segunda-feira, 25 de abril de 2016

Angélica diz que a filha caçula, Eva, deve seguir seus passos
 Apresentadora também comemora a carreira com dez anos de ‘Estrelas’ e 20 de TV .

Por Bruno Dias Barbosa
 O ditado é velho e diz que “há males que vêm para o bem”.
 Aos 42 anos, Angélica tem motivos para acreditar nisso. 
Daqui a exatamente um mês, o acidente de avião que ela sofreu com o marido, o apresentador Luciano Huck, e os três filhos, Joaquim, Benício e Eva, completa um ano.
 Após esse período, ela vê hoje o acontecimento como uma passagem enriquecedora. 
 — É bem aquela história de você dar mais valor às coisas, sabe? 
Começamos a ter um olhar que não tínhamos antes, a dar importância ao que realmente vale a pena. 
É uma gratidão com a vida, uma alegria de estar aqui. 
Fortalecemos os nossos laços. 
O acidente vai fazer aniversário e nós estamos celebrando a vida — diz a loura, que não faz a linha Pollyana, de acreditar que tudo está sempre às mil maravilhas: 
— Viajar ficou mais difícil, mas continuamos. 
Não dá para parar. Acho que ficou mais complicado para mim do que para eles. Sempre tive receio de avião, nunca me senti confortável.
 Depois das crianças, então, fiquei mais medrosa. 
 Os filhos mais velhos, Joaquim, de 11 anos, e Benício, de 8, fazem análise. 
A apresentadora também. Começou aos 22 anos. 
E os meninos já frequentavam o divã antes do susto no ano passado. 
 — Meus filhos têm uma vida diferente, precisam lidar com isso. 
Eles veem os pais sendo admirados, aplaudidos, e isso é tentador. 
Até mesmo em relação à escolha da profissão. 
Os três têm exemplos fortes em casa e isso pode induzi-los ao erro — argumenta a artista, que buscou a terapia em busca do autoconhecimento: 
— Precisava entender a minha história, porque você é amada e odiada. 
Chegou um momento em que eu disse: 
“Opa! Preciso saber quem sou e não quem falam que sou”.
 Embora não queira interferir nos rumos profissionais dos herdeiros, a apresentadora acredita que a caçula, de 3 anos, tem tudo para seguir seus passos. 
 — Comecei a trabalhar cedo, mas era tímida.
 Eva sou eu grande. Tenho até medo de falar e o universo escutar. 
Adora foto, ama se produzir... Angélica e a caçula Eva, de 3 anos Angélica e a caçula Eva, de 3 anos.
Angélica é segura. Fala com calma. 
A maturidade é um dos benefícios que ela credita à idade e à maternidade. 
 — Você precisa tomar decisões, educar, dar exemplos — destaca a loura, que elege a relação com os filhos a maior realização de sua vida:
 — É um amor louco, uma entrega! É muito mais do que eu pensava. 
Não sou daquelas que só mandam fazer coisas.
 Sou bagunceira, parceira, adoro brincar com eles.
 Se o dia a dia com os herdeiros é uma festa, a palavra de ordem do momento é mesmo comemorar. 
Neste mês de abril, Angélica completa dez anos à frente do “Estrelas”. 
A data é encarada com surpresa: 
 — Só percebo que passou esse tempo porque eu tive três filhos (risos). 
Parece que foi ontem. É muito gostoso fazer esse programa. 
Vejo que existe um carinho de todos que estão ali e acredito que o público sente isso. 
 Muitos famosos já passaram pela atração. Angélica já conseguiu até alguns milagres. 
A presença de William Bonner no “Estrelas” foi um deles. 
 — Ela me fez quebrar o hábito de não dar entrevistas. E não me arrependi depois. 
É craque — atesta o jornalista. William Bonner quebrou jejum de entrevistas no ‘Estrelas’ William Bonner quebrou jejum de entrevistas no ‘Estrelas’.
Experiência, de fato, a loura tem de sobra. 
Em setembro, a paulista de Santo André faz 20 anos só de Rede Globo e lembra que ficou muito ansiosa com a proposta da emissora carioca.
 Aos risos, o patrão da época, Silvio Santos, tentou fazê-la mudar de ideia: — Ele me perguntou se eu ia sair, e eu respondi que sim. 
Silvio argumentou: “Você está deslumbrada porque é a TV Globo”.
 E eu falei: “Pode ser”. A Globo causa uma coisa né?! 
É claro que poderia ter um deslumbre, mas, independentemente disso, a proposta era boa. 
 Aos 4 anos, Angélica já estava na televisão. 
Aos 11, iniciava sua jornada como apresentadora, comandando diversos programas infantis. 
O passado traz boas lembranças, mas fica guardado num cantinho especial da memória. 
 — Não sinto falta do que vivi (faz uma pausa). 
Quer dizer, eu acho que tenho saudade daquele carinho do público. 
Mantinha um contato forte com a plateia. 
Tenho tanto afeto por minha história... — pontua. 
 A loura respira televisão. O marido adora falar sobre trabalho em casa. 
Ela precisa dar uns cortes, caso contrário, não tem outro assunto.
 Com Huck, Angélica construiu a família que sempre quis. 
Sem fórmula para ser feliz, a apresentadora tenta encontrar o motivo de sua união com o dono do “Caldeirão” ter funcionado tão bem. 
 — Nós somos muito diferentes. E, ao mesmo tempo, nós nos completamos. 
Dizem que é preciso curtir as mesmas coisas para dar certo, mas não é o nosso caso. 
Eu aprendo a gostar das coisas dele, e ele, das minhas. 
É enriquecedor. Acho que é esse o segredo do meu casamento! — conclui, referindo-se à união de 12 anos.
 Angélica diz que o segredo de seu casamento com Luciano Huck é a diferença de personalidades Angélica diz que o segredo de seu casamento com Luciano Huck é a diferença de personalidades.
O maridão faz questão de se mostrar completamente apaixonado:
 — Eu vivo para fazê-la feliz. Angélica é meu motor de popa. 
Sempre apoia tudo o que faço. Vibra! Ao mesmo tempo, é meu porto seguro e me faz querer estar em casa o maior tempo possível. 
Juntos, nós somos muito melhores! Com a balança positiva tanto na vida pessoal quanto na profissional, Angélica não faz muitos planos para o futuro. 
Seus pedidos são modestos quando pensa nos próximos 20 anos. 
 — Pretendo estar maravilhosa (estica o rosto com as mãos). 
Ter saúde para continuar trabalhando e curtindo a minha família. 
Quero ser avó! Imagino uma família bem grande. 
Ah, e vou ser bacana com as namoradas dos meus filhos — diverte-se a apresentadora, que não descarta fazer plástica: 
— Nunca fiz nada até hoje. Se tiver que fazer, eu faço.
 Não dá para aparecer na TV toda amassada. Mas eu pretendo evitar. Prefiro ver as coisas acontecendo naturalmente.

FONTE/EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário