sábado, 24 de setembro de 2016

A intimidade de Luis Lobianco Conhecido por sua atuação no Porta dos Fundos, o ator admite o dom para o humor, mas garante que o lado sério também é bastante intenso 
 Por Tatiana Ferreira 
 Fabrizia Granatieri Carioca da gema, como ele mesmo diz, por ter nascido no bairro da Glória, próximo da região central do Rio, Luis Lobianco, que ficou conhecido pelo Porta dos Fundos, canal no YouTube, ainda criança já evidenciava qual caminho seguiria. 
Espontâneo, era comum encontrá-lo arrancando risadas durante as reuniões familiares. “Era uma criança muito engraçada. 
Parava uma festa para contar história. Fui agitado e bagunceiro”, assume o ator. E, até pisar pela primeira vez em um teatro, aos 12 anos, e entender sua verdadeira vocação, Luis desejou inúmeras profissões. 
“Oscilava entre ser cantor, caçador, motorista de ônibus, astronauta, cirurgião plástico...”, enumera gargalhando.
 “Queria ser tudo. Hoje entendo que já era o meu lado ator sinalizando.” Arte na veia “Sempre gostei muito de artes, cores, Carnaval... e minha mãe (a advogada aposentada Irene Reis), ao observar isso, começou a me colocar para fazer várias coisas: pintura, escultura, desenho com aquarela, esporte... mas ainda não era o meu lugar. 
Quando comecei a fazer teatro, aí me encontrei. A minha primeira turma de teatro virou uma companhia, a História e Arte. 
Com ela, além de me encontrar como profissional e canalizar toda minha inquietude, aprendi a ter disciplina. 
Precisei abrir mão de um monte de coisa; enquanto meus amigos estavam no play brincando, eu estava estudando e ensaiando.”
 Naturalmente engraçado “Nunca escolhi o humor, tanto que fiz muitas coisas até chegar aqui, musicais e dramas, mas sempre soube qual era a minha praia e as pessoas que me assistiam também.” 
 Em seu apartamento na Lapa, centro do Rio de Janeiro, o ator mostra a decoração do lugar Não se decepcionem
 "Com o Porta dos Fundos meu trabalho saiu do teatro e ganhou uma dimensão absurda, com bilhões de visualizações. 
O público me conheceu pelo humor, acho natural que as pessoas me identifiquem dessa forma. 
Mas o que muitos não sabem é que, para fazer humor, precisa ser sério, é quase uma matemática. 
Talvez seja decepcionante para alguém que me encontre quando estou sério, estudando. 
Não conto piada. Inclusive, nunca soube contar. Não lembro de nenhuma nunca (risos). Por isso é que nunca fiz stand-up comedy.”
 Multimídia
 “Respiro trabalho e amo o que faço. Ter demanda me deixa feliz. Se me deixar, nem durmo.
 Estou com o Buraco da Lacraia, um movimento teatral na Lapa, centro do Rio, idealizado por mim há quatro anos, em cartaz no Teatro dos Quatro com o espetáculo Portátil e gravando uma série infantil, Valentins, para o canal a cabo Gloob, com Cláudia Abreu e Guilherme Weber, para estrear ano que vem. 
Além de estar em preparação com o espetáculo Gisberta, a transexual morta em Portugal há dez anos, também para 2017. 
No cinema, estreio TOC, com Tatá Werneck, e faço uma participação na comédia Desculpe o Transtorno.” Sonho
 “Penso muito em um dia fazer novela. Vejo como grande desafio. Já apareceram alguns convites, mas estava fazendo outras coisas e não consegui. Cresci assistindo aos folhetins, toda a minha cultura musical adquiri em novelas. 
Na Fox (canal a cabo), fiz O Grande Gonzalez, ano passado, série de dez episódios que protagonizei. Gostei muito da experiência.” Tô nem aí “Não me incomodo com o peso. 
Não trabalho para nenhum tipo de padrão. Meu corpo está a serviço do que o meu trabalho pede. 
Se tiver de mudar, dentro do possível, para realizar um projeto, topo! Mas atender expectativas de uma sociedade, nem pensar! 
Amo comer e cozinhar. Então, se eu estou acima do peso, certamente estou feliz, pois significa que estou comendo muito.”

FONTE/QUEM
Isadora Cruz:
 "Aprendi a me virar sozinha" 
18 anos, Isadora Cruz já morou na França, é apaixonada por moda e arte e morre de suadades de João Pessoa, na Paraíba, onde nasceu. 
Em visita ao Museu Internacional de Arte Naif do Brasil, no bairro do Cosme Velho, no Rio, ela conta que estava de malas prontas para estudar artes cênicas em Miami, quando soube que havia sido aprovada para viver a Cris de 'Haja Coração' 

Por Raquel Pinheiro
Em fevereiro passado, dias antes de completar 18 anos, Isadora Cruz acordou com uma ligação da mãe, Rachel, de 47, na qual ela chorava. 
Mas a notícia era boa: a jovem havia sido escalada para viver a doce Cris de Haja Coração. 
“Eu já estava com tudo acertado para cursar artes cênicas na Universidade de Miami, para onde minha família estava se mudando, já tinha até conhecido meus professores. 
Nem imaginava mais que poderia ser chamada! Fiquei muito feliz”, conta a paraibana de João Pessoa, durante uma visita ao Museu Internacional de Arte Naïf do Brasil (MIAN), no Cosme Velho, no Rio.
A personagem Cris marca a estreia na TV de Isadora, que tem dois irmãos, o empresário Tercílio, de 22, e a estudante Sophia, de 12. 
Com apenas 15 anos, ela conseguiu entrar no curso de administração da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), mas logo se desencantou. 
“Eu só tirava nota alta, mas sentia que estava perdendo meu tempo. Queria ser atriz”, afirma. 
 Curso trancado com o apoio do pai, o empresário Victor Hugo, de 51, e da mãe, Isadora foi fazer um intercâmbio em Paris, onde por sete meses estudou francês na Universidade Sorbonne e teatro no Cours Florent, escola internacional para formação de atores.
 “Aprendi a me virar sozinha e a ter mais responsabilidade”, conta ela, que morria de saudade de tapioca. 
O tempo fora foi investido em conhecer museus e monumentos da cidade. Arte é uma paixão da atriz, que se encantou com o MIAN.
 “Achei muito fofinho e bem cuidado”, diz Isadora, que também amou conhecer o Museu do Amanhã. 
“Coisa de primeiro mundo!” 
 Ainda pouco reconhecida nas ruas, a jovem conta que em comum com sua personagem tem o gosto pela moda. 
Sua maior dificuldade é amaciar o sotaque paraibano. Morando sozinha no Rio, Isadora – que não tem namorado – ainda está se adaptando à “cidade grande” e sente muita saudade da Paraíba.

 “O povo de João Pessoa é incrível. É o que temos de melhor”, garante a atriz.

FONTE/QUEM
 À frente de 'reality', Luigi Baricelli fala da neta e do casamento
Por Rafaela Santos
Traição, machismo e brigas são alguns dos temas abordados em "Escola para maridos". 
A produção da Fox Life, comandada por Luigi Baricelli, acompanha oito casais com problemas no relacionamento. 
Casado há 24 anos com Andreia, o apresentador diz como mantém uma relação há tanto tempo:
 - Somos cúmplices. Nos momentos mais difíceis, ela me compreendeu, me levantou. Somos líderes natos e aprendemos a dividir as tarefas. 
Não existe um relacionamento em que você está feliz 24 horas. 
A felicidade está na evolução, no dia a dia. 
Dizem que a vida sexual acaba depois de muito tempo.
Isso é mentira. Se perdeu a sexualidade é porque a relação perdeu o frescor, entrou no automático. 
Aí o sentimento se torna indiferente. 
Quando o apresentador estava gravando a atração na Colômbia, sua neta, Helena, hoje com quase 6 meses, nasceu. Ele acompanhou o parto da filha Rúbia pelo celular.
 - Quando voltei, não conseguia largá-la. Fiquei uns dois dias impactado. Sou avô totalmente coruja. Adoro estar com ela.
 Luigi também falou da relação com Rúbia, que faz sucesso na internet. - Nunca tive problemas com ela. Sempre se virou bem: é centrada, carismática e autêntica.
 Luigi conta ainda que há quatro anos estuda a fisiologia do cérebro com a neurologista Vanessa Teixeira.
E esse conhecimento o ajudou na hora de apresentar o "Escola para maridos", programa que tem ainda a presença da psicóloga e psicoterapeuta Ana Canosa e de Felipe Solari e Diana Bouth. 
 - Eu adoro entender o comportamento humano. O nosso sistema nervoso central é igual. O que nos diferencia são as coisas que aprendemos ao longo da vida.
Então, jamais julgo uma pessoa. Tenho um outro olhar para as pessoas. E no programa, não sou só o apresentador. 
Eu faço parte do reality. Fui totalmente espontâneo e autêntico. Estudei todos os casos e conversei com os casais.
E eles confiaram em mim. A atração é muito eletrizante. Tem raiva, tem amor. Me chocou muito a agressividade de alguns participantes, a falta de comunição. 
É um programa que busca a transformação.

 Luigi Baricelli com a neta Helena

FONTE/OGLOBO
 Juliana Lohmann roda filme com Marco Pigossi, fala das primeiras cenas de sexo na TV 
Por Anna Luiza Santiago
Juliana Lohmann está filmando "O campeão", de Paulo Thiago, baseado na história real de Fábio Leão, traficante de drogas que virou lutador de muay thai. 
No longa, ela será Luciana, mulher do protagonista, interpretado por Marco Pigossi. 
 - Fábio nasceu na Vila Kennedy (Zona Oeste do Rio) e enfrentou uma realidade muito difícil. 
Ele viveu entre o crime e a luta. Luciana o conheceu bem jovem e os dois estão juntos até hoje.
 Ela é uma mulher muito forte, que está do lado dele para o que der e vier. 
É o norte do Fábio e o considera o amor da sua vida - adianta a atriz, que começou a rodar o filme esta semana.
 Os trabalhos seguirão até o fim de outubro.
 Juliana ainda vai fazer as cenas quentes da personagem. 
 - As sequências são ousadas, mas servem para mostrar o amor bonito dos dois - resume a atriz, de 27 anos.
 Juliana, que começou a carreira na TV aos 12, como a Gabi de "Malhação", protagonizou recentemente suas primeiras cenas de sexo, na série "E aí, comeu?", do Multishow (foto abaixo). 
Ela apareceu completamente nua contracenando com Bruno Mazzeo:
 - Já tinha feito outras cenas ousadas, mas de sexo mesmo foi a primeira vez. 
Então, não foi tão novidade para mim.
 Era apenas mais uma sequência usada para contar a história. 
Não tive problemas com isso, deu tudo certo.
 A atriz, cuja última novela foi "I love Paraisópolis", não tem planos para a televisão, mas acaba de rodar outro longa, um thriller chamado "Motorrad". 
Ao final do trabalho atual, pretende descansar e viajar.
 Ela, que no ano passado falou ao site sobre o namoro com o ator Pedro Nercessian, prefere fazer mistério desta vez. 
No Instagram, as últimas fotos ao lado dele são de 12 semanas atrás. 
 - Não quero falar sobre isso - diz ela, que conta como lida com as redes sociais.
 - Gosto muito de fotografia e posto imagens que eu mesma faço. Ou então fotos sobre trabalho. 
A parte pessoal é um lugar que preservo muito, não gosto de expor. 
Sou bem reservada. Tenho sido cada vez mais e tenho gostado disso. Me sinto melhor assim.
FONTE/OGLOBO

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

 Ricky Tavares:
 “Zaqueu é um personagem totalmente diferente dos que já fiz!” 
Ele, que começou a carreira aos 16 anos e está na terceira produção bíblica, se destaca em A Terra Prometida.
Brilhando como o guerreiro Zaqueu, de A Terra Prometida, da Record, Ricky Tavares, 25 anos, está bastante feliz. 
Não apenas pelo sucesso da novela, mas também por causa do resultado, nos bastidores, que a atuação em uma trama bíblica, segundo ele, garante. 
“Se eu pudesse fazer todas as novelas bíblicas, eu faria (risos)! 
É muito gostoso você poder contar uma história que, realmente, aconteceu. 
A energia é bem legal e parece que o elenco se une ainda mais”, revelou à TITITI o ator, que esteve também em José do Egito (2013) e na série Milagres de Jesus (2014). 
 O gato, que namora há quase cinco anos a atriz Marcela Barrozo, também falou da relação com fãs.
 “Acho que eles são a base de um artista.
 Dou muito valor a todos eles e aos fã-clubes.
 Alguns deles me acompanham desde que comecei na carreira. 
Só tenho a agradecer o carinho de todos.” 
 Quanto a cantadas... “Ah, sempre rola uma ou outra, mas é com um carinho especial, sem maldade”, disse, aos risos. Mas aqui tem muito mais! 

 – Você já fez Malhação ID (2009), Mutantes (2009), Vidas em Jogo (2011)... Conta um pouco pra gente do início da trajetória... 
 – Comecei aos 16 anos, quando frequentei o meu primeiro curso de teatro, O Tablado. A novela de estreia foi Promessas de Amor (2009), na Record, e decidi que era aquilo que queria para a vida. Em seguida, veio Malhação, da Globo, voltei para a Record em 2011 para Vidas em Jogo e estou aqui até hoje. 

 Como traduz o atual papel? 
O Zaqueu é um personagem totalmente diferente do que já fiz! É um guerreiro, um soldado e líder dos caçadores de Efrain. Um cara do bem, leal, também em busca da Terra Prometida. Está sendo muito bom interpretá-lo! Um desejo profissional... Quero conquistar muita coisa ainda! Tenho vontade de fazer cinema, por exemplo... ainda não tive uma chance, mas seria uma experiência boa, por tratar-se de outra linguagem, outra forma de atuar. Gosto de desafios e esse é um que quero poder ter.

 Quais as maiores alegrias da vida?
 A maior é ter Deus sempre comigo. E também estar numa família incrível, que é minha base e súper me apoia em todas as decisões. E, claro, poder trabalhar com o que amo. No dia a dia sou um cara muito caseiro, sabe?! Nas folgas, curto ficar com a família e os ami-gos. Por isso, saio bem pouco. 

 Como conheceu a Marcela? 
Foi na novela Vidas em Jogo. Agora, em setembro, faz cinco anos que estamos juntos. 

 Dá pra revelar o maior sonho? 
Ah, é ter minha família sempre comigo!

FONTE/TITITI
 Dani Suzuki decide morar nos EUA de olho na carreira internacional e por medo de violência
Danielle Suzuki está morando em Los Angeles há três meses.
 Esta é uma primeira temporada, porque, ao que tudo indica, nossas praias vão perder a japinha, que acaba de completar 39 anos. 
“Estou aqui para uma primeira experiência e vamos retornar porque tenho projetos no Brasil. 
Também preciso resolver algumas coisas antes de vir de vez”, conta a atriz.     Após ver sua escalação para “Sol Nascente” não se concretizar, Suzuki optou por embarcar num sonho de anos. 
Ao decidir morar nos EUA, ela quer abrir a possibilidade de uma carreira internacional, mas também fugir da violência:
 “A temporada fora era um desejo antigo e a violência no Brasil me impulsionou bastante para acelerar isso, já que tenho um filho pequeno e desejo para ele um lugar seguro, onde ele possa ter uma excelente educação”.
  A saída da trama das seis, ela encara como um sinal: 
“A saída da novela é um processo que faz parte da escalação de elenco, onde não cabe a mim decidir. 
Deus sempre sabe meu lugar”.
 Dani Suzuki pode se considerar uma mulher de sorte. 
Ela acaba de ver seu primeiro curta, “Pulse”, que roteirizou e dirigiu, ser lançado em Hollywood e já vem angariando alguns prêmios em festivais. 
“Ha dois anos, fui para NY estudar direção e filmmaking, queria aprender a usar os equipamentos sozinha e comecei a desenvolver uns curtas, esse ultimo resolvi contratar uma verdadeira equipe de cinema para fazer um filme mais profissional... 
Encontrei amigos especiais que acreditaram na ideia e tudo começou acontecer. 
Estou muito feliz de estar conquistando esse espaço no cinema internacional, principalmente com meu primeiro filme, me sinto muito orgulhosa da minha equipe. 
Estou pronta para o proximo”, avisa Dani Suzuki filma em Los Angeles.
 Com carinha de 25 anos — e corpão de 18 —, a atriz não teme a proximidade dos 40. 
“Cada ano que passa, curto mais a minha vida. Está ficando melhor”, avalia ela, que está solteira: 
“Solteira, porém com meu coração preenchido!
 Numa fase linda equilibrada, me sentindo livre, forte, cheia de possibilidades, exergando o mundo em movimento e me posicionando pra voar!!! momento de grandes decisoes, coragem e muito amor a vida!

FONTE/EXTRAONLINE
  Paulo Tiefenthaler, de 'Haja coração', será pai pela primeira vez aos 48 anos: 
‘Fruto de amizade colorida’ 
 Aos 48 anos, Paulo Tiefenthaler não está apenas estreando em novelas no papel de Rodrigo Furtado em “Haja coração” (antes ela só havia feito uma ponta como uma mordomo em "O clone"). 
O ator também fará sua estreia no papel de pai.
 “Vou ter um filho agora em março, fruto de uma amizade colorida maravilhosa que eu tenho.
 Tô ansioso e excitado. Queria ser pai há um tempo”, revela ele, que nunca casou (nem pretende), em entrevista à “TPM”.
 Paulo, em cartaz também no filme “O roubo da taça” (pelo qual foi premiado no Festival de Gramado), ficou conhecido no programa “Larica total” e tem curtido a maior popularidade conquistada com a TV: 
“Estou achando maravilhosa essa oportunidade. 
A Globo está me dando uma chance como galã de verdade. Me sinto um rapaz de 40”. 
 Rodrigo ( Paulo Tiefenthaler) e Francesca ( Marisa Orth ) em 
 "Haja coração"

FONTE/EXTRA
 Maytê Piragibe fala sobre “A Terra Prometida” e revela: 
“Sinto falta do RecNov” 
Maytê Piragibe é a Jéssica em “A Terra Prometida” 

Por Leonardo Azzali 
Contratada há 11 anos, Maytê Piragibe é uma das principais estrelas da teledramaturgia da Record. 
 Na emissora, ela atuou em diversas produções, como “Cidadão Brasileiro” (2006), “Vidas Opostas” (2006), “Os Mutantes — Caminhos do Coração” (2007 – 2009), “José do Egito” (2013) e “Vitória” (2014). 
 No ar como a Jéssica em “A Terra Prometida”, Maytê está contente em interpretar uma vilã após várias mocinhas na TV. 
“Ela está me tirando da zona de conforto, porque é completamente o meu oposto”, afirma em conversa exclusiva com o RD1. 
 Dedicada à profissão, a atriz fez um processo de preparação intenso para a novela bíblica da Record. 
A artista assistiu a muitos filmes, como “Coração Valente” (1995), “Titus” (1999) e “A Paixão de Cristo” (2004). 
“Vejo todos os [filmes] épicos, principalmente sobre guerra e disputa de poder”, explica. 
 Após o sucesso de “Os Dez Mandamentos”, Maytê Piragibe acredita que o preconceito com as novelas da emissora de Edir Macedo estão prestes a chegar ao fim.
 “Merecemos esse retorno com tanta entrega e dedicação”, declara. 
 Porém, ela revela que a terceirização da teledramaturgia do canal, por meio da Casablanca, mudou a rotina de todos os profissionais.
 “Sinto falta do RecNov [nome do antigo complexo de estúdios das novelas da Record]“, finaliza. 
  Em “A Terra Prometida”, você interpreta a sua primeira vilã, Jéssica. Depois de tantas mocinhas, como é fazer uma personagem totalmente diferente? 
 É um desafio gigante e uma oportunidade linda para mostrar uma nova vertente do meu trabalho. Sou movida a desafios e a Jéssica está me tirando da zona de conforto, porque ela é completamente o meu oposto. Numa linguagem épica, uma novela bem diferente de tudo que foi feito na televisão brasileira. O elenco está bem unido e feliz com o resultado. 

 Qual foi o processo para compor a Jéssica? Você é o tipo de atriz que faz sugestões aos diretores? 
 Sou totalmente conduzida pela direção. Estamos bem unidos na construção dessa personagem. Vejo todos os filmes épicos, principalmente sobre guerra e disputa de poder. Divido o meu laboratório de atriz no meu site oficial e nas redes sociais. 

 A sua personagem sofre uma transformação ao longo da novela. Este é o maior desafio ao encarar uma obra aberta? 
 Acho delicioso ter a possibilidade da transformação da personagem na história. Todo ator de televisão precisa dessa flexibilidade e disponibilidade de mudar o rumo [da personagem] de acordo com a direção e condução do autor. Adoro ser surpreendida com o roteiro. 

 Você já fez a minissérie “José do Egito”, mas “A Terra Prometida” é a sua primeira novela bíblica. Além da duração, quais são os outros desafios? 
 O desafio em retratar com toda a verdade uma época em que temos poucos registros e referências, pois estamos representando o livro [a Bíblia] mais importante da história. O texto tem que ser decorado na íntegra e falar sobre fé e amor com toda dignidade e emoção. Além das cenas de efeitos especiais, as lutas com espadas, a atmosfera de guerra e medo instauradas é instigante. Tudo muito intenso e a minha personagem é visceral. Estou amando o processo deste trabalho. Estamos muito envolvidos. 

 Em recentes entrevistas, você comentou que sofre preconceito por trabalhar na Record. Isso vem de colegas de trabalho, fãs ou amigos? 
 Está tudo mudando com o sucesso estrondoso de “Os Dez Mandamentos”. Com a crise no país, agora, todas as emissoras estão demitindo em massa e mantendo pouquíssimos atores com contratos longos. O preconceito da dramaturgia da Record está acabando. Hoje, a transição dos atores pelos canais está mais democrática. Antes, esta possibilidade era difícil. Sempre fizemos produtos com muita qualidade e com profissionais que passaram por outras empresas e veículos, mas são menos produtos no ar. Na questão comercial, estamos crescendo e ganhando prestígio por conta da audiência. Estive na Globo por cinco anos e estou na Record há 11 anos. Optei por estabilidade a longo prazo. Fico muito feliz em ver o crescimento da Record depois de tantos anos de entrega e dedicação. 

 Com o fenômeno de “Os Dez Mandamentos”, você acredita que a teledramaturgia da Record é vista de outra maneira atualmente? 
 Com certeza. A televisão prioriza audiência e isso foi algo explosivo. Graças a Deus! Merecemos esse retorno com tanta entrega e dedicação. 

 Você é contratada da Record há onze anos. Como vê a evolução da emissora na produção de novelas? 
 Difícil analisar, pois agora estamos produzindo de forma diferente. Com uma produtora [Casablanca] terceirizada. Estamos em processo de adaptação. A estrutura que a Record nos dava é completamente diferente da Casablanca. Sinto falta do RecNov [antigo nome do complexo de estúdios da teledramaturgia]. 

 Recentemente, você lançou o seu canal no YouTube em parceria com o “R7″. Qual é a sua principal preocupação quando grava um tutorial de maquiagem? Como tem sido o retorno do público? 
 O retorno está incrível e gravo da forma mais intimista que posso. Faço o tutorial como se estivesse com a minha melhor amiga para me aproximar do público, que é sempre muito carinhoso comigo. Quero deixar claro que os cuidados diários com a beleza é algo revolucionário para a autoestima. Compartilho todas as dicas do universo de atriz, além da minha notava experiência como diretora, produtora e editora. Aposto todas as minhas fichas como empreendedora. Em breve, relanço o meu site oficial. Farei postagens diárias sobre arte, moda, beleza e o meu universo cultural. [O site] será repaginado para uma revista virtual.

FONTE/RD1

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

 Maurício Machado festeja papel em nova novela: 
"Inescrupuloso e bon vivant" 
 Destaque no teatro, ator, de 44 anos, celebra personagem em 'A Lei do Amor' 

Por Beatriz Bourroul 
 Maurício Machado volta às novelas em A Lei do Amor, com estreia programada para o dia 3 de outubro, na pele de Arlindo Nacib, um político envolvido em falcatruas. 
Com 29 anos de experiência no teatro, o ator, de 44 anos, celebra a estreia no horário nobre.
 "Estou seguro e muito feliz com o desafio", afirma ele, que já integrou o elenco das novelas Alma Gêmea (2006), Cordel Encantado (2011) e Chiquititas (2014).
 Carioca e com nome consolidado no teatro, ele afirma ter a cidade de São Paulo como base e está empolgado com a chance de participar de uma trama assinada por Maria Adelaide Amaral. 
"Ela é a maior dramaturga do país." 
Klara Castanho estreia no teatro ao lado de Maurício Machado 

Você está escalado para A Lei do Amor. O que pode nos contar sobre o trabalho? 
 Será uma novela incrível e resgata os grandes folhetins, as grandes tramas. Na história, existem questões do cotidiano, com que o público se identificará. A história tem romance, tem amor não correspondido, além do tema político. Nunca vivemos um momento tão histórico no país como agora. 

 Você está no núcleo dos políticos, certo? 
Serei um deputado. O Tarcísio Meira é o prefeito, o Otávio Augusto é senador e o Ricardo Tozzi será o novo prefeito. Na trama, ele foi procurado por muito tempo pela Interpol por estar envolvido com falcatruas, dinheiros escusos... Além disso, ele é casado, mas é bem mulherengo. Entro no primeiro capítulo da segunda fase – a primeira tem seis capítulos. Meu personagem tem uma personalidade de vilão. Ele é um bom vivant, inescrupuloso e acha que pode comprar tudo com dinheiro. 

 Esta será sua primeira novela das 9, não? 
Sim e é uma grande expectativa. Tem grande visibilidade. Será minha primeira novela das 9, justamente em uma novela da Maria Adelaide Amaral. Ela é maior dramaturga mulher do Brasil. É uma honra para mim estar em uma trama escrita por uma pessoal genial, muitíssimo premiada. A novela é dela e do Vincent Villari, que também é craque. Ela tem a generosidade de dizer que não conseguiria fazer a novela sem ele. No workshop que fizemos, a energia foi muito boa. A Denise [Saraceni, diretora] disse que estava muito feliz pelas escolhas do elenco. 

 Sua expectativa parece ser das melhores.
Estou seguro, estou feliz. Fui muito bem recebido na casa. É a minha terceira novela na Globo, a primeira em horário nobre. 
 Como surgiu a possibilidade de fazer a novela? Você passou por testes? Foi convidado?
 Passei por um teste há bastante tempo. Tinha mandado um email me colocando à disposição para uma produtora de elenco da Globo, fiz o teste e enfrentei um longo período de espera – uns 10, 11 meses. A pré-produção de A Lei do Amor foi estendida porque, como já foi noticiado, a novela substituiria A Regra do Jogo, mas optaram para entrar Velho Chico. 

 Esse período de espera sempre gera muita expectativa, não? 
 Estava agoniado. Não só pela questão de aprovação, mas também pela questão de organização do tempo. Minha carreira vem do teatro. Em novembro, completo 29 anos de teatro. Teatro pode ser capenga para muita gente, mas, no meu caso, é o teatro que paga as minhas contas. 

 E você está em cartaz com uma peça muito elogiada pela crítica. 
Sim! Eu e o Ghilherme Lobo somos os protagonistas de Aprendiz de Feiticeiro, em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo. Apesar de ser carioca, minha base é em São Paulo. É uma peça com texto do Antonio Calmon, estreia da Klara Castanho nos palcos, um projeto muito feliz. 

Paralelamente ao trabalho como ator, você participa da curadoria do Teatro J. Safra, é produtor... Dá tempo de fazer tudo? 
Tenho que fazer dar! Atualmente, participo ainda da produção de Mulheres Alteradas, peça de muito sucesso que chegará aos cinemas, com a O2 Filmes. 

 Essa peça foi realmente um grande sucesso! Muitas atrizes – Mel Lisboa, Adriane Galisteu, Flávia Monteiro, Daniele Valente, Samara Felippo, Marisol Ribeiro... – chegaram a integrar o elenco nas diversas montagens da peça. Já te nomes para adiantar para a versão do filme? 
Temos atrizes em mente. O roteiro ficou pronto há três semanas e começaremos a definir o elenco mais pra frente. Por enquanto, nada definido. O que posso dizer é que os atores que estrelaram a peça devem estar no elenco em participações afetivas.

FONTE/QUEM
Aos 40, a apresentadora posa para as lentes de Márcio Del Nero e fala da vida ao lado de Rodrigo Faro e das três filhas 
Por Helena Moro
Impossível não se deixar levar pela simpatia e beleza de Vera Viel. 
A convite de QUEM Acontece, a apresentadora reviveu seus dias de modelo neste editorial de moda navy, no Macksoud Plaza, em São Paulo. 
"Comecei a modelar aos 18, quando ganhei um concurso de modelos em Recife. 
Foram mais de 12 anos de carreira, viajando para lugares incríveis como Japão e África", diz. 
 Casada com o apresentador Rodrigo Faro, e mãe de três meninas, Clara, de 11 anos, Maria, de 8 anos, e Helena, de 3 anos, Vera se sente realizada: “Adoro ser mãe de meninas. 
Elas brincam com meus sapatos, joias, maquiagens. 
Elas gostam que eu dê palpites em suas roupinhas, assim como o Rodrigo”, conta.
 " Apaixonada por moda, a apresentadora é contida na hora das compras. 
“Ainda bem que não sou consumista. Não sou daquelas mulheres que precisa ter milhões de bolsa de marca”, afirma. 
"Todo final de ano faço uma limpeza no armário e tiro muita coisa que não uso.
Desta última vez enchi três malas com peças e levei para minhas irmãs. Elas amaram!" 
 Sobre a pausa na carreira, Vera não se arrepende: “Parei de trabalhar quando engravidei da Clara. 
Quis me dedicar inteiramente à família, e na época a carreira do Rodrigo estava deslanchando e alguém tinha que ceder. 
Deixei minha carreira pela família e não me arrependo nem um pouco! 
A base da vida é a família, e eles são tudo para mim.” 
 Mas a correria do dia a dia não interfere no papel de pai do apresentador: 
" Mesmo trabalhando demais, o Rodrigo é um paizão. 
Está sempre presente em tudo. Admiro ele tanto como pai como marido e apresentador. 
Aprendo muito com ele!", elogia. 
 Vera, que era vizinha de modelos como Gisele Bundchen e Isabeli Fontana no Japão, confessa:
 "Quase sempre mostro minhas fotos da época de modelo para as meninas.
 Se algum dia alguma delas quiser seguir esta profissão, apoairei com certeza. 
Só acho que o início de carreira não precisa começar tão cedo", conta. 
"Hoje em dia as meninas devem ter muita disciplina para aguentar os nãos. 
É uma vida muito rigorosa."

FONTE/QUEM
 Anna Rita Cerqueira posa para ensaio e conta que voltará aos palcos
 Atriz fará uma jovem sonhadora que encantará o garoto mais bonito da escola no espetáculo teen, 'Suspiro Colegial', com estreia em outubro. 

 Por Luciana Tecidio 
Anna Rita Cerqueira posou para um ensaio de moda e contou que voltará aos palcos. 
A atriz vai estrear no Rio o espetáculo "Suspiro Colegial", de João Fernandes. 
Na peça teen, que estará em cartaz do dia 6 a 9 de outubro no Teatro Miguel Falabella, no Rio, Anna será Mariana, uma jovem estudiosa que encantará o garoto mais gato da escola.
 "Quem me conhece sabe o quanto estou feliz de fazer mais uma peça. 
Amo atuar e o teatro me realiza por ter uma resposta imediata do público.
 O teatro é um lugar sagrado pra mim", disse ela. 
Em outubro, a atriz irá conciliar a faculdade de Marketing com a filmage da websérie "#Partiu", do mesmo autor da peça, João Fernandes.
 No novo trabalho, Anna será dirigida por seu amigo, o ator Matheus Costa. 
"Só tenho que agradecer estar fazendo parte do seu primeiro trabalho como autor e diretor.
 Eu e João fizemos a novela 'Escrito nas Estrelas' juntos. 
É muito bom trabalhar com ele, admiro demais o João e esta sendo um orgulho participar desse projeto. 
Acredito no potencial dele e no da peça."

FONTE/EGO
FOFOCANDO NA WEB

Fofoca 1
Um famoso ator de vinte e poucos anos(ex-ator mirim), que está sumido da midia fez uma revelação bombástica, ele está com uma cirurgia de troca de sexo agendada para inicio de agosto. 
O ator disse que além de ser homossexual e sonhar desde menino em ser menina, acredita que trocando de sexo tenha mais chances na televisão, pois fazem 3 anos que ele se prepara em segredo para isso.
Ele já fez várias cirurgias estéticas, como colocação de protese de silicone nos seios, preenchimento labial e deixou seu cabelo crescer, bumbum não foi necessário pois ele já tem avantajado, só fez alguns tratamentos hormonais e esculpiu o corpo que sempre foi delicado e magro para ficar com silhueta bem feminina.
Claro que além disso tudo ele vai mudar nome artístico e está providenciando mudança do nome.
Acredito que ele se transformará em uma linda mulher pois o ator é lindo e tem os traços delicados.
Atualmente quem o vê não imagina que se trata de um homem.
Será que quando ele aparecer na midia todos lembrarão dele ou vai ser tratado como ator revelação?
Estou louca para descobrir, mas por enquanto vamos aguardar...


Fofoca 2
Um rapaz que é famoso apenas por ser marido de uma famosa anda colocando os pés pelas mãos nas redes sociais.
Semana passada ele brigou feio com um seguidor e no fim de semana partiu pra cima de um fã de sua esposa enquanto o rapaz estava apenas tirando uma foto com ela.
Ele alegou que o rapaz estava sendo incoveniente porque pediu um abraço na hora da foto e colocou o braço por cima da moça e como era bem mais alto a mão caiu um pouco em direção dos seios, mas todos que estavam no restaurante, afirmar que o rapaz não encostou nos seios da moça, que a mão ficou no ar.
Cego de ciumes ou com medo de perder a vida boa que a famosa o proporciona o cara perdeu a cabeça , deu um encontrão no garçom e derrubou a bandeja em cima da mesa de uns clientes.
Um dos clientes queria chamar a policia, mas o promoter da casa acalmou os animos do rapaz e colocou panos quentes na confusão.


Fofoca 3
Uma aspirante a atriz reclamou na direção de uma emissora do assédio do diretor onde ela foi fazer um teste para novela.
A moça disse que o diretor sugeriu que ela fizesse uma cena de romance e pediu para equipe dar um intervalo para que ela relaxasse.
Quando todos sairam ele teria colocado a mão nos cabelos dela pela nuca, puxado ela e dado beijos no pescoço dela.
Ela o empurrou e o xingou, e ele disse que ela tinha que ir se acostumando se quisesse ser atriz, que deveria ter menos pudor, afinal as cenas com os atores exigem esse tipo de cena.
Ela meio assustada pediu desculpas e disse:
Claro, desculpe, eu estou um pouco nervosa.
E o diretor disse:
Daqui a pouco eu termino por aqui, você não quer ir pra minha casa, podemos conversar melhor sobre o papel...
Ela disse que não, que tinha outro compromisso.
Dai o rapaz insistiu e lhe ofereceu uma carona.
Ela disse que não quis.
Que quando ela estava saindo da emissora, ele passou de carro bem devagar por ela e colocou a mão pra fora e tocou nela, ela levou um susto, ele parou o carro e disse rindo:
Calma, calma e passou a mão em seu bumbum enchendo a mão.
DETALHE: Pasmém com a cara de pau dele: Ela estava de saia.
A moça disse que ficou inojada, que nunca mais colocará os pés na emissora, e que se para ser atriz tiver que passar por situações desse tipo prefere desistir da carreira.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Rosamaria Murtinho abre casa no Rio, fala de boa forma e recebe declaração:
 'Foi amor à primeira vista', disse Mauro Mendonça, com quem a atriz é casada há 57 anos. 
Rosamaria Murtinho e Mauro Mendonça posam na sala principal da casa, que é repleta de objetos que a atriz compra durante suas viagens 
Casal mora em casa de 400 m² em bairro nobre da cidade. 

Por Yuri Fernandes 
 Rosamaria Murtinho já mostrou que era boa de papo desde a primeira conversa por telefone.
 Marcada a entrevista, ela recebeu a equipe do EGO em sua casa de 400 m² localizada em São Conrado, bairro nobre da Zona Sul do Rio, onde mora com o ator Mauro Mendonça- com quem é casada há 57 anos. 
A atriz falou de tudo durante a entrevista: 60 anos de carreira, boa forma aos 80, casamento e até mesmo sobre velhice e morte. 
No meio do bate-papo, eis que surge Mauro, que se declara à mulher: “Foi amor à primeira vista”.
 Juntos, os dois têm três filhos e muita história para contar. 
Sala preferida de Rosamaria Murtinho para relaxar. No centro, a mesa que já foi de Fernando Sabino.
Rosamaria e Mauro se mudaram para a casa, que tem cinco suítes, há 23 anos, e a decoração da residência é um detalhe – e um luxo - à parte. 
A sala de entrada é repleta de história e de objetos que a atriz trouxe de várias viagens ao redor do mundo.

 Quartos separados 
Outra curiosidade da casa está no fato de Rosamaria e o marido dormirem em quartos separados há oito anos. 
Estranho? Ela explica: “As pessoas estão usando isso agora. Como ator é muito confortável porque eu posso ler meus textos em voz alta. Mauro também faz isso. Ou seja, ninguém aborrece o outro com seu trabalho. Chegamos a um denominador comum que, inclusive, eu indico.”
Declaração de Mauro 
E a solução vem dando certo. Mauro Mendonça não poupa elogios à mulher e se declara: “A primeira impressão é a que bate. No dia em que ela apareceu no teatro, eu olhei e ‘toin’. Foi amor à primeira vista. Na coxia era um Deus nos acuda”, contou ele aos risos. Rosamaria não ficou para trás e retribuiu o carinho do marido. “A gente se casou apaixonado. Me encantei porque ele era muito atraente, não era de se jogar fora e não deu outra. Aqui estamos”, disse ela. Ao longo do casamento, eles se separaram apenas uma vez: um hiato de oito anos durante a década de 80. Questionada se Mauro deu muito trabalho na ocasião, Rosa desconversa: “Como diz a Tônia Carrero, ‘mulher que quer ser feliz casada tem que às vezes ser ruim de memória.'" 
60 anos de carreira 
Rosamaria faz ainda um balanço das seis décadas de inúmeros personagens no teatro, na TV e no cinema. Mas ela contesta: “Não acho que fiz muitas. Fiz muitas grã-finas, não sei por que acham que tenho cara de rica. Com tantos anos de carreira, você vai aprendendo certas coisas. Esses 60 anos passaram sem eu perceber". Longe da TV desde 2013, quando fez “Amor à Vida”, Rosamaria lamenta ainda a falta de papéis para idosos. “Eu me incomodo não pela velhice, porque eu não morri, mas porque não tem papel. Afinal, quem pensa: ‘vou escrever um papel maravilhoso para uma bisavó?’”, questiona ela, que está em cartaz pelo Brasil com a peça "Dorotéia", de Nelson Rodrigues. 
Boa forma
 Aos 80 anos, cá entre nós, Rosa é dona de um corpo invejável. Vira e mexe ela faz sucesso nas redes sociais com fotos de maiô ou biquíni. Sobre o assunto, ela se diverte: “Até hoje o shape é bom, o resto tudo cai. Eu não tenho aquela facilidade de engordar, eu como de tudo e muito pouco. Ginástica eu não faço há seis anos, não quero mais. Me chateou muito sair de manhã, puxar, levantar peso, a troco de quê? Para ficar mais dura? Não vou ficar mesmo. Com a idade cai tudo”. 
 'Sou contra a morte' 
Terminando a entrevista, a mãe do diretor Mauro Mendonça Filho toca em um assunto delicado: a morte. “Eu tenho horror de morrer. Sou contra a morte. Eu acho uma chatice não estar aqui no ano 3000. Como que faz? O que vem? Não é chato não saber? Pode vir outra pessoa, mas não será eu, Rosamaria Murtinho”, afirma ela. 
Cozinha da casa de Rosamaria Murtinho e Mauro Mendonça
Cantinho da casa de Rosamaria Murtinho e Mauro Mendonça pra relaxar 
 Vaca de silicone comprada por Rosamaria Murtinho em Olinda 
Detalhes da sala considerada o 'cantinho do Mauro', que foi decorada por ele. No local, há várias fotos da família do ator.
Mauro Mendonça e Rosamaria Murtinho, casados há 57 anos, posam no jardim da casa 
Fotos espalhadas pela casa de Rosamaria Murtinho e Mauro Mendonça
FONTE/EGO