quarta-feira, 18 de maio de 2016

Flávia Alessandra: 
"Giulia Costa está sentindo o gostinho de ser independente" 
 Flávia Alessandra e Giulia Costa contam como é sua relação em casa e afirmam conversar sobre todos os assuntos 

Por Carla Neves 
 Flávia Alessandra ri ao explicar a origem de “Jujuba”, apelido pelo qual chama a filha Giulia Costa desde os tempos de bebê.
 “Quando ela nasceu, era muito gorducha.
 Tinha dobrinhas nos braços e nas pernocas. 
Dizíamos que dava vontade de mordê-la inteira, tipo jujuba. 
Ela cresceu e o apelido ficou”, conta a atriz, de 41 anos, que interpreta a vilã Sandra de Êta Mundo Bom!.
 No ar como a Lívia de Malhação, Giulia – filha de Flávia com o diretor Marcos Paulo, morto em 2012 aos 61 anos – está com 16 anos e se derrete ao falar da mãe, para quem olha cheia de admiração durante o ensaio para QUEM no Hotel Hilton Barra, no Rio de Janeiro.
 “Ela é a melhor mãe que existe, sem dúvida. 
Não por ser a minha, mas por ser minha melhor amiga, melhor conselheira, melhor cozinheira...”
 A seguir, as duas contam o que têm de parecido, revelam que dividem o mesmo guarda-roupa e falam sobre o ciúme de Otaviano Costa, apresentador do Vídeo Show e atual marido de Flávia. 
Flávia, que tipo de mãe você é?
 FLÁVIA ALESSANDRA: Tento ser uma mãe amiga, mas que também impõe regras, limites e condições. Jujuba é de uma geração que vive intensamente o mundo online. Otaviano e eu a puxamos cada vez mais para fazer programas em família, conversar, almoçar e jantar juntos. 
 GIULIA COSTA: Minha mãe é a Mulher-Maravilha! Ela faz 1.001 coisas ao mesmo tempo. É a melhor mãe que existe. Não por ser a minha, mas por ser minha melhor amiga, melhor conselheira, melhor cozinheira... Ela sabe a melhor hora para tudo. 

 O que vocês duas têm de parecido?
 FA: A disciplina, a ironia, o deboche que temos em casa. Somos rápidas, ágeis com as brincadeiras e as piadinhas. Fora os trejeitos.
 GC: Além do sorriso, que todos comentam, nosso dia parece ter mais tempo que o normal, de tão útil que é!

 Vocês dividem o armário, trocam roupas e sapatos? 
FA: Ela rouba mais o meu armário (risos)! Graças a Deus, o pé dela é um pouquinho maior que o meu. É a minha salvação (risos)! Porque adolescente usa um sapato para ir à festa e quando volta está acabado. 

 Conversam sobre todos os assuntos?
 FA: É um mundo tão assustador que precisamos ter um diálogo aberto com nossos filhos e tê-los por perto.
 GC: Não tenho essa de assunto de amiga e assunto de mãe. É saudável ter uma relação aberta, sem segredos, na qual compartilho minhas dúvidas, medos, inseguranças. 
 Flávia, como é quando a Giulia apresenta um namorado para você? Sente ciúme? 
FA: Vivemos o passo a passo. “Ah, está um clima! Ah, está acontecendo! Ah, vamos sair! Ah, ele me pediu em namoro!” Tenho várias sobrinhas. Meus pais têm sete netas e um neto. É só mulher e vivemos isso com elas. Faz parte do ciclo da vida. 
 GC: Ela quer saber de tudo dele (a atriz namora o ator Brenno Leone, de Malhação). Mas minha mãe não é de sentir ciúmes, não. 
FA: Para a figura masculina é mais difícil aceitar um substituto entrando ali na área. Otaviano é superpresente, participa de tudo, sabe o que se passa. O ciúme dele é levado de uma forma saudável. Mas que ele tem, tem (risos)! GC: Ah, o Tiano é bem ciumento... (risos). 

 Que conselho você recebeu dos seus pais e fez questão de passar para a Giulia? 
FA: O que mais ouvi deles foi: “Tenha sua vida e seja independente como mulher”. Isso é o que mais passo para a Jujuba. Sempre digo: ‘Filha, seja independente!’. Agora ela está sentindo esse gostinho. Quando começamos a trabalhar cedo ganhamos noção de quanto vale o dinheiro e nossos valores mudam.

 Qual é a melhor parte de ser mãe da Giulia? E de ser filha da Flávia? 
FA: É toda parte: dormir e acordar junto, viajar, fazer programas, comer doce que ela adora, ir para a cozinha. Ela está virando a rainha do doce. Cozinha superbem. Jujuba é cheia de receitas de docinhos. Um perigo (risos)! 
GC: É ter a melhor mãe do mundo. Não por ela ser a Flávia Alessandra, mas acima de tudo por ser minha mãe, minha Flávia... Mãe dedicada, amiga, companheira.
FONTE/QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário