terça-feira, 28 de julho de 2015

Miguel Thiré faz sucesso em 'Selfie' e prepara monólogo
Ator se exercita na técnica do 'teatro físico' ao lado de Mateus Solano

Por Ronaldo Villardo
- Ele está em cartaz ao lado de Mateus Solano em “Selfie” e é uma das boas supresas para quem vai conferir o espetáculo dirigido por Marcos Caruso, no Teatro do Leblon. 
Interpretando dez personagens viciados em tecnologia, Thiré tem roubado a cena com uma movimentação corporal vigorosa no palco, usando técnicas de mímica e do chamado teatro físico.
 Macksen Luiz, crítico do GLOBO, que conferiu a cotação “Ótimo” à peça escrita por Daniela Ocampo, define a performance de Solano e Thiré como a de “bufões da atualidade”.
Depois de passar por experiências como a comédia “Tango, bolero e cha cha cha” (a estreia nos palcos, no ano 2000, ao lado de Edwin Luisi) e “O homem travesseiro” (de 2012, dirigido por Bruce Gomlevsky), entre outras, Thiré se prepara para encarar seu primeiro monólogo, “Os ordinários”, a partir do dia 18, no Teatro Miguel Falabella, no NorteShopping. 
Ficou sem fôlego com tanta coisa? Pois Miguel Thiré não. Pelo contrário. Ele ainda encontrou energia para passar um semestre estudando em Londres com Desmond Jones, um dos mestres da mímica no mundo, em 2002.
— Eu já tinha esse interesse pelo teatro físico. É possível contar qualquer história somente com o corpo — diz Miguel.
Desde o contato com Jones, quase todos os espetáculos em que Thiré se envolve têm um quê de “físico”.
Foi assim, por exemplo, em “Dois pra viagem”, no qual contracenou com o mesmo Mateus Solano. 
Aliás, o conforto dos dois no palco de “Selfie”, que encerra temporada no Rio no final de agosto, não foi construído de um dia para o outro. São amigos desde a adolescência.
— É justamente por nos conhecermos tão bem que podemos ter a liberdade de surpreender um ao outro em cena.
 O jogo fica mais divertido — afirma Solano, destacando que a reação positiva ao trabalho de Thiré em “Selfie” se dá pela descoberta do lado cômico do ator.
 — Basta dizer que ele convence fazendo o papel de minha mãe, mesmo usando bigode — brinca.
Na TV aberta, Thiré atuou em “Malhação”, produção da qual participou em 2000, saiu e voltou em 2002, para depois integrar o elenco de várias novelas na própria TV Globo. 
A mais recente foi “Em família”, de Manoel Carlos. O louro de 34 anos, neto de Tônia Carrero e filho do ator Cecil e da produtora Norma Thiré, também já passou por “Porto dos milagres” (2001), “O quinto dos infernos” (2002), “Desejos de mulher” (2002), “Cobras e lagartos” (2006), “Paixões proibidas” (2006) e “Casos e acasos” (2008), entre outras. Na TV fechada, chamou a atenção na série “Copa HOTEL”, no GNT.
Em “Os ordinários”, o próximo desafio, Thiré mergulhará em cinco personagens, que se entrelaçarão na rotina do corre-corre no Rio de Janeiro. 
O processo de criação do novo roteiro, idealizado por Thiré, segue os moldes da construção coletiva bem-sucedida em “Dois pra viagem” e “Selfie”. 
É mais ou menos assim: os atores se encontram e começam a montar diálogos e situações em grupo. A costura final é do roteirista, mas o trabalho é o resultado da trupe toda.
— Nos encontros para preparar a peça, construíamos histórias para que os personagens passassem a existir. E cada inspiração do Miguel era resultado do enorme poder de observação dele — diz Marcos Caruso, diretor de “Selfie”.
A diferença é que “Os ordinários” será um espetáculo em família. A mulher, Carol Fanjul, cuida da assessoria de imprensa, o irmão Carlos Artur Thiré assina o texto juntamente com Miguel (a tal construção coletiva...), a mãe, Norma Thiré, é a produtora.
— A ideia era ser um espetáculo em família mesmo. Eu já havia trabalhado com minha mãe e com meu irmão, mas nunca com os dois ao mesmo tempo. E desta vez até a Carol, minha mulher, foi integrada à equipe.
E a avó, Tônia, claro, já deu lá seus pitacos na carreira do neto.
— Ela foi ver alguns espetáculos, mas eu me lembro bem das observações dela no “Tango, bolero e cha cha cha”. Ela sabe criticar e ser muito engraçada ao mesmo tempo.

FONTE/OGLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário