quinta-feira, 1 de julho de 2010

Adriana Alves e Olivier Anquier: Boda em casa
Atriz e empresário gourmet fazem de sua mesa o altar e o bufê do seu inesquecível enlace


Não poderia ser mais emblemática a escolha do cenário para o sim da atriz Adriana Alves (33) e do empresário e apresentador especializado em culinária Olivier Anquier (50): a mesa da cozinha de casa, a cobertura do Edifício Esther, joia arquitetônica modernista erguida em 1938, na Praça da República, coração de São Paulo. Foi ali, onde eles servem delícias aos amigos habitués de suas festas, que a paulistana e o francês oficializaram o seu amor de quase três anos com tocante cerimônia em que prometiam, além do amor e da fidelidade, a tolerância. "Que você seja bondosa", repetiu Olivier, dando um toque dúbio à frase que fez todos rirem. Ao seu lado, fotografando cada instante, sua filha mais velha, a graciosa Julia (16), da relação com a também atriz Debora Bloch (47). É a filha, por sinal, sua nova parceira na TV. No recém-estreado Diário do Olivier, no GNT, ele faz tour gastronômico de moto pela França com a garota, que nasceu em Paris.

Hugo (12), caçula do ex-casal, também estava presente, assim como amigos queridos do par: os atores Rhenata Tolksdorf (29), Juliana Alves (28), Aline Borges (33) e Paulinho Serra, (32), o cantor Herbert Mota (33), com a mulher, a artista plástica Denise Flesh (28), a dançarina Ivi Mesquita, e o casal de hair stylists Elaine (39) e Adilson Roldan (43), a cargo da 'beleza' da noiva. Adilson, também pastor evangélico, foi quem conduziu a bênção ao casal. "Mas não é a nossa religião. Queríamos um amigo com palavras inspiradas e o escolhemos", conta Dri, que, com Olivier, fez questão de criar uma noite personalíssima. "Adiei um projeto teatral para o fim do ano e mergulhei de cabeça na organização do casamento", conta a bela. Quem circulou por ali pôde ver que valeu a pena o esforço.

Após o sim, o balcão da cozinha americana virou bufê tentador com queijos, quiches, pães, doces e o bolo da marca de Olivier, além do jantar franco-brasileiro por Lelena Cesar, outra parceira dele no programa. Para beber, além de tinto, vodca, scotch e cerveja, espumantes também assinados por Olivier. "Idealizamos absolutamente tudo juntos, desde o horário e dia da festa, pois queríamos lua cheia, até o menu. E Olivier não foi para a cozinha, um milagre", afirma ela, que, no quesito vestido, manteve a tradição e fez surpresa. "Sempre soube que me casaria com um modelo de Fátima Mergulhão. Foi feito à mão, com Renda renascença pernambucana", revela a noiva que, por sua vez, foi surpreendida no momento da troca das alianças da Denoir. "Escolhi uma de ouro, como a dele, e, de repente, ele me entrega de brilhantes", diz ela, que foi levada ao altar pelos pais, o ex-casal Antônio dos Santos Oliveira (57) e Nanci do Carmo Alves (59). Já Olivier recebeu, além dos dois filhos, familiares da França: primos, como Frank Anquier, a sobrinha Fini Anquier (19) e o irmão Pierre Anquier.

De mudança para outro apartamento na região, o casal fez da festa o grand finale de sua temporada no Esther. "Foi aqui onde ele me pediu em noivado, durante uma conversa", lembra ela. O próximo capítulo, a ser escrito na casa nova, promete. "Olivier tem dois filhos maravilhosos. Julia é uma companheira. Até com o vestido de noiva me ajudou. Quero filhos, mas não é um projeto de vida. Nada meu é 'escrito'... Nosso encontro não foi planejado. É uma consequência", diz a adorável Adriana.

FONTE/CARAS

Um comentário: