domingo, 24 de abril de 2016

 No ar no GNT, Sthefany Brito fala de novelas, diz que não pensa em sair da casa dos pais e elogia namoro de cinco anos: 
'Cada um tem sua vida' 
Por Anna Luiza Santiago
Sthefany Brito terminará de gravar semana que vem a terceira temporada do "Fazendo a festa", do GNT.
 Fernanda Rodrigues, que está de licença-maternidade após dar à luz seu segundo filho, reassumirá a atração na nova leva de episódios, prevista para ir ao ar no segundo semestre: 
 - Brinco que vou ter devolver o filho do meio da Fê. 
Já avisei a ela que farei muitas visitas. 
É uma delícia gravar o programa e trabalhar com crianças. 
A equipe é incrível e me dei bem com todo mundo. 
Já estou com saudades. A atriz, cujo último trabalho em novelas foi em 2013, em "Flor do Caribe", diz sentir falta de atuar. 
 - A vida do ator é muito inconstante. Fiz vários papéis seguidos, atuo desde os 10 anos. Se distanciar é normal.
 Acho até bom dar uma descansada na imagem. 
Senão, acabamos ficando acomodados, naquele lugar confortável, fazendo vários trabalhos. 
Tenho lido muito e participado de workshops.
 Também bato texto com meu irmão (Kayky Brito) e isso é uma forma de se exercitar. 
As pessoas sempre perguntam quando vou voltar e eu acho esse carinho muito gostoso.
 Sthefany, que namora há cinco anos o empresário Igor Raschkovsky, conta que não fica preocupada com exposição:
 - Acho natural as pessoas terem curiosidade, quererem saber sobre namoro, por exemplo. 
Já me preocupei muito com isso, hoje em dia sou bem tranquila. 
Não evito postar nada nas redes sociais. 
Faço o que tenho vontade, sem me importar com o que vão falar. 
 Ela elogia o relacionamento: 
 - Uma coisa legal é que cada um tem a sua vida. 
Eu saio sozinha com minhas amigas e ele, com os amigos. 
Confiança não tem preço. Você pode ser você mesma, ter uma relação leve, feliz e saudável. 
É o que a gente tem. Sthefany diz que eles ainda não planejam morar juntos:  
Enquanto estiver bom para mim e para ele, vamos seguindo. 
Quando incomodar um dos lados, a gente para e resolve. 
Somos muito amigos e parceiros.
 Por enquanto, está tudo bom para ambos. 
 Ela, inclusive, não pensa em deixar a casa dos pais tão cedo, como já fez o irmão: 
 - Nunca foi um desejo. Não gosto de fazer nada sozinha, quero sempre ter companhia, alguém para conversar. 
Do jeito que está, é ótimo. Não tenho qualquer problema.

FONTE/OGLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário