quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Adriano Toloza:
“Era gordinho quando criança e sofria até bullying"
Ator que interpreta o personal trainer Igor em 'Verdade Secretas' fala sobre sua infância, preferências e sua rotina de treinos

Por Patrick Monteiro
Músculos bem definidos e corpo de dar inveja a muito personal trainer da vida real. Adriano Toloza, quem diria, já sofreu com o excesso de peso. 
“Era gordinho quando criança. Sofria até bullying”, recorda o ator, que hoje mantém a boa forma com muito esporte. 
Aos 31 anos, Adriano causou sensação ao aparecer de bumbum de fora em cenas para lá de quentes com Guilhermina Guinle, seu par em Verdades Secretas.
 “Na época do teste para a novela, não estava tão bem, mas me comprometi a ‘trincar’ para o personagem. 
Fechei a boca e peguei pesado nos exercícios”, conta ele, que mostrou a QUEM seu treino de boxe funcional, esporte que pratica quatro vezes por semana para queimar gordura, definir o corpo e “aliviar o estresse”.
Apesar de fã do boxe, o paulistano precisou parar com a atividade em determinados momentos da carreira. 
“Já fiquei com olho roxo, rasguei a testa e abri o supercílio, então, tive de maneirar no ringue para não chegar com a cara machucada ao trabalho”, explica ele, durante o treino na Academia Iron Box, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.
Após a aula, o ator ainda tem fôlego para queimar mais calorias na areia da praia, logo em frente. E na companhia de seu fiel amigo, o labrador Chico.
Além do boxe, Adriano faz bikram yoga – praticada numa sala com temperaturas elevadas –, squash, musculação e surfe. 
A preocupação com o corpo, ele garante, é importante em sua profissão. “Aos 14 anos, meu metabolismo acelerou.
 Gostei de ficar  magro. E ter um corpo legal é um facilitador para conseguir trabalho”, alega. 
“Peguei pesado para Verdades Secretas, mas não foi por vaidade. Faço um personal trainer, é questão de bom senso”, diz.

SUCESSO
Tanto esforço tem repercussão. “Nas redes sociais as pessoas são mais diretas. Pessoalmente são só fotos e uns olhares. 
O feedback vai por esse lado sexual, até porque a nudez masculina não é muito explorada. As mulheres estão mais felizes agora. 
Elas merecem”, diverte-se Adriano, que jura não ter tido problemas nas cenas de sexo. “Tenho esse despudor com o corpo. 
Não sou eu quem está nu, é meu personagem. Não fico nem um pouco encabulado, foi tranquilo”, garante ele, que viveu um enfermeiro sadomasoquista em Amor à Vida (2013), seu primeiro papel na TV.
Solteiro, Adriano diz que não é rigoroso quando o assunto é seu tipo de mulher. “Não tenho padrão, não ligo se é loira ou morena. 
Lógico que beleza é fundamental, mas não gosto de vulgaridade. Gosto de mulher inteligente, com atitude. 
Que saiba ser parceira e respeitar individualidades”, adianta ele, que é de relacionamentos longos. “Fiquei dois anos com minha última namorada”, conta. 

PAIXÃO
Filho de um juiz e de uma procuradora de Justiça, o ator estava no último ano da faculdade de psicologia quando entrou para a Escola Superior de Artes Célia Helena, na capital paulista.
 “Comecei o curso como hobby, mas me apaixonei e tive certeza de que era o que queria.”
Os pais acabaram apoiando Adriano e pagando seus cursos. “Eles respeitaram a escolha que fiz. Tive tempo para focar nos estudos e não passei perrengue”, afirma. 
“Minha família é um pouco conservadora, mas depois que você faz TV, tudo muda. Quando as amigas da minha mãe falam que me viram, ela fica orgulhosa”, conta, feliz.

FONTE/QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário