segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Bela Gil comenta repercussão das suas receitas na web: 
“Me divirto”
Com jeito natural de explicar a comida que prepara ela conquistou o grande público. Em entrevista, ela fala sobre a alimentação de sua família e garante que ri quando uma receita sua vira alvo de comentários na internet

Por Carolina Farias
Bela Gil tem a missão de mostrar no Bela Cozinha, seu programa no GNT, que é preciso conhecer os alimentos para fazer boas escolhas. 
Espontânea ao detalhar suas receitas, a filha de Gilberto Gil conquistou o público da atração, que entra na quarta temporada no dia 4 de agosto.
 “O programa passa conhecimento sobre os alimentos e as pessoas estão buscando isso”, explica a apresentadora de 27 anos, formada em nutrição e ciência dos alimentos pela Hunter College, de Nova York. 
Em conversa com QUEM, ela fala como é a alimentação da filha, Flor, de 5 anos, e do marido, o designer João Paulo Demasi, de 34. 
“A alimentação ideal é a mais parecida com o que a natureza nos traz”, diz a nutricionista, que vê com bom humor seus pratos se tornarem alvo de comentários na internet, como aconteceu com sua melancia grelhada, em um programa exibido em abril deste ano. 
Até o marido brinca com ela sobre o episódio. “Virou uma piada interna”, conta, aos risos.
A que atribui seu sucesso rápido?
 O programa passa conhecimento sobre os alimentos. E as pessoas buscam isso. Não sou radical, defendo a moderação. Mas para chegar lá é preciso saber o que é bom e ruim, entender os extremos e escolher o caminho do meio.

 O que mais você ouve do público?
Dúvidas sobre saúde. Também pedem receitas para crianças. São mães com dificuldades de alimentar os filhos.

 Com sua filha você impõe limites?
Sim, porque a gente educa em casa para a rua e a escola deseducarem. É um absurdo porque alimentação faz parte da educação. Uma criança pedir refrigerante não é legal! Criança bem-educada senta-se à mesa e pede um copo d’água.

 Como é em casa?
Flor tem uma relação forte com a comida. Me ajuda, experimenta, sempre se alimentou bem. Em festas, come um pedaço de bolo e brigadeiro porque sabe que em casa não tem. Não exagera porque explico que é ruim. Um dia, ela dormiu na casa de uma amiga e perguntei se tomou refrigerante. Ela disse: “Claro que não, mas se nunca tomei, como vou saber se é bom?”. Combinamos que ela vai tomar aos 9 anos. Se ela experimentar escondida, vai me contar.

 Como é sua alimentação e a de seu marido?
Não gostamos de rótulos. Não diga que “a Bela é vegetariana”. Sou livre, natural. Não vai me ver comendo algo totalmente industrializado. Isso para mim é importante. A alimentação ideal é a mais parecida com o que a natureza nos traz, a menos processada.

 Às vezes suas ideias vão de encontro com o discurso de nutricionistas...
Não sou nutricionista, sou apresentadora. As pessoas comem muito glúten. O corpo não aguenta. Alguém diz que não ingere lactose e come queijo de cabra, mas ele tem lactose! Não existe dieta perfeita e igual para todos. Moda na alimentação não combina. O que você come talvez não funcione para mim.

  Como reage à repercussão de algumas receitas na internet, como a melancia grelhada?
Adoro os bem-humorados, me divirto. Não gosto de agressividade. Sobre as sátiras, acho que é porque não abriram a cabeça para uma relação diferente com a comida. A melancia virou sinônimo de Bela para meu marido, uma piada interna. Alguns conheceram o programa por causa disso. Agradeço porque foi bom.

FONTE/QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário