terça-feira, 19 de abril de 2016

Alessandra Maestrini sobre passado acima do peso: 
“Minha relação com a gastronomia era de prazer e medo" 
 A atriz estreia nesta quarta-feira (13) na nova série da GNT 'Tempero Secreto’ como a publicitária Cecília, que resolve abrir um restaurante mesmo sem ter nenhuma afinidade com a culinária.

Por Marina Bonini
 A gastronomia nunca foi o forte de Alessandra Maestrini, assim como não é para a sua próxima personagem, Cecília Ferrucci, da nova série Tempero Secreto, que estreiou na quarta-feira (13), às 23h30, na GNT. 
Na trama de 13 episódios, a ex-publicitária, sem nenhuma afinidade com a culinária, resolve abrir um restaurante inspirada na receita de um frango da sua avó, mas acaba tendo que se virar nos trinta, criando um molho a base de tempero de sachê, quando a matriarca sofre um acidente e a deixa sem a famosa receita. 
 “Me inspirei em mim mesma para fazer essa personagem. 
Não cozinho nada, sou bem gulosa e dia após dia dou nó em pingo d’água como produtora neste país. 
É delicioso brincar com a ironia de um seriado quase realista, com toques de escracho aqui e ali, mas de um humor sutil; uma delicadeza afiada e saborosa”, se diverte a atriz em entrevista à QUEM. 
 Vivendo aos 38 anos um de seus momentos mais saudáveis e enxutos na forma física, Alessandra, que já lidou no passado com o desequilíbrio na balança, revela o segredo para manter a boa forma. 
“Minha relação com a gastronomia era de prazer e medo (risos). 
Quando resolvi cortar o glúten, leite e derivados e o açúcar refinado tudo mudou! 
Posso comer o que quiser que não engordo. 
Fica a dica!”, diz ela que garante não passar horas na academia.
 "Nunca tive uma rotina de exercícios. 
Tenho o costume de fazer tudo a pé e de pegar escada em vez de elevador quando dá. 
Só isto. Mesmo.” QUEM: Como está sendo interpretar mais um personagem cômica? 
 ALESSANDRA MAESTRINI: 
A comédia e as infinitas maneiras de se brincar com o humor são irresistíveis para mim. 
Em Toma Lá Dá Cá, com a Bozena Lá de Pato Branco havia um humor deliciosamente escrachado. 
Agora com a Cecília Ferrucci, a dona de restaurante que só entende de macarrão instantâneo, em Tempero Secreto, o humor tem toques escracho, mas de forma mais sutil. 
É uma delicadeza afiada e saborosa. Estou adorando brincar com a ironia de um seriado quase realista. 


Se inspirou em alguém para viver essa personagem? 
 Acho que em mim mesma. Não cozinho nada, sou bem gulosa e dia após dia dou nó em pingo d’água como produtora neste país. 

 Você gosta de ver programas e reality show sobre culinária? 
Não tenho o costume nem de assistir a programas de culinária, nem de cozinhar. Mas, quando me meto a fazê-lo, sabe que vai muito bem? Porque minha mãe é excelente cozinheira. Então cresci com o paladar bem apurado. Sei o que combina com o quê. 

Na adolescência, você passou um período acima do peso. Como era a sua relação com a gastronomia? 
Minha relação com a gastronomia era mais de prazer e medo (risos). Assim que parei de fazer dietas e comecei a fazer exercícios, emagreci e não voltei mais. E, quando resolvi cortar o glúten, leite e derivados e o açúcar refinado tudo mudou! Posso comer o que quiser que não engordo. Fica a dica! 

Atualmente você parece estar na sua melhor forma física e mais magra que há dois anos… 
 Então, foi esta coisa de cortar glúten, laticínios e açúcar. Como você bem colocou, 'pareço mais magra' que dois anos atrás. Na verdade, eu desinflamei, ou seja, eu estava com o mesmo peso, mas agora não estou inchada desta inflamação dos tecidos. Estes três elementos, ao menos no meu organismo, são muito inflamatórios. E tudo que inflama, incha. Estou mais sequinha. Nunca tive uma rotina de exercícios. Tenho o costume de fazer tudo a pé e de pegar escada em vez de elevador quando dá. Só isto. Mesmo. 

 O que te motivou a mudar seus hábitos alimentares? 
 Primeiro, a volta dos Estados Unidos naturalmente mudou os hábitos alimentares que eu tinha quando morei lá e que eram os piores. Se engordei 8 kg em 9 meses lá, emagreci 12 em 2 quando voltei em 1997. Só mudando a alimentação e passando a andar de bicicleta diariamente. Depois, minha saúde… Em 2010, notei que meu sono e digestão estavam reclamando. Fiz alguns exames e, por orientação, cortei glúten, leite e açúcar. Bingo! Tudo na estética acaba agradecendo também quando se cuida da saúde, os músculos, a pele, o cabelo… 

 A sua personagem Cecília tem que se virar nos 30 quando a receita que ela estava apostando tudo fica comprometida pelo acidente com a avó. Como atriz, você se lembra de alguma situação engraçada que você teve que criar uma saída diferente para se virar nos 30? 
Várias! Mas se eu contar apanho (risos)! Assim como a Cecília, o segredo é melhor que se mantenha secreto! 

 Além da série, quais os outros projetos que você tem se dedicado? 
Dia 16 de maio, reestreio em São Paulo Yentl em Concerto, no Teatro Porto Seguro, que considero o melhor teatro de São Paulo. Desta vez, a temporada será todas as segundas-feiras; algo inédito na casa, que costumava fechar às segundas. Em virtude do imenso sucesso que tivemos em novembro, abriram pela primeira vez esta honrada exceção para nós. Já no dia 17 de maio (meu aniversário), apresento Drama ‘n Jazz no Teatro Fashion Mall, no Rio de Janeiro. Já estou em turnê com este show do meu CD homônimo, lançado pela Som Livre, desde o final de 2012. Em agosto, Drama ‘N Jazz segue para Nova York. Ano que vem, Yentl em Londres. 

 E como anda o coração nessa correria?
Meu coração vive uma festa que é só dele.

FONTE/QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário