terça-feira, 10 de maio de 2016

 Fernanda Tavares revela desejo de ter mais filhos com Murilo Rosa: 
"Se for menina, ele vai ser insuportável!"
 Por Carla Neves 
 Casados há oito anos, e juntos há 12, Fernanda Tavares e Murilo Rosa, pais de Lucas, de 8 anos, e Artur, de 3, estão em plena sintonia.
 A modelo, de 35, e o ator, de 45, preservam o romantismo e o frescor do começo do relacionamento. 
Bem-humorados, divertem-se durante entrevista a QUEM no Santa Teresa Hotel MGallery By Sofitel, no Rio, cidade onde voltaram a morar desde o ano passado, quando Murilo entrou no elenco de Malhação.
 Antes, a família passou uma temporada em Nova York. 
“De modo geral, concordamos com tudo”, diz Fernanda.
 “Nossa briga nunca é séria”, revela Murilo, que em setembro lança o longa A Comédia Divina, de Toni Venturi.
Quando vocês casaram, a Fernanda já estava grávida do Lucas? 
Murilo Rosa: Sim. Mas foi de propósito. Ela queria casar grávida.
 Fernanda Favares: Achava bonitinho o filho participar da cerimônia. Ele nasceu três meses depois. 

Teve espaço para lua de mel?
 FT: Teve. Nossa lua de mel foi em Cusco, no Peru.
MR: Que Cusco!? Foi em Buenos Aires (risos)!
 FT: Se um dia formos naqueles programas de casais que têm de responder um sobre o outro, vamos perder por causa de mim (risos)! Minha mãe fala assim: “É muito bom contar segredo para a Fernanda porque ela esquece de tudo”. Sou a melhor guardadora de segredos!

 Qual de vocês é mais romântico?
 MR: Quem é, Artur?
ARTUR: Minha mamãe!
FT: (Toda feliz) Ah, vem cá dar um beijo na mamãe, filho. O Artur é apaixonado por mim, então ele falou isso. Tenho o problema de não lembrar de nada! Murilo é o que lembra das datas.
MR: É verdade (risos).
 E quando vocês brigam, a Fernanda esquece rapidamente? 
MR: Nossa briga nunca é séria. Ela só me enche o saco por causa do tênis que deixo jogado no quarto.
FT: Ele entra no meu banheiro com a botina que chegou da fazenda. Fico só olhando para a cara dele. Aí ele se toca e sai (risos).

 Vocês reservam momentos para sair e namorar? 
FT: Minha primeira opção é sempre fazer alguma coisa em casa. Mas tem aquele dia em que a gente quer ir a um japonês.
MR: Mas perto de casa. São sempre os mesmos lugares.

 Há divergências na hora de educar seus filhos? 
FT: Claro que às vezes discordamos um pouco, mas não na frente deles. De modo geral, concordamos com tudo. 
MR: Uma coisa interessante na Fernanda é que ela sempre teve preocupação com ecologia, animais, sustentabilidade e passa isso para os meninos (a modelo é também madrinha da ONG Love Together Brasil, que cuida de crianças carentes na Paraíba).
 FT: Sim. Mas, quando era criança, fazia uma coisa que até hoje ainda não fizemos com eles e que morro de vontade. Meus pais me levavam para visitar e levar doações a orfanatos e asilos. Eles têm que saber o que é a realidade.
MR: O tempo todo falamos com eles. Quando pedem um brinquedo, nós explicamos que outras crianças muitas vezes não podem ter. Mas eles são muito legais, não são meninos consumistas.
 E se revezam para cuidar das crianças? 
MR: Depende da agenda de cada um. Adoro levar e buscar na escola. Fernanda tem levado mais do que eu. De cinco dias na semana, ela leva três e eu, dois.

 Querem ter mais filhos? 
FT: A ideia sempre foi ter três. Quando nos conhecemos falávamos que queríamos ter quatro. Mas depois do primeiro acabamos mudando de ideia.
MR: Três é um bom número.

 Mas têm preferência por uma menina? 
MR: Se vier uma menina não sei como vai ser.
FT: Ele vai ser insuportável (risos)!
 MR: Ela só vai namorar depois dos 25 anos (risos)!

 FONTE/QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário