre vão ser amigos e se respeitarem" e que isso será "eterno" na história dos dois.
 "Começamos muito felizes. Não tenho motivo para terminar de maneira diferente (...) 
Eu amo o menino que ele é, o coração que ele tem", disse em entrevista ao Fantástico, também no set de filmagens de Breaking Through.
 "Confio muito no que Deus tem preparado para mim. Estou num momento muito feliz com minha vida, minha carreira. 
Eu estou saudável, tenho uma família linda, uma condição de vida boa. Ele também está bem. Então não tem por que sofrer", finalizou.
O período em Los Angeles não é de confinamento em um hotel, está na casa de uma amiga, o que facilita vivenciar o dia a dia da cidade de uma maneira mais solta - o que significa também abraçar uma cobra em plena rua com a amiga Stéphannie Oliveira, 23, modelo e filha do também jogador Bebeto, 50.
 A atriz entrou no mar na Califórnia e achou a praia bem diferente das que frequenta no Rio de Janeiro. 
"Fiquei com medo porque me falaram que tem tubarão. Teve um ataque recentemente, não?", pergunta. Sim, teve. 
"Eu vivia dizendo que quando tivesse esse tempo, a primeira coisa que queria fazer era viajar e fazer cursos de várias coisas de que eu gosto", conta, já distraída com a badalação americana.
 "É sempre bom conhecer lugares novos, pessoas novas." Mas Bruna tem trabalhos assim que voltar para o Brasil, no dia 1º de setembro. 
Como está gostando da experiência, assim que tiver um tempo, vai voltar a viajar. "Tomara", diz, pensativa.
"Fiz cinema muito novinha e nem foram muitos filmes (três filmes com Xuxa e Mais uma Vez Amor, em 2005).
 Nunca fiz um papel de peso. A novela é uma obra aberta, em que tudo muda. No cinema, você tem seu personagem fechadinho", explica, já pensando no futuro. 
Sua personagem em Breaking Through, Roseli é uma brasileira que tem uma leve inveja da protagonista, Casey (interpretada pela também quase novata no cinema, a dançarina Sophia Aguiar, 26). 
Quando perguntamos se ela é uma antagonista, Bruna logo defende a personagem. "Não! Definitivamente, não! 
A Roseli trabalha na loja da Casey, sabe de todo o sonho e vontade dela de dividir com o mundo sua paixão pela dança, de ser descoberta. 
Então sente prazer em provocar, irritar. Ela é aquela menina meio sensual, que gosta e também quer alfinetar o melhor amigo da Casey. 
Tenho mais uma postura de rival, sabe?", explicou. "Por sorte nos conhecemos antes das nossas cenas! 
Porque, de verdade, ela é muito doce. Tenho dificuldade de ser má com ela! 
Mas, por mais que ela seja legal, sabe interpretar uma garota má!", diz aos risos a companheira de tela, Sophia. 
Bruna não se deslumbra, nem aumenta sua importância no filme, considerado de pequeno orçamento.
 "É só uma participação. São três ceninhas. Mas estou muito feliz com esse 'pequeno papelzinho'.
 Ainda assim é uma grande experiência para mim", diz a atriz, que não tem agente em Hollywood.
Limites de Bruna
Para Bruna, foi realmente um passo importante. Ainda fazia a novela Em Família quando o produtor a procurou. 
Não havia sequer papel escrito para ela: "O Uri sempre trabalhou com muitos artistas brasileiros (fez Amor por Acaso, com Juliana Paes, por exemplo).
 Então ele queria saber se eu faria um teste. Achou que era um filme para o público jovem e que tinha a minha cara.
 E era um filme com dança". Recebeu o roteiro, o diretor conversou com Bruna e pediu o teste - que ela fez dois, pois não achou que o primeiro tinha ficado bom. 
Uma professora de inglês a ajudou e graças já ter estudado em uma escola americana, tudo ficou um pouco menos complicado ao interpretar em outra língua.
 O jeitinho sensual de Roseli, no entanto, não a colocou em cenas complicadas de nudez, como na novela, neste ano.
 "Não tem cenas de sexo no filme. O que tem não é nada demais, é só a sensualidade de uma menina de 18 anos, que gosta de provocar, que tem uma malícia - mas ainda é uma menina. Então não é nada que ultrapasse meus limites de Bruna", conta.

FONTE\MDEMULHER
Giovana Ewbank abre a 
casa e brinca sobre cães: 
'Bruno viaja e coloco todos na cama'
Atriz, que é casada com o ator Bruno Gagliasso, mostra os cinco cachorros e revela desejo de ser mãe: 'A gente sempre fala sobre isso'
Ao som de "Ai Que Saudade D`Ocê", Giovanna Ewbank arrasou no forró e foi aplaudida de pé em sua segunda apresentação no Dança dos Famosos.
E o marido da atriz, Bruno Gagliasso, mostrou mais uma vez o apoio que vem dando à mulher na competição. 
A parceria entre eles, porém, vai além da profissão! Uma visita à casa dos atores mostra que eles dividem tudo, inclusive o cuidado dos cinco filhos, que demandam muita atenção e carinhos diários. 
Sim, na casa deles os cinco cachorros são tratados como filhos, como ela conta com exclusividade para o site do Faustão.
"O animal depende de você para tudo. Para comer, beber, passear. É um cuidado que você tem com uma vida.
 Inclusive, quando me deram meu primeiro cachorro, foi a primeira vez que tive uma grande responsabilidade na vida. 
Acho interessante as crianças terem animais de estimação para entenderem o que é responsabilidade.
Cachorro é para sempre, é uma vida que depende de você até o final", diz a atriz, que ganhou seu primeiro "melhor amigo" quando tinha 10 anos.
Zeca, Peste, Johnny, Favela e Menina movimentam o lugar. Ao entrar na casa, os convidados são recebidos carinhosamente por um deles, ou todos juntos. 
Giovanna conta que o golden retriever Zeca é o mais apegado ao Bruno e é o único que dorme no quarto com eles, pelo menos quando o marido está em casa. Se ele não estiver...
 "Quando o Bruno não está, coloco todos no quarto e na cama! Quando ele viaja, a gente faz a festa (risos)".
Zeca é o mais apegado ao pai Bruno Gagliasso e o único que tem coragem de pular na piscina

Segundo a atriz, um de seus grandes sonhos é abrir uma ONG para animais abandonados.
 O projeto está próximo de ser concluído mas, enquanto o dia não chega, ela resgata cachorros na rua, cuida e depois os doa para alguém disposto a dar carinho e um novo lar.
A história do Favela foi quase essa, não fosse a paixão imediata que Bruno Gagliasso sentiu por ele.
"Quando resgatei o Favela era dia do Natal. Eu estava voltando do Projac e ele apareceu em um ponto de ônibus, estava pedindo carinho para as pessoas. 
O Bruno se apaixonou perdidamente e não deixou eu dá-lo. O Favela já tinha família para ir, tinham duas pessoas interessadas e o Bruno não deixou", lembra Giovanna.
O amor da atriz por animais é tão grande que o marido já tem até artimanhas para que a casa deles não vire uma residência só de cachorros: 
"Hoje, quando o Bruno vê algum cachorro na rua, ele tenta chamar minha atenção para o outro lado, para eu não olhar para o cachorro (risos)".
Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank com Menina no meio 

Vida de casada e desejo de ser mãe
Com tanta aptidão para cuidar de animais, Giovanna também pensa em aumentar a família. O desejo de ser mãe é muito grande e o assunto é frequente entre ela e o marido.
"A gente sempre fala sobre isso. Tenho muita vontade de ser mãe, mas não tenho de ter filho agora. 
Eu sei que, quando eu tiver, vou viver para isso, então quero viajar muito, trabalhar muito, curtir muito minha vida com o Bruno antes de ter filho.
 Acho que quando for a hora a gente vai sentir", e completa: "Pelo amor que eu tenho com meus cachorros, tenho certeza de que quando eu tiver filho vai ser muito maior".

FONTE\GSHOW
Carolinie Figueiredo conta
 detalhes do parto domiciliar:
 'Nasceu no banheiro'
Atriz falou ao EGO sobre os benefícios do procedimento e declarou 
sua participação nos movimentos contra a violência obstétrica.

Por Léo Martinez
Apesar da pouca idade, 25 anos, Carolinie Figueiredo adquiriu uma maturidade maternal bastante elaborada dentro dos conceitos mais naturais sobre a geração e a criação dos filhos. 
Cinco meses após o nascimento de Theo, ela relembrou o momento em que teve que optar pelo parto domiciliar e relatou ao EGO sobre os momentos iniciais da chegada do seu seu caçula.
Veja no vídeo ao lado uma entrevista exclusiva com Carolinie Figueiredo contando detalhes sobre o o parto domiciliar.
"Sempre sonhei em parir em casa, sempre foi o meu desejo desde a primeira filha, mas não tinha coragem principalmente por causa dos mitos. 
No Theo, a programação era ir para a maternidade e tentar um parto humanizado natural lá, mas eu acho que sonhei tanto com esse parto em casa, que acabei tardando as informações e sentindo uma dor que não estava doendo tanto. 
Quando vi, ele nasceu no banheiro da minha casa quando estava tomando banho", relembrou Carol durante um evento infantil na Zona Oeste do Rio.
Para ela, que é casada com o também ator e cineasta Guga Coelho e já era mãe de Bruna Luz (2 anos), o procedimento na hora de parir levantou uma questão muito séria sobre a violência obstétrica.
"Eu por exemplo não sabia que ao me negarem comida e levantar da cadeira para parir do jeito que eu quisesse, que isso era considerado uma forma de violência.
 Estou muito engajada nisso, pensando em como vou seguir esse caminho e quero contribuir de alguma forma para que as mulheres saibam que existe esse respeito."
Ativista e militante de causas humanas, Carolinie criou um blog depois do nascimento do filho, para poder conversar com seus seguidores através da internet.
 O canal virtual chamado "Canto da mulher que canta", já é sucesso principalmente entre as futuras e recentes mamães: 
"Lá podemos falar de muitos assuntos, de coisas sobre o universo feminino, sobre as transformações que vivi e estou vivendo. Tem poesia e questionamentos sobre padrões de beleza", explicou.

FONTE\EGO
Fiorella Mattheis posa sensual
 e fala do 'Vai que cola':
 'Humor não era minha praia'
Por Clara Passi
Fiorella Mattheis, capa da revista "VIP" de setembro, falou sobre o humorístico do Multishow "Vai que cola", que estreia a segunda temporada na segunda-feira (1º).
- Não era a minha praia (o humor), mas, como atriz, eu não fecho portas, gosto de desafio - diz Fiorella.
Casada com o ex-judoca Flávio Canto, a atriz se disse romântica e contou que precisa ter admiração por quem se relaciona.
- A gente tem que achar que quem está do nosso lado é a última Coca-Cola do verão.

FONTE\OGLOBO

domingo, 31 de agosto de 2014

Paulinho Vilhena sobre paparazzi:
“Não queria, não gostava,
 não achava certo”, dispara 
Por Breno Cunha
Vivendo um detento esquizofrênico em “Império”, Paulinho Vilhena confessou, em entrevista ao site do autor Aguinaldo Silva, que antes perdia a paciência facilmente com os paparazzi por se sentir invadido cada vez que eles tiravam uma foto sua.
“Eu me sentia muito invadido, então não queria, não gostava, não achava certo. Eu falava, mas não adiantava nada espernear, porque eles continuavam ali. 
Agora, eu sou amigo deles. Passo, cumprimento – ‘Aí, beleza?’ -, quer tirar foto, tira! Não vai mudar nada a minha vida, não estou fazendo nada de errado”, disse.
O ator também revelou que chegou uma época em que teve crise existencial e se questionava se realmente era querido pelas pessoas ou elas se aproximavam só por causa de sua fama.
“Ficava muito nesse questionamento. Pensava: ‘Será que sou o mesmo cara que nasceu em Santos?’, ‘Será que sou realmente capaz de ser querido pelo que sou, e não pelo que faço?’. 
Porque ao atuar, as pessoas se aproximam, é mais fácil de ser aceito”, explicou.

FONTE/RD1
Bárbara Evans fala sobre 
namoro com Paolo Guerrero:
 ‘Moramos juntos há seis meses. Ele é um cavalheiro, não me deixa pagar nada’
Bárbara Evans e o namorado, o jogador peruano Paolo Guerrero

Bárbara Evans tem preferido a discrição em relação ao namoro com Paolo Guerrero. 
Juntos desde março, a modelo decidiu quebrar o silêncio por conta de uma notícia de que ela tem sido obrigada a dividir as contas de casa com o jogador do Corinthians — eles moram juntos numa mansão, em São Paulo. 
“Nunca falei abertamente sobre meu namoro. Sim, estamos morando juntos há seis meses. É uma relação séria. 
Paolo nunca me deixou pagar nada, ele é um cavalheiro. Sempre me recebeu na casa dele com todo o carinho. Ele é uma pessoa incrível”, diz a modelo.
Bárbara Evans está no Rio para visitar a família e amigos, enquanto o namorado viajou para jogar pela seleção do Peru. 
Mais próxima da mãe, Monique, ela diz que vive mais tranquila com a saúde da ex-modelo. 
“O fato de ela ter se internado sozinha e por vontade própria nos tranquilizou. 
Ela sabe agora que quando está mal tem que pedir ajuda. Além disso, está com namorado novo e feliz da vida”.
Bárbara conta que continua fazendo alguns trabalhos como modelo. Na próxima semana, ela retorna a São Paulo para fazer uma capa de revista. 
"Tenho divulgado poucos meus trabalhos. Posto cada vez menos nas redes sociais".

FONTE/EXTRA
Roberto Carlos tem gigantesca 
estrutura em turnê internacional
Por Leo Dias
Roberto Carlos, é claro, tem feito uma turnê internacional digna de um rei. Conheça, em números, a megaestrutura para os shows que ele faz no México até hoje:
10 toneladas de backline de equipamentos particulares de RC e seus músicos foram transportadas via aérea do Brasil;
11.743 km serão percorridos até o último show da turnê, em Mérida, sendo 4.343 km somente no interior do México;
O jato particular do cantor vai voar 11 horas e 55 minutos , sendo 11 horas somente no deslocamento no interior do México entre as cidades da turnê;
40 brasileiros compõem o staff, incluindo técnica, músicos de RC, somando com outros 20 profissionais de produção do México que viajam para todos os shows, além de 150 pessoas em cada cidade (cenário, segurança e produção);
Músicos, produção e equipe técnica de RC vão voar 19 horas e 40 minutos para cumprir o roteiro da turnê até o último show, em Mérida;
A turnê americana começa segunda-feira e vai até o dia 4 de outubro, com outra logística complexa, já que o cantor vai passar pelas principais cidades americanas nas dimensões imensas dos EUA;
51 mil pessoas vão assistir aos shows do Rei nos Estados Unidos e Canadá.

FONTE/ODIA
Sabrina Sato já faz planos de ser mãe em 2015
Apresentadora vive ótima fase em sua vida

Sabrina Sato completa 34 anos em fevereiro e já faz planos para dar um up na vida pessoal em 2015. 
Para ela, 2014 foi um ano de muito sucesso e trabalho, com a estreia de seu programa na Record e a visibilidade na carreira como apresentadora. 
“Estou num momento muito feliz. Muito realizada tanto no pessoal como no profissional!”, contou à coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo.
E para brindar tal momento, ela já está na hora de dar mais um passo. Namorando o humorista João Vicente, a japinha quer ser mãe logo, logo. Segundo ela, é um plano para se tornar real no próximo ano. 
“Não está na hora de planejar, mas sim, de ter filhos. João sempre quis e eu pretendo ter uns três. 
De repente, o primeiro poderá vir em 2016.”, responde, ao pensar num possível gravidez ainda em 2015.
Enquanto o primeiro herdeiro não vem, ela mima o pequeno Felipe, filho de sua irmã e empresária, Karina Sato.

FONTE/OFUXICO
Depois de Anitta, ex-funcionário
 da K2L revela: 
'Saída não foi amigável'
Anitta será empresariada por Rommel Marques, nome conhecido no cenário musical. 
MC Sapão também está se desligando da empresa.

Por Laís Gomes
Depois de criar uma nova empresa e passar a gerenciar a sua própria carreira, Anitta já escolheu o nome do seu novo empresário. 
Segundo o EGO apurou, Rommel Marques, empresário do ramo musical que já foi responsável pelas carreiras de Zezé Di Camago & Luciano,  Maria Rita, entre outros, foi o nome escolhido pela cantora como novo futuro gestor. 
Além de Anitta, a empresa de Kamilla Fialho também perdeu MC Sapão. Segundo fontes do EGO, o funkeiro, que até então fazia parte do casting, está se desligando da K2L 
Entretenimento. Procurado pelo site, o produtor do cantor não negou ou confirmou a informação e disse apenas que não se pronunciaria sobre o assunto.
 "O Sapão prefere não falar sobre isso no momento", disse Thiago.
E a Polêmica não chega ao fim. O Ego conversou com um ex-funcionário da K2L, que fazia parte da equipe de Anitta. 
O músico, que preferiu não revelar o nome, contou que foi demitido de maneira não amigável.
 Apesar disso, o ex-funcionário preferiu não opinar na briga entre Anitta e Kamilla Fialho.
 "Não soube ao certo o motivo do rompimento das duas então não posso falar. 
Eu não reivindiquei os meus direitos na K2L porque achei que me daria muita dor de cabeça, minha saída não foi muito amigável. 
Na época, a Anitta queria que eu ficasse, ela chegou a falar com a empresária, mas ela não quis". 
Ao ser questionado se ainda processaria a empresa, o músico se mostrou indeciso. "Ainda não sei o que fazer sobre o assunto".
Anitta está movendo uma ação judicial contra a K2L Entretenimento e acusa a empresa de desvio de aproximadamente R$ 2,5 milhões de reais. 
Já os representantes de Kamilla Fialho, afirmam que as afirmativas da notificação recebida são levianas.

FONTE/EGO
Mariana Ferrão:
“Não dá tempo nem de ir no banheiro 
senão você perde o programa inteiro”
Por Endrigo Annyston
Mariana Ferrão resolveu encerrar o “Bem Estar” desta quarta-feira (28) com uma frase de impacto. 
Segundo a jornalista, “Não dá tempo nem de ir no banheiro senão você perde o programa inteiro!”.
A afirmação veio logo após a participação de Fátima Bernardes, que convidou os telespectadores do “Bem Estar” para conferirem seu programa, que trataria sobre hipocondria, com as presenças de Preta Gil e Fernanda Souza.
Quando Fátima saiu de cena, Mariana Ferrão e Fernando Rocha disseram que não tinham mais tempo.
 Na sequência, eles se despediram dos médicos presentes na atração e Mariana fez a afirmação. Eles riram e finalizaram o matinal.

FONTE\RD1
Pronto, falei!

Com Leo Dias
Neném, da dupla com Pepê, já recebeu as malas da ‘Fazenda’ e faz uma festa de despedida na próxima sexta-feira com os amigos mais chegados. A próxima edição do reality da Record começa no próximo dia 14 e o prêmio para o vencedor será de R$ 2 milhões.

A apresentação do Tá Na Mente na quadra da Mocidade foi cancelada. O motivo? O empresário vendeu dois shows do grupo para a noite de hoje. Nada de anormal se um não fosse no Rio e o outro… no Espírito Santo!

Um casal famoso, dia desses, posou num evento que estampou vários sites de celebridades. Um conhecido deles, ao ver os dois atores, resolveu desabafar. “Artista ganhando várias coisas todo mundo acha bonito. Conheço um familiar deles que é doente e vive com o filho especial na rodoviária de Porto Alegre. Brasil, mostra sua cara!” Xiii…

Danilo Gentili usou as redes sociais para falar sobre o racismo: “Por minha pele ser muito branca, todas as noites meus colegas de programa me chamam de Palmito. Nunca saiu uma nota sequer em jornal algum. Mas se minha pele fosse negra e me chamassem de Carvão (…), como a maioria de vocês reagiria?”, escreveu o apresentador da Band. A coluna jura que não vai comentar o assunto.

Village Mall e Rio Design Barra estão disputando os famosos para a próxima quinta-feira. É quando acontece o ‘Vogue Fashion’s Night Out’, com desfiles, lançamentos e shows durante todo o dia.

Fenômeno na Internet, Victor Meyniel, de 16 anos, leva para o palco o humor dos seus vídeos de sucesso. O jovem ator possui mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais, que lotam o Teatro Leblon, nos fins de semana, para assistir ao stand up teen ‘Meu Queridôoooo’ e, após o espetáculo, esperam ansiosos por uma selfie ou um autógrafo.

FONTE/ODIA

sábado, 30 de agosto de 2014

Galã de 'O rebu', o argentino Michel Noher 
quer fazer mais trabalhos no Brasil
Ator, que se envolveu com personagem de Sophie Charlotte na trama das 23h,
fez teste para a novela 'Em família' antes de conseguir o papel atual

Por Natalia Castro
 Há algumas semanas, Michel Noher fazia compras no shopping quando percebeu que alguém o observava de um jeito especial.
 Era a primeira vez que o ator argentino, de 31 anos, no ar em “O rebu”, era reconhecido no Brasil.
— Segui caminhando e a escutei gritar para outra menina: “ahi está Michel Noher”. Elas eram da Argentina, tiramos umas fotos. 
Depois disso, já fui parado e parabenizado algumas vezes. É sempre uma alegria que gostem do nosso trabalho — empolga-se o ator, que faz sua estreia em um folhetim brasileiro como o piloto campeão Antonio Gonzalez.
Filho do também ator Jean Pierre Noher — o chef Pierre da trama das 23h — Michel já trabalha em solo portenho há 10 anos com TV, teatro e cinema. 
Embora só agora esteja ganhando o reconhecimento do público nacional, a relação com o Brasil já vem de longa data. 
A primeira vez que esteve por aqui foi aos 18 anos, acompanhando o pai no Festival de Gramado. Depois, voltou por conta própria.
— A minha primeira viagem sozinho foi para cá. Comecei pelo Uruguai, subindo pela costa até o Rio. 
Nessa viagem, participei do Fórum Social Mundial em Porto Alegre, onde conheci muita gente, muitos lugares.
 Fiquei apaixonado pelo país, pela cultura e, particularmente, pela cidade maravilhosa — recorda-se ele, que, logo que voltou para Buenos Aires, começou a estudar português, já com planos de seguir carreira na dramaturgia brasileira.
O convite para a novela veio a partir de um cadastro feito pelo ator na Globo há seis anos.
 Ele já tinha até recebido algumas propostas, mas nada que tivesse ido adiante. 
No ano passado, aproveitando que o pai estava por aqui, pediu uns dias de folga da série argentina “Aliados”, que estava rodando, para renovar o cadastro e o material.
— Naquele momento, fiz um teste para “Em família” e seis ou sete meses depois, a Ciça Castelo (produtora de elenco) entrou em contato comigo sobre um teste para “O rebu” — diz ele.
Morando no Rio, Michel conta que sua paixão pela cidade só aumenta. Está encantado com as praias, o esporte ao ar livre, e os botecos.
— Só não gosto do trânsito (risos), mas dizem que só se chega ao paraíso depois de morrer (risos).

FONTE/OGLOBO
Letícia Persiles admite que não acha fácil
 gravar cenas de sexo e nudez para série
Atriz está no ar como a garota de programa Carla no seriado 'A segunda vez', do Multishow

Por Natalia Castro
No elenco de “A segunda vez”, série do canal Multishow, Letícia Persiles vem aparecendo em cenas ousadas na pele de Carla, uma das garotas de programa agenciadas por Raul (Marcos Palmeira).
 Embora reconheça que não é fácil, Letícia afirma que as situações são imprescindíveis para que a história seja contada.

Como você encara as cenas mais íntimas?
A gente tem uma história para contar, e no meio dessa história há cenas de sexo. Mas não é o nosso foco, não é disso que estamos falando. É uma ação no meio do dia, como se a personagem estivesse escovando os dentes. César Rodrigues, o diretor, ajudou muito, e esse apoio é muito legal, porque trabalhar com alguém sem delicadeza é difícil. E o preparo existiu entre as atrizes, mas os atores que entraram depois, muitos a gente conheceu na hora.

Depois de “Amor eterno amor” (2012), pensa em retornar às novelas?
Estamos aí, né? Mas não estou parada, não dá. Tenho um trabalho musical com o Toninho Ferragutti e a minha banda, a Manacá, resolveu voltar recentemente. Vamos fazer shows no Rio e em Natal. E quando eu estou em casa, estou com meu filho (Ariel, de 5 anos).

 
Consegue conciliar todas as suas atividades?
Sim, porque Ariel me acompanha nos ensaios e gravações. Acho que ficamos até mais juntos do que se eu tivesse um trabalho burocrático.

FONTE/OGLOBO
Klebber Toledo é cercado por fãs e tira 
selfie em gravação noturna de 'Império'
Ator conta que emagreceu cinco quilos após término de namoro com Marina Ruy Barbosa: 'Mas vai dar tudo certo'

Os galãs Klebber Toledo e Rômulo Neto causaram furor entre fãs durante uma gravação de "Império", em Copacabana. 
 atores foram assediados antes de rodarem uma sequência noturna da novela das 21h, realizada na noite de quinta para sexta, na Rua Almirante Gonçalves. Klebber chegou a ser cercado por mulheres, e, simpático, parou para tirar selfies, como mostram as fotos publicadas no site do autor Aguinaldo Silva. 
Empolgadas com a presença dos bonitões, as fãs não economizaram nos gritinhos.
Animado, Klebber sacou seu telefone e gravou a reação das fãs diante dele. 
Ao perguntar se as telespectadoras estava gostando da novela, ouviu um sonoro "sim". 
Klebber conta que emagreceu cinco quilos após o término do namoro com a atriz Marina Ruy Barbosa e mostra o cós da calça mais largo.
 Em entrevista ao site de Aguinaldo Silva, o ator afirma: "Mas vai dar tudo certo. Estou totalmente focado no trabalho".
As cenas gravadas mostram Leo (Klebber) segundo Robertão (Rômulo). O aspirante a ator descobre o endereço do malandro, que o fez cair no golpe "Boa noite, Cinderela".
Já Rômulo falou sobre os novos rumos do seu personagem ao site do autor: 
“O comportamento amoral sempre pautou a vida do Robertão, que agora tem o gosto real, da prática, e está iludido, empolgado com o dinheiro fácil. 
Meu personagem bate no Leo, quando ele o reconhece na praia, porque sente-se acuado, afinal Robertão é esperto, tem a malandragem da rua.
 Mesmo assim, fica meio atordoado com aquilo. Só que, com a pressão do Claudio e do Leo, vai sentir-se mais acuado ainda, com medo de perder a vida boa, e acaba, por vias tortas, praticando a boa ação de entregar as provas do romance deles que estavam com Teo”.

FONTE/OGLOBO
Anitta processa ex- empresária 
por desvio de R$ 2,5 milhões
'Cantora abriu a empresa Rodamoinho Produções Artísticas' diz comunicado oficial.

Por Laís Gomes
Conforme o EGO contou nesta quinta, 28, Anitta rompeu com seus empresários e passou a gerir sua própria carreira. 
A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da artista nesta sexta, 29. 
Segundo comunicado, "o contrato de empresariamento de Anitta com a empresa K2L Empresariamento Artístico foi encerrado.
 A cantora abriu a empresa Rodamoinho Produções Artísticas, que passa a ser a administradora oficial de sua carreira".
Anitta continua na gravadora Warner Music e a Rodamoinho passa a comercializar os shows, campanhas publicitárias e as demais atividades ligadas à imagem da artista, cuidando, assim, de toda a gestão da carreira.
 De acordo com fontes do EGO, Anitta escolheu uma ex-funcionária da K2L, Paula Domachowski, demitida contra a vontade da cantora, para ser seu braço direito nesta nova empreitada. O novo empresário de Anitta ainda não foi escolhido.
Anitta agora está movendo um processo contra a K2L empreendimentos LTDA e em uma auditoria descobriu que R$ 2.5 milhões teriam sidos desviados pela empresa. 
Além disso, Anitta poderá agregar ao processo casos de contratos fechados irresponsavelmente, descumprindo acordos pré-definidos sem que ela soubesse.
Procurada, Kamilla Fialho, ex-empresária de Anitta, pediu gentilmente para não se manifestar sobre o assunto.
 A empresária já está no Rio de Janeiro para analisar a situação. Ao saber da notificação, ela se mostrou surpresa. 
"Estou voltando para o Brasil neste exato momento, estou assustadíssima, sem entender absolutamente nada", disse ao EGO.

FONTE/EGO
Lembra dele?
 Flávio Silvino posa para selfie ao lado da irmã
Em rara aparição pública, o ator foi fotografado ao lado de Isabela Silvino. 
'Olha ele aí...', escreveu ela em seu perfil no Instagram.

