terça-feira, 17 de maio de 2016

 Elke Maravilha:
 "Fiz um aborto pois não saberia educar uma criança"
 Em entrevista, ela lembra que já foi casada oito vezes: "Homem não é propriedade minha" 
 Elke Maravilha concedeu uma entrevista ao quadro Elas Querem Saber, do Programa Raul Gil, do SBT, em que relembrou sua vida amorosa e carreira. 
“Fui casada oito vezes. O homem não é uma propriedade minha.
 Não é uma coisa, é um ser humano”, afirmou durante a atração que foi exibida no sábado (14).
 “Fiz um aborto pois não saberia educar uma criança. Nunca pensei, só agi. Eu ia fazer um monstro.” 

 CHACRINHA 
Ao falar sobre Cacrinha, ela se refere como "Painho". "Painho era a melhor pessoa do mundo. Era um gênio. Era uma pessoa boníssima, libertaria e libertadora. Ele não tinha preconceito com nada.” 

 BRUXA
 “Eu gosto quando me chamam de má, de bruxa. Eu mostro o que sou, eu não disfarço nada. Eu gosto de ser provocada, só assim que a gente cresce. Meu pai me provocava bastante. Só evoluindo é que viramos alguém nessa vida." 

 LEMBRANÇAS E MÁGOAS
 “Minha vida não é dirigida pelo meu cérebro. É pelo meu coração, pelo meu sentimento. O cérebro traz memórias horríveis, traz magoas, raiva e ódio. Tenho saudade do futuro. Passado foi, não quero voltar. 

 ARREPENDIMENTOS
 “Tenho muitos arrependimentos. Deveria ser melhor em algumas situações e piores em outras”, disse. “Deveria ter matado algumas pessoas e não tive coragem”, afirmou, aos risos.

FONTE/QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário