terça-feira, 26 de abril de 2016

Mari Alexandre sobre beleza aos 43:
 "Aceito o que tem pra hoje" 
 Em entrevista à QUEM, atriz fala ainda de maternidade, coração e comenta declaração de Fábio Jr., pai de seu filho, sobre vontade de se casar de novo.

  Por Marina Bonini
 Musa nos anos 90 com seu rosto de menina e suas curvas de mulherão, Mari Alexandre, aos 43 anos, ainda mantém os traços e o físico similares aos que tinha na época que estampou capas de revistas masculinas, mas interiormente admite ser uma nova mulher.
 Em entrevista à QUEM, a modelo e atriz falou sobre como o casamento de três anos com o cantor Fábio Jr., com quem teve Záion, de 7 anos, transformou o seu modo de ver a vida e até mesmo de encarar a preocupação com a beleza. 
"Antigamente (a beleza) estava em primeiro lugar para mim. Queria sempre ser a mais bonita e perfeita em todos os lugares que eu ia.
 Hoje a minha preocupação é ter saúde para cuidar do meu filho. Sei que não vou ter o corpo de 20 anos atrás e aceito o que tem pra minha vida hoje", afirma ela, que continua solteira, desde o fim do casamento em 2010. 
 Afastada das telinhas desde o fim de Escolinha do Gugu, em 2013, a loira, que encaixa presenças em eventos na rotina de cuidados com o filho, falou ainda sobre envelhecimento, plásticas, vida amorosa e emitiu sua opinião sobre o anúncio que o ex-marido fez recentemente no Mais Você, de que poderia se casar pela sétima vez, agora com a namorada de quatro anos Maria Fernanda Pascucci.
"Não estou sabendo disso! Toda vez que ele está com alguém, ele dá entrevista e fala a mesma coisa. 
Não sei o que dizer…”, conta ela, que diz não ter conhecido ainda Maria Fernanda. "Nunca vi mais gorda." 
Você completou agora em março 43 anos. Qual é o segredo para se manter em forma e com rosto de menina? 
 Eu tenho sorte de ter um rosto mais de menina, mas o corpo é complicado manter. Antes não era assim. Eu nem tinha barriga depois de ter tido meu filho. Fiz 40 anos ainda bonita. Depois do 41 anos tudo ficou mais difícil que antigamente. Não sei se foi o implante para parar de menstruar que ajudou a dar uma aumentada no peso, mas perder 3kg hoje em dia é uma luta. Tem horas que eu tenho vontade de desencanar total. Gosto muito de comer e de sair para jantar e, geralmente, não consigo me segurar ou evitar uma massa, que eu amo. Agora estou tentando me conter e ter mais disciplina. Não sigo uma dieta especifica, apenas corto uma semana carboidratos, na outra como só peixe ou grelhado…Vou variando para não enjoar e faço musculação quando dá. Tenho bumbum e coxa grossa e é impossível mantê-los durinhos se não tiver treino mais forte.

 Tem medo de envelhecer?
Tem uma hora que a gente pensa um pouco nisso, mas atualmente sou grata por ter saúde e estar bem. Me preocupa mais com a minha saúde, que com o corpo perfeito. Sei que não vou ter o corpo de 20 anos atrás e aceito o que tem pra minha vida hoje. Estou feliz por chegar nessa idade com um filho lindo e quero e estar bem para cuidar dele. Claro que também quero estar bem na parte externa, mas esse objetivo não está mais em primeiro lugar na minha vida. 
A preocupação com beleza já esteve como o foco principal da sua vida? 
Antigamente estava em primeiro lugar para mim. Queria sempre ser a mais bonita e perfeita em todos os lugares que eu ia. Isso não me preenche mais. Hoje, admiro outras mulheres bonitas, que são como eu já fui.
 Costuma fazer alguma intervenção estética? 
Faço coisas pequenas. Sempre tive muita sorte e nunca fui de fazer loucuras. Já fiz lipo e sempre faço botox, mas não faço para ficar esticada. Não existe mulher com a minha idade que não tenha um pingo de ruga. É normal. Esse também é um dos motivos de eu nunca ter feito preenchimento, por ter medo de mudar meu rosto. Tem gente que fala que meu rosto está mudado, mas a verdade é que engordei um pouco e isso faz parecer que eu fiz algo maior, mas não fiz.

 Você foi capa da Playboy em 1992 e fez sete capas para a revista Sexy. Ver a Luana Piovani, aos 39 anos, na capa da Playboy te deu vontade de posar mais uma vez? 
Estava falando sobre a revista da Luana Piovani com o meu irmão. As fotos ficaram lindas e a revista está um escândalo. Sempre achei a Luana bonita, mas agora, depois dos ter os três filhos, ela está ainda mais bonita. Achei o ensaio de muito bom gosto também. Mas não é uma coisa que eu pense em fazer hoje em dia. Na verdade, nem passou pela minha cabeça. Mesmo assim, não digo que desta água não beberei jamais. 

Pelo seu Instagram, a gente vê a importância que o seu filho tem na sua vida. A maior parte dos posts são ao lado dele ou fazendo alguma atividade com ele. Como a maternidade te modificou? 
 A maternidade me ensinou a ser menos egoísta e a pensar mais não só no meu filho, como nas outras pessoas. Fiquei mais mole também (risos). Sempre fui bem sentimental, mas com a maternidade nos emocionamos mais com a histórias dos outros. Tenho uma relação muito boa com o meu filho. Ele sempre me fala: ‘Deus em primeiro lugar e depois você, mamãe’. E eu digo o mesmo para ele.

 O que você abdica da sua vida para poder cuidar do seu filho?
Tudo! Até trabalho, se tenho que ficar o fim de semana longe, recuso para estar com ele. Tenho que abrir mão porque somos só nós dois aqui em São Paulo. Minha família mora no sul e não tenho com quem deixá-lo, mesmo contando com a ajuda de profissionais maravilhosas. Nunca viajei e o deixei aos cuidados do funcionário. Se vou fazer alguma coisa, tenho que chamar algum parente do sul para ficar com ele. Mas isso é raro. Estou cada vez mais grudada nele. Gosto de levar e buscar na escola, sair para jantar, fazer atividades com ele… Temos uma vida muito simples, mas gostosa.

Pela agenda de shows do Fábio Jr, imagino que ele não tenha como estar tão presente na criação do Záion. Como é pra você, que sempre foi vista na TV como mais sensível e meiga, assumir o papel de mãe e de pai nas tomadas de decisões, ordens e broncas? 
Como diz uma amiga minha, que também é divorciada, nós somos as “paes”, uma mistura de mãe e pai. Tanto é que recebemos parabéns até no Dia dos Pais. Mas é muito complicado criar um filho sozinha. Antes isso me incomodava, mas agora aceito melhor e entendo que a vida do Fábio é desse jeito e que ele vê o filho quando quer. Não tem dia estipulado. Ele que decidi. Lido melhor com isso, mas meu filho sente falta dele. Antes eu insistia muito, mas agora se ele não quer vê-lo, deixo quieto. Acredito que quem quer algo realmente, dá um jeito mesmo com em uma agenda lotada para ver o filho. Mesmo que seja por cinco minutinhos, em uma passagem por São Paulo. Acho que é necessário um pouco mais de esforço porque o filho não tem culpa pelo que acontece com os pais.

 É uma mãe mais mole ou pulso firme?
Meu filho é maravilhoso, mas tenho que ser firme para que ele cresça um homem do bem. Fico brava quando tenho que ser, mas fico me sentindo muito mal quando brigo com ele. Na frente dele estou brava, mas por trás estou acabada, mesmo sabendo que é para o bem dele. Mas não tem outro jeito, tenho que ser firme ainda mais porque não tenho um companheiro ou parceiro para me dar mais tranquilidade na criação. Educar é muito complicado. Nunca sabemos se estamos errando ou acertando, mas as pessoas estão sempre te julgando…

 Você está preparando o seu filho para ser que tipo de homem? 
 Quero que ele não passe por cima de ninguém quando crescer, que seja trabalhador, educado com uma mulher. Sempre falo que ele vai ter que estudar bastante e depois trabalhar porque vai ter que pagar a conta quando sair com a namorada. Ele fica me ouvindo quando eu falo essas coisas. Tem até uma menina que ele gosta muito dela na escola. Ele já tem um jeitinho educado com as meninas. Sempre falo para ele não falar alto com elas e não tratá-las como ele trataria os seus amigos homens.

 Sonha em ter mais filhos? 
O Záion já me pediu, mas hoje não pede mais. Ele queria um irmão com a sua idade para brincar, mas os anos foram passando e não penso mais em ter filhos. Para ter filhos é preciso ter cabeça e um respaldo muito bom, não só financeiro, mas de um homem te ajudando a educar o seu filho. Ter só por ter, não tem motivo. Quem tem filho, tem que cuidar e destinar a sua vida para ele. A criança precisa disso.

 Você acredita no casamento ainda? 
Não acredito mais tanto como já acreditei. Depois que me separei, queria muito me casar novamente, mas hoje acredito que se fosse me casar, eu moraria na minha casa e ele na dele.

 Desde a sua separação, em 2010, é difícil ver você namorando. Ficou mais fechada ou mais exigente? 
Estou solteira, mas às vezes vou para balada. Não sei o que acontece comigo. Não tenho vontade de ter uma pessoa e de apresentar essa pessoa para o meu filho. Não sei falar o motivo de não ter encontrado outra pessoa. Não aconteceu… Acho que se eu tiver que namorar uma pessoa, tenho que ter muita certeza. Não dá para namorar, terminar e começar outro namoro e terminá-lo novamente porque me preocupo com os sentimentos do Záion. Ele é ciumento e nunca me viu com ninguém. Nunca apresentei um cara como meu namorado para ele. Por isso, nem imagino a sua reação.

 O que um homem precisa ter para te levar para o altar? 
Tenho que gostar muito dele e ele tem que conquistar muito para mudar meu pensamento sobe o casamento. Enfim, tem que ser um cara muito especial para mudar conseguir mudar isso que estou sentindo de não querer mais me casar.

 Nas entrevistas você sempre fala do carinho que você sempre vai ter pelo Fábio Jr. Como você recebeu a notícia de que ele está planejando se casar novamente?
 Não estou sabendo disso! Toda vez que ele está com alguém, ele dá entrevista e fala a mesma coisa. Não sei o que dizer… Eu mesma era a mulher da vida dele dias antes dele se separar de mim. Ele costuma dizer que nunca mais iria se casar ou querer saber de outra mulher… Tivemos uma paixão muito louca e grande. As coisas que ele fez comigo talvez não tenha feito com essa moça. Foi um sentimento muito forte importante para ambas as partes. Não tinha sentido isso por ninguém.

 E como é a sua relação com a atual dele, Maria Fernanda Pascucci? 
 Nunca vi mais gorda. Meu filho também não tem nenhum relacionamento com ela.

 O que tem feito hoje em dia? Você tem algum projeto de voltar a atuar nas telinhas? 
 Tenho muita vontade de voltar para a TV, mas tem que ser algo bacana e que eu consiga conciliar com a minha vida de mãe para trabalhar feliz. Atualmente, faço minhas presenças em eventos por São Paulo e pelo interior. Quero fazer mais trabalhos assim.

FONTE/QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário