quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Totia Meireles: 
"Tenho ódio da velhice todos os dias"
Atriz responde às perguntas enviadas pelos leitores de QUEM e fala sobre a decisão de não ter sido mãe, sobre procedimentos estéticos e sobre crise de idade
Em cartaz em São Paulo com Nine – Um Musical Felliniano, Totia Meireles fala sem rodeios sobre assuntos como a sua decisão de não ter sido mãe, assume ser adepta de procedimentos estéticos como o botox e conta que, aos 56 anos, sente um certo peso com o avanço da idade.
 “Fisicamente, nada mais é tão fácil, perder peso é muito mais complicado, fora as rugas”, revela. 
Casada há 25 anos com o médico Jaime Rabacov, de 59, ela explica que é possível ser feliz vivendo em casas separadas.
 “Foi uma decisão pelo bem do casal e pela saúde da relação”, diz ao receber o repórter Bruno Segadilha para responder às perguntas enviadas pelos leitores.
1. Há alguns anos, você decidiu ficar casada, mas em tetos separados. Por quê?
Maria Neves, Curitiba (PR)
Nós estávamos casados havia dois anos quando compramos um sítio em Miguel Pereira, no interior do Rio. Meu marido disse que sempre tinha sonhado em morar em um lugar assim e que queria ficar ali. Eu expliquei a ele que eu não teria condições de viver lá, porque sou uma pessoa urbana, mas dei força. Estamos casados há 24 anos, então, são 22 em casas separadas, ele vivendo em Miguel Pereira, no interior, e eu, na cidade. Foi uma decisão pelo bem do casal e pela saúde da relação. A gente gerencia isso: nos vemos de 15 em 15 dias. Eu vou para Miguel Pereira, ele vai para o Rio...

2. Como manter um casamento tão longo?
Roseli Rodrigues, Jundiaí (SP)
Não sei. Se soubesse, engarrafava a receita e vendia, ficava rica! É o que todo mundo deseja! Ninguém quer casar para separar. Pode ser o fato de estarmos em cidades diferentes. Tenho sorte.

3. O que sente ao receber o carinho dos fãs?
Tayla Roberta, São Paulo (SP)
Tento realizar um bom trabalho, procuro dar o meu melhor. Não faço isso pensando em arrecadar mais fãs ou agradar as pessoas, mas pelos projetos em si. Quero atuar da melhor forma possível. Tenho uma boa relação com os fãs, converso, falo, fico em contato.

4. Como cuida do corpo?
Paulo Souto,Teresópolis (RJ)
Malho muito. Não consigo ficar sem me movimentar. Faço exercícios aeróbicos e musculação pelo menos três vezes por semana. Além disso, cuido da alimentação. A dieta é uma constante na vida, ainda mais depois dos 50 anos. Estou tentando cortar o glúten, o que está me fazendo muito bem. Estou comprovando na prática que diminui a barriga.
5. Você se considera vaidosa?
Neli Fernandes, Tatuí (SP)
Queria ser mais. Eu me cuido menos do que gostaria. Não sou aquela mulher que está sempre à procura de produtos novos, mas passo os cremes que a minha dermatologista me receita e me cuido. Também já fiz botox e preenchimentos e sou adepta disso!

6. Em Nine, sua personagem vive uma paixão não correspondida. Já passou por isso?
Thaís Regina, Caxambu (MG)
Várias vezes, já sofri muito por amor. Era aquela coisa de adolescente. Quando vejo um jovem passar por isso, eu digo: “Sofra! É muito bom!”. Porque, no momento, dói, mas depois ficam boas lembranças!

7. Você não teve filhos. Ainda quer ter?
Roberto Bombini, Vitória (ES)
Não. Já perdi esse trem, meu tempo passou. Durante um tempo quis muito. Acho que esse desejo era mais pela questão de acreditar ser a ordem natural das coisas. Além disso, é difícil para a mulher assumir que não tem essa vontade. Eu me dei conta de que não desejava isso depois de ficar aliviada ao descobrir que não estava grávida numa época. Hoje tenho netos: são as crianças que os filhos do primeiro casamento do meu marido tiveram. Eles me chamam de vovó Totia.

8. Acredita que poderia adotar uma criança?
Cristian Mitiko, Arraial do Cabo (RJ)
Não sei. Tenho pessoas adotadas na minha família e não sou contra. Acho lindo quem adota. Mas acredito que não faria isso, até porque não quis ter filhos.

9. Faz alguma preparação especial para atuar em musicais?
Beth Boscini, Aracaju (SE)
Com certeza. Eu me preparo física e vocalmente, procuro me aquecer antes. Sou bailarina profissional. A dança para mim é a coisa mais fácil, apesar do fato de a interpretação, hoje, estar mais próxima de mim.

10. Você está com 56 anos. Teve crise de idade?
Décio Pereira, Friburgo (RJ)
Tive. Eu tenho ódio da velhice todos os dias, é tudo muito chato. A única coisa boa é você saber o que quer. Fisicamente, nada mais é tão fácil, perder peso é muito mais complicado, fora as rugas. As possibilidades de personagens vão diminuindo. Hoje em dia não posso mais fazer uma mocinha, por exemplo.

FONTE/QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário