domingo, 9 de agosto de 2015

No Dia dos Pais, Neymar fala sobre o filho, Davi Lucca:
 'É o melhor de mim'
Em entrevista ao EGO, o craque se derrete ao falar sobre a relação com o menino de 3 anos e revela o desejo de ter mais filhos: 'Sempre quis gêmeos'.

Por Laís Gomes
Neymar tinha apenas 6 anos quando começou a jogar futebol no Portuguesa Santista; aos 11 chegou às categorias de base do Santos.
 Com 17, já entrou para o time principal e também começou a trilhar a sua carreira na Seleção Brasileira. Estrela do Barcelona e camisa 10 do time do Brasil, o jogador carrega nos pés uma grande responsabilidade. 
Mas, em 2011, ele ganhou o título mais importante de sua carreira - e não foi o Campeonato Paulista ou a Copa Libertadores da América, conquistados naquele ano. 
O maior título de Neymar veio fora dos campos quando o craque, com 19 anos, colocou nos braços o pequeno Davi Lucca, nascido no dia 24 de agosto daquele ano. Ele, sim, transformou definitivamente a vida do jogador.
"Quando soube (da gravidez da mãe de Davi) fiquei assustado, em choque, porque a gente acha que nunca vai acontecer com a gente.
 Mas depois do susto foi só alegria por ter uma parte de você no mundo. Ser pai é o presente mais bonito que Deus poderia me dar. 
Ser pai do Davi é algo que não consigo explicar em palavras, porque ele é o melhor de mim e todos os dias eu procuro ser um homem melhor para ser o exemplo de pai que ele merece. 
É o presente mais bonito que Deus poderia me dar", conta Neymar em entrevista ao EGO para comemorar o Dia dos Pais, neste domingo, 9.
Davi é filho do jogador com Carol Dantas, que Neymar conheceu ainda na adolescência e namorou por alguns meses.
Hoje, eles são amigos e dividem a criação do pequeno, que vive no Brasil com a mãe, mas passa algumas temporadas na Espanha com o pai. Neymar conta que dribla adversários como distância e saudade com a ajuda da tecnologia e revela que sofre por não poder participar de todas as etapas do crescimento de Davi, o que é compensado com muito amor.
"A distância atrapalha porque dá muita saudade, mas fazemos o que é possível para sempre estarmos juntos. 
Hoje com a tecnologia fica um pouco mais fácil de se ver e matar a saudade pela internet. Sinto falta de ter uma rotina normal, de levar na escola, buscar, ir nas festinhas, mas sempre que estamos juntos não desgrudo dele", diz Neymar.
Entre uma temporada e outra sem o pai, Davi segue sendo paparicado pelos familiares como a mãe, os avós, os amigos de Neymar e a tia, Rafaella. 

Mas o jogador entrega que o pequeno é grudado mesmo na avó materna, Nadine. "Eu acho que ele é mais grudado com a minha mãe! 
Vó tem o papel de mimar, né? E ela é uma avó maravilhosa em todos os sentidos", conta.
No próximo dia 24, Davi Lucca vai completar 4 anos. Apesar de tão pequeno, Neymar vê a personalidade do filho se formando e fala com orgulho das semelhanças que vê entre ele e o menino. 
"O Davi é muito falante, alegre, gosta de ficar com a família e vejo isso de mim nele. 
Ele gosta muito de conversar, é muito amoroso. E ele está naquela idade que pergunta tudo. Então cada dia é uma pérola nova", diverte-se.
Recentemente, Davi posou para uma campanha da LUPO ao lado do jogador.
 Os dois usaram pijamas, meias e cuecas iguais para o ensaio que mostrou que o menino está cada vez mais esperto. 
Apesar disso, Neymar acredita que o filho não sabe que o pai é referência para milhares de pessoas no mundo: 
"Eu acho que ele sabe que o pai é alguém que muita gente conhece e que aparece na TV, mas ainda é muito pequeno para entender o real significado de tudo isso". 
Mesmo arrancando elogios como modelo e estrelando com muita fofura os vídeos do instituto que leva o nome do pai famoso, Davi vai ser o que quiser quando crescer.
 Ao ser questionado se gostaria de ver o filho brilhando dentro das quatro linhas, Neymar responde: "O mais importante pra mim é a felicidade do Davi. 
Eu vou apoiá-lo na profissão que escolher. Ele pode ser jogador de futebol, piloto de carro, médico, astronauta, que eu vou incentivar".
Juninho, como Neymar é chamado pelos mais íntimos, tem uma relação de cumplicidade com o pai, de quem herdou o nome. 
Ele acredita que muito do que passa para Davi deve ao relacionamento de cumplicidade e respeito que tem com Neymar pai, que também é seu empresário, além de avô coruja. 
"Ele sempre foi a principal figura para que eu me tornasse quem eu sou e quero ser para o Davi!
 Tudo o que meu pai me ensinou e continua ensinando até hoje eu devo a ele por poder passar para o Davi", afirma, orgulhoso.
Aos 23 anos, Neymar quer ser pai novamente. "Tenho muita vontade. Sempre quis ter gêmeos!", revela. 
Enquanto os futuros herdeiros do craque não chegam, ele concentra sua atenção em Davi Lucca para que cresça cercado de amor.
 "Ele é tudo na minha vida e imagino um futuro para ele repleto de alegria, saúde, paz, amor e sonhos. Tenho certeza que, se depender de mim, ele vai sempre estar com o sorriso no rosto e recebendo amor", avisa.

FONTE/EGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário