sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Betty Lago confessa: 
"Tenho mais altos que baixos.
 O importante é ter humor"
A atriz diz que fé, leveza e bom humor a ajudam a superar o câncer

Garra, determinação e personalidade forte são alguns dos atributos que podem resumir quem é Betty Lago (59). 
Dona de humor contagiante, a atriz e apresentadora não perde a alegria de viver mesmo diante das adversidades do destino.
Em tratamento contra um câncer na vesícula desde 2012, ela encara este momento com os pés no chão e muito amor à vida. 
“O importante é ter humor. Não sou mais como eu era, mas isto não me faz uma pessoa pior, talvez, pode me tornar uma pessoa ainda melhor."
Depende do caminho que cada um escolher, o meu não é de revolta, nunca tive este sentimento”, afirma a atriz em dias de descanso e lazer em Foz do Iguaçu, no Paraná, ao lado da filha, a produtora Patty Lago (42). 

Há tempos vocês não viajavam juntas. Como foi o passeio?
Betty – Foi ótimo, estava com saudades de viajar com ela. A Patty é uma ótima companhia.

Patty – Foi delicioso, me fez lembrar as viagens que fazíamos quando a minha mãe trabalhava como modelo. Na época, ela viajava muito a trabalho e ficávamos em hotéis incríveis pelo mundo.

Como é a relação de vocês?
Betty – A gente se dá super bem, tracinho, briga o tempo todo, se dá superbem, tracinho, fica sem se falar, tracinho se dá superbem. Esta história de se dar bem parece conto de fadas. Não existe.
Patty – Nossa relação é de amor. Tenho orgulho da minha mãe. Brigar é bom, porque fazer as pazes é bem divertido.

Você é muito atenciosa e cuidadosa com a Betty?
Patty – Sempre fui, gosto de cuidar das pessoas que amo.

Como esta a sua saúde?
Betty – Durante a novela Pecado Mortal estava fazendo mais um tratamento de quimioterapia, parei por dois meses e agora retomei. Estou me sentindo bem.  Sinto um pouco de dor, mas é normal, pois não pude retirar a vesícula. Então, dói um pouco.

Você teve medo de morrer?
Betty  – Sim. Logo que soube, ‘entrei’ para tirar a vesícula e ‘saí’ com um câncer. Deu um baque. Não consegui nem chorar. Nunca tive nada. Mas também não fiquei pensando ‘por que eu?’.

Como tem administrado tudo isto para não se deixar abater?
Betty – O trabalho neste sentido é muito importante. Não sobra tempo para ficar pensando. Tenho mais altos que baixos, isso tem a ver com minha personalidade, com as pessoas que me cercam, com as minhas escolhas. Sou uma pessoa bem-humorada e isto me ajuda muito, tenho certeza.

Você teve momentos de depressão?
Betty – Chorei muito e ainda choro. A Mari Vianna, que trabalha comigo, foi de uma dedicação incrível. Bernardo, meu filho, se mudou para minha casa com a namorada, ficou lá um ano e meio. A Patty estava toda hora comigo. Às vezes, não adiantava ter ninguém por perto, eu queria ficar quieta, chorar, dava uma melancolia. Mas não posso dizer que fiquei no fundo do poço. Ter ido ao Frei Luiz, centro de atendimento e estudos espíritas no Rio, foi bom para ter uma compreensão disto tudo. Também tive a visita de um bispo da Igreja Universal, que fez orações. A gente fica carente de uma explicação espiritual.

Planos para o futuro?
Betty – Sou contratada da Rede Record e estou à disposição da emissora. E eles me liberaram para fazer um programa na web, que estreio em novembro. Será parecido com o programa Pirei, que eu tinha no canal pago GNT. Vou falar de moda e estilo, tema que domino e sobre o qual as pessoas me perguntam. Também quero abrir um espaço para falar do câncer, dando dicas de boa alimentação, beleza e bem-estar.

FONTE\CARAS
Afastada da televisão, Beatriz Segall
 espera convites para voltar à TV:
 “Gostaria muito”
Por Breno Cunha
Considerada uma das maiores atrizes da teledramaturgia brasileira, principalmente por ter vivido a vilã Odete Roitman, de “Vale Tudo”, Beatriz Segall segue afastada da televisão – seu último trabalho foi uma participação em “Lado a Lado”.
Em entrevista ao jornal “Extra”, Beatriz contou que está dando aulas de interpretação em seu apartamento: 
“Sempre dei aulas e agora voltei a fazer isso. Já tenho dois alunos”.
Questionada se a decisão de dar aulas aconteceu por conta de uma suposta dificuldade financeira, ela negou e adicionou que espera convites para retornar à TV.
“Isso não tem nada a ver. Estou dando aula porque eu gosto, e também porque é uma ocupação. 
Tenho projeto de fazer uma peça de teatro para o ano que vem. Mas televisão, por enquanto, não tenho convites. Gostaria muito de voltar”, concluiu.

FONTE\RD1
Deborah Secco: 
"Estar com 34 anos e não ter
 minha família dói muito"
Deborah Secco falou sobre o sonho de constituir família: "Estar com 34 anos e ainda não ter a minha família me dói muito", comentou
 Deborah Secco deu uma entrevista franca ao Vídeo Show exibido nesta segunda-feira, 20. 
A atriz disse já ter vivido muitas tristezas na vida pessoal e afirmou que segue em busca de um grande amor.
"Hoje, estar com 34 anos e ainda não ter a minha família me dói muito. Mas, ao mesmo tempo, tenho uma força muito serena de aceitar que, de mentira, não vale", comentou a atriz.
Deborah também contou que malha pesado pois gosta muito de comer, especialmente brigadeiro, uma de suas paixões mais famosas.
'"No dia a dia, eu sou boa de prato. Eu gosto muito de ser magra e gosto muito de comer! Então, as duas coisas se atritam", comentou.

FONTE\CARAS
Arlete Salles após vencer o câncer:
 “Voltei mais forte”
Por Pedro Moraes
Atriz comemora sua boa saúde em conversa com QUEM e se prepara para voltar ao teatro no Rio com a peça 'O Que o Mordomo Viu'.
Arlete Salles está prestes a voltar aos palcos ao lado de Miguel Falabella na comédia O Que o Mordomo Viu. 
A atriz havia ensaiado para estrear a peça em janeiro, mas precisou ser substituída por Marisa Orth ao descobrir um tumor no seio na mesma época. 
“Estou ótima, em paz e muito saudável”, afirma a veterana que estará no palco do Teatro Clara Nunes, no Rio,  em temporada que começa na sexta-feira (31) e vai até o fim de janeiro.
Sobre o tratamento médico, Arlete explica que prefere nem se lembrar sobre o que passou.
 “Quero ter um olhar otimista. É uma forma de ajudar quem está entrando nesta batalha. Eu voltei mais forte. 
Aproveitei o período de repouso para estudar. Tive toda minha família ao meu lado”. 
A atriz explicou que está totalmente recuperada e que o tratamento já foi encerrado. 
“Precisei fazer uma cirurgia e passar por um tratamento profilático. Estava bem no início. Já foi vencido”.
Sua volta à TV também está garantida. Ela está no elenco da próxima novela das 9, que tem título provisório Babilônia, escrita por Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga.
 “Ainda não sei muito detalhes. Li a sinopse e adorei a personagem. É uma mulher de temperamento difícil. Tem um perfil voltado para a comédia. Fico feliz de poder a voltar para essa área”.
Motivo de orgulho de Arlete é contar que um de seus netos, Pedro Medina, 20 anos, acaba de se formar pela Casa das Artes de Laranjeiras, a Cal, como ator.
 “Ele está fazendo um trabalho muito bonito. Não conversamos ainda sobre isso, mas acredito que ele gostaria de trabalhar comigo. Seria maravilhoso”, conclui a atriz.

FONTE\QUEM
QUIZ 
Você sabe de qual famoso 
pertence essa barriguinha sarada?

1-  Descendente de índios,portugueses e suiços,o ator de 31 anos adora surfar. 
A- Paulo Vilhena
 B- Rodrigo Hilbert 
C- Cauã Reymond 

 2- Estreiou na tv em 2000,na novela Estrela Guia, já namorou várias famosas.
 A- Sergio Marone
 B- Rodrigo Santoro
 C- Mauricio Matar 

3- Ator de 35 anos, nasceu em Manaus e começou carreira como modelo 
A- Cassio Reis 
B- Malvino Salvador 
C- Felipe Folgosi 

 4- Estreiou na tv em Chiquititas, tem 23 anos e é pai de um menino. 
A- Bruno Gagliasso
 B- Jonatas Faro 
C- Marcio Frias 

 5-Em forma, o ator de 46 anos além de atuar também é dentista. Seu último personagem foi na novela foi Fina Estampa. 
A- Eri Johnson 
B- Carlos Machado 
C- Malvino Salvador 

 6- O modelo de 24 anos ficou mundialmente conhecido através da ex-namorada famosa.
 A- Jesus Luz 
B- Rodrigo Santoro 
C- Diogo Pombo 

 7- É um ator que está atualmente em uma novela de muita audiência na Globo.Já namorou a atriz Daniele Suzuki.  
A- Dado Dolabella 
B- Cauã Reymond
 C- Ricardo Tozzi 

 8- Começou sua carreira na novela Chiquititas junto com sua irmã. Seu último papel em novela foi em Passione.
 A- Bruno Gagliasso 
B- Junior Lima
 C- Kayky Brito 

 9- É um apresentador famoso muito querido pelo público jovem. Atualmente ele trabalha na Record. 
A- Rodrigo Faro
 B- João Gordo 
C- Marcos Mion 

 10- Esse ator ganhou um papel na Malhação através do programa Caldeirão do Huck.
A- Guilherme Dell Orto 
 B- Caio Castro
 C- Lucas Nadin 

 11- Esse famoso é filho de um cantor/ator muito mulherego.
A- Fiuk 
B- Paulo Nigro 
C- Leonardo Carvalho 

 12- Ator carioca de 29 anos,trabalhou na novela Fina Estampa na Globo. 
A- Lazaro Ramos 
B- Paulo Zullu
 C- Rafael Zullu


quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Luciano Camargo abre nova
 mansão com suas princesas
O astro sertanejo fala do amor à família, das dietas e da relação com Zezé Di Camargo
O astro sertanejo e a arquiteta mostram a nova mansão, com suntuosa escadaria ao fundo.
Celebrando 11 anos de união este mês, Luciano Camargo (41) e Flávia Fonseca (34) coroam seu amor, digno de conto de fadas, com a realização de um sonho. 
“Luciano sempre falou que queria me dar um castelo. Quando vi essa casa, liguei para ele e falei: ‘Achei!’”, conta a arquiteta, que abriu o novo lar, de 2500m2, na Grande São Paulo.
“Era um sonho mesmo porque eu realmente não acreditava que pudesse comprar uma casa assim. Tem de trabalhar muito e eu venho trabalhando muito há 20 anos.
 Fiz uma proposta de um milhão de prestações e cá estamos”, emenda o cantor sertanejo, da dupla com Zezé Di Camargo (52), que se enche de emoção ao falar da nova fase. “Sou um cara totalmente realizado”, declara.
O maior motivo de orgulho de Flávia é o quarto das filhas, as gêmeas Isabella e Helena (4), que conta com uma brinquedoteca construída como uma adorável casa de bonecas. 
“Chamei duas princesas, a Ariel e a Bela, para entregarem o quarto para elas. As meninas ficaram até atordoadas quando viram a casinha, um projeto meu. 
Foi um dia de muito carinho”, fala ela, que também decorou o quarto do casal e, aos poucos, coloca seu toque nos outros cômodos. 
“Eu amo o clássico, mas diria que aqui é um mix de estilos, pois tem o contemporâneo e o neoclássico, com cortinas de seda e o nosso xodó, a coleção de objetos de cristais Swarovski, que tem quase 400 peças”, detalha Flávia.
Com cumplicidade evidente na troca de olhares, Luciano e Flávia dizem que o respeito é o segredo da união. 
“Estou em lua de mel com minha mulher. É a primeira vez na vida que eu sinto uma vontade alucinante de terminar um show e voltar para casa. 
Tenho filhos formados, mas agora tenho duas crianças. E ainda sou avô!”, diz o astro, pai também de Wesley (25), que tem Maria Luiza (1 ano e 7 meses), e Nathan (20), de relacionamentos anteriores. 
“Aprendo muito com minhas filhas e não tive isso com meus filhos, porque, às vezes, não estava presente. Hoje, sou mesmo pai e marido”, define.
Como surgiu a ideia de mudar para uma casa maior?
Flávia – Já estávamos procurando há tempos. Eu tinha um projeto e queríamos construir. Mas quando entrei nesta casa, me apaixonei.
Luciano – A nossa casinha sempre foi perfeita, mas o que nos levou a procurar outra foi o nascimento das meninas.

Vocês sempre sonharam em ter uma casa enorme?
Flávia – Não! Na verdade, eu achava que eu e o Luciano íamos ter uma casa na praia e ficar lá...
Luciano – Sabe o que eu acho legal na Fau? Ela é filha de papai, mas não é filhinha de papai. Me orgulho do meu sogro, que trabalha há 35 anos para ter o que tem. Meu cunhado acorda às 5h para trabalhar, poderia bancar de filho de empresário, mas não! E a Fau é igual. Quando nos casamos, assim como eu não imaginava uma casa assim, ela também não.
Vocês são muito apaixonados. Qual é o segredo da união?
Flávia – O respeito. Até quando brigamos, ninguém eleva a voz, nem xinga. A gente conversa.
Luciano – Além disso, para se manter a chama da paixão, algumas privacidades têm de ser mantidas. Eu nunca fiz xixi na frente dela e vice e versa!
Flávia – Ele não vê, por exemplo, quando estou tirando a maquiagem. E eu levanto, descabelada, me arrumo e só depois dou bom dia. É uma besteirinha que não custa nada!

Luciano, você perdeu 20kg...
Eu sempre mantive meu peso, entre 70kg e 72 kg, com remédio, bomba mesmo. Eu fui um viciado e não tenho vergonha de falar. Em novembro de 2012, parei de tomar e fui de 70kg para 89kg, em quatro meses. Fiquei ruim, fui radical, passei 45 dias só tomando sopa. Depois comecei a lutar muay thai, peguei gosto pelos exercícios.
E sua alimentação?
Passei a comer menos e de três em três horas. Fiquei traumatizado, pois quando engordei chutei o balde e detonei 50 potes de sorvete em 40 dias, tomava uma garrafa de vinho por dia, não saía de casa, só comia. Foi efeito da abstinência do remédio, um pouco de depressão.

Flávia te deu força?
Quando parei com o remédio, o apoio dela foi fundamental. Ela disse: ‘Estamos juntos’. Começou a malhar todo dia para me acompanhar. É meu alicerce. Falo que ela é minha espinha dorsal, pois me apoia em tudo.

Como é o Luciano avô?
Estou curtindo. A Maria Luiza ‘resgatou’ meu filho, veio para selar a paz entre nós. Antes, vivíamos em guerra e hoje nos falamos todos os dias por telefone. Falo que você só descobre o valor de um pai quando se torna pai. Minha neta é, para mim, junto com meus filhos, um dos meus maiores presentes.
E agora Nathan segue seus passos, cantando...
Nunca fui de passar dica para meu filho, pois não o ouvia profissionalmente. Ele me chamou para gravar e eu fui achando que teria que mostrar como fazer, mas o menino está pronto. Acho que ele sabe muito mais do que eu sobre cantar. Essa geração nova, como o Gusttavo Lima, vem com um chip novo na cabeça. Chegam completos. Os caras tocam, escrevem, arranjam, produzem. Considero o Luan Santana o popstar do Brasil. Tudo o que ele lança vira sucesso, como foi com Zezé Di Camargo & Luciano no começo e durante 15 anos.

São 20 anos de sucesso com o Zezé. Como é a relação de vocês hoje, após a briga de 2011?
Somos referência no mercado. É muita responsabilidade se manter entre as duplas que mais fazem shows no Brasil. Eu não tinha noção que Zezé Di Camargo e Luciano eram celebridades até a briga. Nunca imaginei que fosse virar aquilo, mas minha relação com ele não mudou. Além de respeito, do gostar, da irmandade, existe admiração. Sou muito fã do Zezé e ele é muito meu fã.
E a separação dele e da Zilu?
Zezé está com 50 anos e ele tira de letra tudo isso que está acontecendo. Mas, se precisar e ele quiser, vou dar conselho.

E a nova cunhada, Graciele?
Minha relação com a namorada do Zezé é muito boa, a melhor possível, a chamo de cunhada. Ela está sempre nos nossos shows e, se o faz feliz, tem todo o meu apoio.

FONTE\CARAS
Thiara Palmieri interrompe carreira
 para ser mãe e vira roteirista
Por Anna Luiza Santiago
Thiara Palmieri, que interpretou Amanda entre 2005 e 2006 em "Malhação", hoje trabalha como roteirista e produtora. Ela escreve seu primeiro filme, "Quase meio irmão", que deverá ser lançado em 2016.
- Quando meu filho nasceu, quis ser apenas mãe e fiquei três anos me dedicando a ele.
 Nesse tempo, estudei roteiro, organizei minhas ideias e pude me conhecer melhor. 
A vontade de ser atriz diminui e a de ser produtora cresceu. Então surgiu o projeto do filme e depois entrei para a produção.
 Trabalhei no canal E! e hoje estou na Record, fazendo o programa online de 'A fazenda' - conta ela, casada com Leonardo Santana há sete anos e meio.
Segundo Thiara, a personagem ainda é muito lembrada. Ela, que também foi apresentadora da "TV Globinho", mantém contato com atores da época da novela, como Ícaro Silva e Fernanda Vasconcellos:
- É impressionante como as pessoas lembram. Acho que é porque não mudei muito fisicamente. Marcou demais e fico feliz por isso.
 Confesso que não sinto saudades, atuar não é mais prioridade na minha vida. Não posso dizer que dessa água não beberei mais, mas atualmente estou apaixonada pelo meu trabalho.

FONTE\OGLOBO
Júlio Rocha fala de sua 
alma gêmea, Patrícia: 
"Nosso namoro é maduro"
No Castelo de CARAS, ele exibe alma romântica com a amada

Dono de título de galã e famoso por interpretar vilões e personagens sedutores, na vida real Júlio Rocha (34) é um amante à moda antiga. 
“Sou um cara romântico e sempre sonhei em ter alguém que realçasse minha vontade de casar, de construir uma família”, conta ele, que já encontrou as respostas, ou melhor, a alma gêmea, de seu coração, a advogada Patrícia Gutkoski (32).
Apaixonado, ele faz questão de escrever sua história de amor em sólidos alicerces e, para isso, faz do tempo um aliado.
 “Quando a gente ama, é natural aquela vontade de morar junto, mas ainda somos namorados e, apesar de termos planos em comum, cada um mora em sua casa.
 Estamos nos permitindo amadurecer juntos e é disso que um relacionamento precisa. Esses valores vêm de minha família e da dela”, pondera o ator.
“Nosso namoro é maduro, não é aquela coisa de adolescentes. Queremos fazer as coisas corretas e, na verdade, é só uma questão de lugar físico, pois estamos sempre juntos”, emenda Patrícia, durante estada do casal no Castelo de CARAS, em NY.
Uma das características mais marcantes da dupla é o bom humor. Aos risos, eles revelam um dos seus passatempos favoritos.
 “Jogar futebol no meio da rua e se quebrar inteiro”, fala Júlio. “A brincadeira que tiver, eu entro junto. É muito gostoso. 
Nós somos bem caseiros, gostamos de ficar em casa de tarde sem fazer nada, de ir ao cinema, coisas simples”, frisa a advogada, fã número 1 do galã.
Com o mesmo otimismo e leveza com os quais conduz a vida pessoal, Júlio trilha sua trajetória artística. 
De férias da TV após o fim da global das 9 Amor À Vida, ele segue em turnê nacional com a peça Quem Ri Por Último Ri Melhor, na qual dá vida a um homossexual enrustido.
 “É preciso amar o teatro para estar em cena. É diferente da TV, exige uma dose extra de ousadia e coragem”, analisa.
A relação de vocês foi amor à primeira vista?
Júlio – Acho que foi! Fomos conversando e eu me encantando, mas ficamos amigos por uns oito meses antes de nos envolvermos.

Você é de outra área. Como é namorar uma pessoa pública?
Patrícia – Vou ser bem sincera, na hora não pensei em nada, de tão apaixonada que já estava. Na mesma época em que começamos a namorar, saí do interior de RS para trabalhar em SP. Foi perfeito. Não pensei nas mudanças, pois já estava envolvida. Sabia que precisaria viver essa história. Para mim, foi uma história de novela!

Pensam em casar?
Júlio – Nossos trabalhos ainda exigem muito de nós. Então, acho que ainda é uma questão de carreira. Vamos construindo e amadurecendo aos poucos para que, quando a gente se unir de fato, as coisas já estejam organizadas, não é?
E filhos?
Júlio – Eu quero dois ou três.
Patrícia – Quatro! Gosto de família grande, todos juntos. Venho de uma família que sempre se reuniu, acolhedora. Quero o mesmo.

Se veem juntos e velhinhos?
Júlio – Penso no dia a dia, na alegria dos pequenos gestos, momentos, mas claro, se parar para pensar como estarei quando ficar velhinho, a vejo ao meu lado.
Patrícia – No começo do namoro ele me deu um cartão e disse: “É o primeiro de muitos, nossos netos verão nossa história”. Júlio é cuidadoso, carinhoso. Às vezes, estou dormindo, ele prepara pãozinho com leite e me leva na cama, coloca pasta de dente na escova... Conviver com ele é um presente.
Você já deu vida a diferentes vilões. Há um tipo de personagem que o instigue mais?
Júlio – O que me desafia é bom. Em meu último papel na TV, em Amor à Vida, eu era médico. Foi o trabalho mais difícil da minha vida, mas me trouxe amadurecimento. Tinha acabado de perder meu pai e já estava acompanhando a luta dele no hospital há meses. De repente, me vejo gravando cenas dentro de uma UTI. Foi um período de desenvolver força interior.

Já superou a perda?
Júlio – Meu pai era meu melhor amigo. Trabalho isso todos dias na cabeça. Ele dizia que não podemos nos fazer de vítimas, pois sempre há alguém importante do nosso lado precisando da gente. Quando a gente olha a vida por este ângulo, não se permite enfraquecer.

FONTE\CARAS
Cabelo vermelho:
 Du de Império dá dicas sobre 
a cor mais pedida na Globo
Atriz Josie Pessoa fala dos cuidados com os fios e 
diz que cor intensa mudou sua forma de se vestir

Por Mariana Bueno
Sempre que uma nova novela entra no ar, rapidamente os estilos de roupas, cabelos, acessórios e maquiagem das atrizes começam a ser desejados pelas telespectadoras. 
E o mais pedido do momento na Rede Globo é o cabelo vermelho da Du, personagem de Josie Pessoa em "Império". 
A melhor amiga de João Lucas (Daniel Rocha), que na verdade é apaixonada pelo gato, tem feito sucesso com o seu visual.
 Em entrevista ao Bolsa de Mulher, do qual faz parte o iTodas, ela conta que a mudança radical agradou e ainda a ajudou na composição da personagem.
"Toda caracterização para um personagem ajuda no desenvolvimento dele, nas atitudes. Quando pintei, me olhei no espelho e já via a Du", lembra.
Público torce pelo casal João Lucas e Du em Império

Cabelo da Josie Pessoa
A cor original dos seus fios é castanho e ela também já foi loira e morena, mas nunca tinha imaginado que um dia iria pintar o cabelo de vermelho.
A ideia de fazer uma mudança radical foi apresentada por ela mesma ao diretor de núcleo da novela.
 "Na reunião de caracterização ele me pediu para buscar essa referência da personagem.
 Comecei a pesquisar e apresentei algumas opções, dentre o vermelho, e de cara ele já amou.
 Como sou atriz, não tive e nunca terei receio para mudar o visual, faz parte da minha profissão e eu amo o que faço. Minha vontade é de mudar sempre para cada personagem", afirma.
Antes e depois: mudança radical

Nas ruas já é possível ver muita gente aderindo ao estilo. "Tenho visto muitas meninas com a mesma cor, pessoas que me mandam fotos nas redes sociais mostrando que pintaram depois que me viram na novela, mães que falam que suas filhas querem igual, é gratificante", conta.
Além dos cabelos, o público também adora comentar sobre a trajetória do possível casal Du e João Lucas, já que nos próximos capítulos ela vai descobrir que está grávida dele. 
"Torcem para a Du terminar a novela junto com o João Lucas. Eu adoro bater esse papo quando me param, acho ótimo esse contato com o telespectador", revela.
Cuidados com cabelo vermelho
A mudança foi realizada no salão de Marco Antonio de Biaggi, em São Paulo. Josie estava com os fios loiros e, antes de pintar definitivamente, fez uma mecha como teste. "O vermelho logo apareceu bem intenso.
 Foi a li que a Du já veio e eu amei. Falei para o colorista: pode pintar sem medo. A primeira vez que me olhei no espelho eu já amei de cara, meu namorado também adorou, meus amigos também curtiram".
No dia a dia, o cuidado com a tintura vermelha é maior. Além de hidratar os fios a cada 15 dias, ela usa um shampoo que já lava colorindo e ajuda a manter a cor por mais tempo. O retoque é feito a cada 15 ou 20 dias.
O jeito de se vestir também mudou. Josie, que é formada em Jornalismo e agora cursa faculdade de Moda, diz que o tom muito forte do cabelo também acaba interferindo na hora de escolher o que usar. 
"Gosto de moda também, porque isso me ajuda a buscar melhores referências para a caracterização da personagem que estou no momento. 
E está sendo bacana descobrir cores que combinam com o cabelo, como um verde água, azul. 
Como ele é muito chamativo, tende mais para o rock'n rol principalmente quando uso preto. Só evito usar cores claras para não manchar", finaliza.

FONTE\UOL
Longe da TV, Lima Duarte se sente 
preterido pela Globo e espera papel ideal
Por Amanda Serra

Aos 84 anos, Lima Duarte fala sobre carreira, presente e futuro.
 "Tudo que faço agora dá impressão que é a última coisa que vou fazer na vida, então quero que seja algo especial", afirmou Lima Duarte durante entrevista exclusiva ao UOL em seu apartamento em São Paulo. 
Afastado da televisão desde "Araguaia" (2010), Lima Duarte, 84 anos, vive sozinho em seu sítio no interior de São Paulo e não costuma participar de eventos ou dar entrevistas.
 Depois de uma rápida conversa por telefone, o ator recebeu a reportagem do UOL em seu apartamento na capital paulista, onde guarda relíquias da carreira, como fotos, discos e filmes antigos. 
Ao longo de três horas de conversa, o ator disse não saber qual é sua posição na Rede Globo – apesar de ter contrato até o fim de 2015. 
Reconheceu que a variedade de personagens para sua idade diminuiu e revelou que ainda aguarda o papel ideal para de despedir definitivamente da TV.
Vestindo uma camiseta estampada por uma pintura do francês Claude Monet, um short esportivo e um chinelo acompanhado por um par de meias, Lima ainda admitiu que não é uma pessoa fácil para conviver e não poupou críticas a colegas de trabalho e à própria emissora. 
"Sou muito chato. Eu que me aguente comigo e com os comigos de mim", disse o ator, parafraseando um trecho do poema "Eu que me Aguente Comigo", de Fernando Pessoa.
"É muito difícil para eu trabalhar. Acho que os diretores e autores têm muito medo de mim, porque sei muita coisa.
 Vi muita coisa, fiz muita coisa. Quando estou dentro do estúdio, fico fingindo que não sei", disse Lima, cercado de imagens que contam parte de sua história. 
Nas paredes há fotos de seus contemporâneos Paulo José e José Wilker, homenagens dos diretores Carlos Henrique Schroder e Boni e até o bigode usado por Sassá Mutema, seu personagem em "O Salvador da Pátria" (1989), colado ao lado de um bilhete da atriz Maitê Proença (seu par romântico na trama) com a mensagem "Te amo".
Entendo que são outras demandas, outros interesses... E os meus interesses também mudaram, me interesso por outras coisas. Só querem números, experiência não conta
Nos últimos anos, o ator foi convidado para as novelas "Salve Jorge", de Glória Perez, "Meu Pedacinho de Chão", de Benedito Ruy Barbosa, e "Boogie Oogie", de Rui Vilhena. 
Disse que chegou a experimentar o figurino do personagem Coronel Êpa [interpretado por Osmar Prado], mas que sua participação foi vetada pelo autor antes da estreia. "Eu não disse não para 'Meu Pedacinho'. 'Pedacinho' que me disse não." 
Em "Boogie Oogie", Lima contracenaria com a atriz Regina Duarte e viu na oportunidade um jeito de reviver Sinhozinho Malta e Viúva Porcina, casal ícone de "Roque Santeiro" (1985), mas desistiu assim que a parceira declinou o convite.
 "Só faria sentido fazer essa novela se fosse com ela [Regina]. Tudo que faço agora dá impressão que é a última coisa que vou fazer na vida, então quero que seja algo especial.
 Não vou fazer o galã da Isis Valverde [no ar em 'Boogie Oogie'], da Bruna Marquezine. Não dá", afirmou.
Galã não existe, se faz. Falta energia nos novos atores, tem muito ator novo que é ignorante
opinou Lima Duarte, aos 84 anos, e um dos percursores da televisão brasileira
Nostálgico, ele costuma acompanhar a programação televisiva para matar a saudade e também exercitar seu senso crítico.
 "Assisto a televisão só para ver os colegas, mas não acompanho novelas. Esses dias vi que o Paulo Betti está fazendo um gay [Téo Pereira de 'Império'], mas achei horrível. 
O gay já é uma imitação da mulher, aí o papel do Betti é a caricatura da caricatura", opinou o ator, que revelou a vontade de interpretar um homossexual nas telinhas.

 "Faria um velho homossexual, usaria um anelão assim no dedo", disse gesticulando.

Futuro
Com liberdade em poder escolher o tipo de trabalho que quer fazer e podendo viajar até duas vezes ao ano sem ter de pagar passagens aéreas – uma regalia da Globo aos atores de seu porte –, Lima reconhece que os tempos mudaram e diz não saber qual é sua função na empresa da família Marinho.
"Tenho 43 anos de casa e muitas coisas mudaram lá dentro. Para dizer a verdade, nem sei qual é minha posição dentro da Globo. 
Acho que eles não sabem que faço parte do elenco. Eles são ótimos do ponto de vista profissional. Me pagam bem, até mais do que mereço, gostam muito de mim...
 Mas outro dia fiquei deprimido ao saber que chamaram vários atores para conversar, Juca de Oliveira, Antônio Fagundes, mas não chamaram a mim.
 Mas no hate feelings [sem sentimento de ódio, em tradução livre]", confidenciou Lima, automaticamente mudando de assunto e contando que foi convidado para gravar quatro filmes no próximo ano – em 2015, estreia "Deserto", dirigido por Guilherme Weber e filmado no início do ano na Paraíba.
Há cerca de três anos, um pouco antes de renovar seu contrato com a emissora global, o ator pediu para deixar de ser funcionário.
 "Eles quiseram renovar por mais quatro anos, acho que estão esperando que eu morra neste período", afirmou ele, contando ainda que horas antes da entrevista tinha acabado de fazer um check-up. "Sou muito saudável, felizmente".
Solitário
"A velhice é uma barra, uma devastação mesmo. Esses filminhos americanos que mostram velhinhos como engraçadinhos, mas a melhor idade é execrável.
 É o fim da vida. Tem que dar um enfoque legal da velhice. Tem que falar da velhice com amor, ternura e não como engraçadinho", afirmou Lima Duarte
Solteiro depois de cinco casamentos, o ator tem quatro filhos – Debora, Monica, Julia e Pedro –, cinco netos e quatro bisnetos e prefere viver sozinho em seu sítio no interior de São Paulo. "Tenho uma vida simples.
 O que ganho é para os filhos, afinal vai ficar tudo para eles." Amigos são "uma coisa complicada". 
"Meus amigos eram os camareiros, os contrarregras", contou. Avesso à tecnologia, que define como "ditadura dos botões", dedica o tempo livre a ouvir música, ler, caminhar na mata, beber vinho, viajar – França e Holanda são os lugares preferidos – e assistir a filmes.
Com 59 novelas e mais de 30 filmes no currículo, o ator mantém vivas suas lembranças e histórias revendo sua atuação como o rude Getúlio, personagem que não aceita que os tempos mudaram, no filme "Sargento Getúlio" (1982), inspirado no livro homônimo de João Ubaldo Ribeiro.
 "É a melhor coisa que eu fiz de longe, disparado. Uma compreensão tão exata do personagem, um olhar profundo sobre o ser humano. 
É muito difícil encontrar isso no cinema brasileiro, modéstia à parte", justificou, enquanto se revia no vídeo ao mesmo tempo em que reinterpretava o texto do filme no meio de sua sala.
O ator, que estreou na TV em 1950 e deu vida a personagens como Hamlet no teatro, ainda sonha em interpretar MacBeth e Rei Lear, também de William Shakespeare. 
"Rei Lear é um personagem que só eu poderia interpretar. Porque é importante que ele tenha 80 anos e um vigor que nenhum ator no Brasil tem", gabou-se, mesmo reconhecendo que o pique é outro agora. "Com 84 anos a dinâmica muda muito".

"Sou um ator visceral, apaixonado, delirante"

"Quero fazer coisas que sejam para mim, não quero forçar a mão, ficar fazendo gracinha. 
Sou um ator visceral, apaixonado, delirante. Onde eu puder aplicar as vísceras, vou gostar de trabalhar", disse Lima Duarte
O veterano reclamou da ausência de papéis para idosos nos folhetins e criticou a insistência em mostrar as pessoas mais velhas com perfis cômicos. 
"A velhice é uma barra, uma devastação mesmo. Esses filminhos americanos mostram velhinhos como engraçadinhos, mas a melhor idade é execrável. 
É o fim da vida. Tem que dar um enfoque legal da velhice. Tem que falar da velhice com amor, ternura e não como engraçadinho".
"Talvez tenha ficado mais exigente. Quero fazer coisas que sejam para mim, não quero forçar a mão, ficar fazendo gracinha. 
Sou um ator visceral, apaixonado, delirante. Onde eu puder aplicar as vísceras, vou gostar de trabalhar", completou.
Com o testamento pronto, Lima parece não temer a morte ao olhar para um quadro exposto em sua sala, que reúne globais como Ary Fontoura, Carlos Eduardo Bouças Dolabella (morto em 2003), Bibi Vogel, Jô Soares e Francisco Cuoco. 
"Essa foto é de quando gravamos a primeira vinheta do especial de fim de ano da Globo. Difícil é contar os mortos".

FONTE\UOL

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Após 7 anos, Pato Fu lança novo disco,
 'Não Pare Pra Pensar' e libera dois clipes
Banda Pato Fu volta com material inédito e novo bateirista:
 sai Xande e entra Glauco, do Tianastácia

O Pato Fu está de volta. Nesta terça-feira, 21, a banda liberou os dois primeiros clipes do disco Não Pare Pra Pensar, com as músicas inéditas You Have To Outgrow Rock'n Roll e Cego Para as Cores. Este é o primeiro álbum em sete anos do grupo. 
Em 2010, eles chegaram a gravar um disco de músicas infantis, chamado Música de Brinquedo, considerado um projeto paralelo da banda. 
A nova fase do Pato Fu vem com uma mudança de bateirista. 
"O Xande resolveu se dedicar integralmente aos seus projetos próprios como o Preto Massa e Knobya, e por isso está deixando a banda, sem nenhum tipo de briga e com o espírito animado de quem escolheu uma nova aventura. 
De todo coração, desejamos toda sorte do mundo pra esse grande amigo nessa nova fase.
 Xande é um baterista fenomenal com talento e caráter de sobra pra tocar com os melhores músicos do mundo. 
Com certeza a gente ainda vai se cruzar por aí, dividindo palcos", diz a banda em comunicado. Quem o substituí é Glauco do Tianastácia. 

O disco entra em pré-venda a partir de ontem dia 21. 
Confira os novos clipes:
FONTECARAS
Luís Miranda fala sobre homossexualidade:
 'Vou a passeata gay, já levei namorados em casa'
Luis Miranda, que interpreta a personagem transgênero Dorothy Benson, da novela das 19h, "Geração Brasil", falou abertamente sobre homossexualidade à revista "Contigo!".
-  Todo mundo dentro do meu círculo de amigos sabe, não tenho problema nenhum com isso, nem de ser gay ou apontado como gay. 
Vou a passeata gay, já levei namorados para minha casa, apresentei para minha mãe e tudo - disse ele.
Aos 44 anos, o ator não descarta a possibilidade de filhos.
- Tenho vontade ter filhos. Não sei se serão naturais ou adotados, não sei o que a vida ainda pode me reservar. 
Falo com toda a franqueza. Amanhã ou depois eu poderia me encantar por alguma menina e, de repente, tentar uma vida com ela.

FONTE\OGLOBO
Joana Machado diz que teve depressão
 após ganhar R$ 2 milhões
A personal trainer conta que se assustou com o assédio após vencer reality show, 
quer virar apresentadora e diz como perdeu quatro quilos em 20 dias.

Por Eliane Santos
Quem encontra o mulherão de 1,72m de altura e corpo impecavelmente em forma – mas ainda sendo trabalhado - tem a plena certeza que nada intimida Joana Machado. 
Mas isso não é bem verdade. Ela precisou rever conceitos, se reinventar para voltar à baila. 
Segundo a personal trainer -  que por muito tempo foi conhecida como imperatriz, por ter namorado o jogador Adriano - , esse foi o motivo de ela ter ficado afastada dos holofotes por um ano.
 Ela também precisou entender quem de fato era após sair do reality show “A fazenda”, do qual saiu vencedora, com R$ 2 milhões no bolso e deprimida.
É isso mesmo. Segundo ela, a exposição excessiva, o assédio e a falta de costume com esse interesse todo sobre a sua vida a levaram a uma depressão. 
“Quando saí da ‘Fazenda’, tive depressão. Não sei por quê. Eu me senti um pouco invadida. Amo meus fãs, mas achei minha vida muito diferente do que era.
 Tive que ir me acostumando de novo, quis ficar próxima da minha família e me adaptar”, lembra Joana, que foi procurar ajuda de uma psicóloga e cuidar da família. 
Agora, com tudo no lugar, ela volta cheia de planos.  Quer ser apresentadora de TV.
 Para isso, está remodelando o corpo – malhando menos, fazendo dieta, com a qual já perdeu quatro quilos -, fazendo aulas de teatro e preparando um blog para dar dicas de moda e beleza.
Você está há um ano afastada da mídia. Por que sumiu?
Quando saí da “Fazenda”, eu tive uma depressão. Não sei por quê. Não sei se lá eu me sentia protegida. Quando saí, me senti um pouco invadida. Amo meus fãs, mas achei minha vida muito diferente do que era. Tive que frequentar uma psicóloga, que disse que essa reação era normal em participantes de reality show, e tive que ir me acostumando de novo com a minha vida. Com a coisa de ser abordada sempre, não poder fazer qualquer coisa... Quis ficar muito próxima da minha família e me adaptar novamente.

Mas você não era uma pessoa exatamente desconhecida. Já tinha a fama de imperatriz, por ter namorado com o Adriano, havia posado para o Paparazzo, para a revista "Sexy"... Por que acha que a fama a intimidou tanto assim?
A fama aumentou muito e, dentro do reality, você fica confinado, não sabe de nada do que está acontecendo aqui fora. Lembro que quando minha mãe foi me buscar, ela falou que eu tinha rede social com 30 mil seguidores.

Quando você entrou no reality show, qual era a sua expectativa? Achava que iria ganhar?
Não achava, não (risos). Achava que se ficasse duas semanas, eu iria bem, mas minha mãe não acreditava que eu fosse conseguir. Sou uma pessoa muito oito ou oitenta. Meu objetivo era mostrar realmente quem eu sou, não o que uma parte da imprensa pintou sobre mim. Era uma imagem muito negativa, a da Joana barraqueira, aquela que foi lá quebrar carros (ela se refere ao episódio da época em que namorava o jogador Adriano e que teria acabado com uma festinha de jogadores de futebol e quebrado os vidros dos carros deles. Joana teria sido amarrada em uma árvore para se acalmar), mas não sabem o motivo, nem o porquê disso. Reverter essa imagem é muito melhor que o prêmio de R$ 2 milhões. Pude mostrar que sou uma pessoa que tem coerência, que sou justa, que brigo pelas coisas que acho certas. Não sou nenhuma louca.

E o prêmio, gastou tudo? Está aparecendo de novo porque acabou o dinheiro?
Não, nada a ver. Sempre fui uma pessoa de classe média, que morava na Zona Sul do Rio. Mas nunca tive o meu apartamento. Morava com meus pais. Meu sonho era ter uma coisa minha e proporcionar algo para os meus filhos. Comprei dois apartamentos na Barra da Tijuca, na Zona Oeste. Aí, não é que o dinheiro tenha acabado, ele só está investido nos apartamentos.
E quais são os planos para agora?
Como disse, sou oito ou oitenta, e agora estou voltando com tudo. Estou fazendo aula de teatro e quero ser apresentadora. Quero me aperfeiçoar, ter bagagem, mas já teria plena condição de ter um quadro meu em um programa. Até porque aprendi muito com o Marcos Mion, quando participei do “Legendários”.

Você também está malhando muito. apesar de já ter um corpão. Precisa disso?
Precisa porque quero ficar mais fininha para a TV. Sempre fui muito sarada. Daí, mudei o estilo da minha malhação, agora estou malhando com pouco peso, fazendo treino funcional e dieta. Coisa que nunca fiz na vida! Sempre comi o que queria, era chocólatra. Agora cortei lactose, glúten e já perdi quatro quilos em 20 dias. Além disso, estou montando um blog que vai falar sobre moda e beleza. Acho que o pessoal vai gostar. 
Como se define hoje?
Hoje sou uma pessoa focada, determinada e que preza pela saúde e bem-estar. Não adianta cuidar do corpo e não cuidar da cabeça.

FONTE\EGO