Por Mateus Almeida
Afastado da TV desde a sua última novela, "Laços de família", em 2000, o ator Flávio Silvino apareceu ao lado de sua irmã, Isabela Silvino, em foto publicada por ela em rede social. 
Na imagem, o ator aparece bem sorridente, de rostinho colado ao dela na hora da selfie. "Olha ele aí...", escreveu a jornalista em seu perfil no Instagram.
O EGO entrou em contato com a família do ator e conversou com seu irmão mais novo, João Paulo Silvino por telefone nesta sexta-feira, 29. 
Ele contou que o retrato foi feito durante um encontro de família. Os dois moram com a mãe em Copacabana, enquanto o pai, o humorista Paulo Silvino, vive na Barra da Tijuca, no Rio. "Meu irmão tem uma rotina normal.
 Durante a semana, faz sessões de fisioterapia numa clínica em Botafogo e, aos fins de semana, a gente se encontra com o meu pai", contou João.
Otávio Augusto, Patricya Travassos, Ney Latorraca, Guilherme Leme e Flávio Silvino 

Segundo ele, Flávio ainda tem vontade de fazer mais trabalhos na TV. "Por conta da sua limitação física, ele ainda depende da boa vontade dos outros. 
É claro que ele não espera fazer um novo galã, mas algo que se encaixe nas suas limitações. 
Ele está muito bem e se alguém o procurar, ele vai aceitar o trabalho", completou.
Flávio, que se tornou conhecido do público na década de 1990 com o sucesso da novela "Vamp", na qual interpretava Matosão, é filho do comediante Paulo Silvino e teve sua carreira na TV interrompida depois de um drástico acidente de carro, em 1993, que o deixou em coma durante três meses e meio e lhe causou danos cerebrais. 
Mesmo assim, Flávio ainda participou da novela de Manoel Carlos, na pele do personagem Paulo Soriano.

FONTE/EGO

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Isis Valverde:
 'Estou solteira, sozinha e sem tempo de respirar'
Por Fabio Augusto dos Santos
Isis Valverde fala sobre o desafio de viver a protagonista da novela Boogie Oogie e conta que lida muito bem com as críticas.
Depois de sofrer um acidente e ter seu nome envolvido em polêmicas, Isis Valverde brilha como Sandra, a protagonista da novela Boogie Oogie. 
Em entrevista exclusiva, a atriz fala sobre o desafio de intepretar mais uma mocinha e desabafa sobre os rumores de sua vida pessoal.

Você é a protagonista de Boogie Oogie. O que significa para uma atriz estar à frente do elenco de uma novela?
 A responsabilidade é um pouco maior porque a trama gira em torno de mim, da minha personagem, ainda mais estando perto de atores tão bons, como a Heloísa Perissé, por exemplo. Durante a minha carreira meus personagens cresceram ao longo do trabalho, mas nunca peguei em uma novela um papel tão importante desde o início.

Como você define a Sandra? É uma mocinha mesmo?
 É bem humana, mas não aquela mocinha que todo mundo conhece. A Sandra sente ódio, sede de vingança e vive muitas desilusões no início. A vida bate na cara dela com força. E aí você fica na dúvida se depois de todas essas perdas e sustos ela conseguirá manter a sua índole ou se ficará mais rancorosa. Eu me pergunto como a Sandra vai lidar com tantas mudanças. Ela é multifacetada, uma verdadeira colcha de retalhos.

Após o seu grave acidente de carro e a recuperação, como foi a sua volta ao trabalho?
 O elenco todo me recebeu de braços abertos, feliz com o meu retorno. Mas as pessoas nem estão preocupadas, porque eu realmente já estou bem, ótima! E tem que ser assim, porque, por dia, estou gravando 12, 13 horas. É uma loucura interpretar um papel tão importante como esse.
De uns tempos para cá, as mocinhas das novelas não são mais perfeitas, não é?
 Exatamente. Elas enfrentam o que a vida apresenta, assim como eu. Todos nós somos humanos. A Sandra não é uma mocinha que está sempre de bem com o mundo, é uma pessoa normal e que passa por altos e baixos.

Você também passou por altos e baixos na vida. Como lida, por exemplo, com as críticas em relação a sua vida pessoal?
Acho graça...

E como encara os comentários de que algumas mulheres de atores mais galãs não gostariam que eles fizessem cenas românticas com você?
 Encaro bem, sorrindo. Mas não tem como responder isso sempre, senão, vou morrer respondendo. Isso é tão absurdo que eu deixo passar, sabe?

Você foi vista circulando em um shopping do Rio de Janeiro com o ator mexicano Uriel del Toro, que já foi apontado como seu a ffair. Está namorando atualmente ou só curtindo a vida?
 Estou solteira, sozinha e sem tempo de respirar. Vida de protagonista de novela é assim! E a Sandra é uma personagem muito difícil de fazer. Estou até achando bom trabalhar muito porque eu não penso em outra coisa.

FONTE\CONTAMAIS