sexta-feira, 17 de junho de 2016

Tom Cavalcante:
 "Está faltando humor nas pessoas"
 Tom Cavalcante responde 10 perguntas dos leitores de QUEM 
Reconhecido em todos os lugares, Tom Cavalcante não é daqueles humoristas que no dia a dia fazem uma piada a cada frase – mas está longe de ser um cara mal-humorado. Se um fã pedir, é até capaz de imitar um de seus personagens. 
Em 2013, Tom se mudou para Los Angeles para dar um tempo na carreira e estudar inglês. “Foi uma experiência válida”, avalia ele, que voltou ao Brasil no ano passado, quando estreou o #PartiuShopping e o Multi Tom, noMultishow.
 O cearense de 54 anos é caseiro e faz questão de supervisionar o lar. “Passo o dedo nos móveis, lavo meus carros”, entrega. 
Ele mora em São Paulo com a mulher, Patrícia, de 41, com quem tem Maria, de 16. Ele ainda é pai de Ivete, de 28, e Ivens, de 27, de seu primeiro casamento.
 Com fala tranquila, Tom respondeu ao repórter Patrick Monteiro as perguntas enviadas pelos leitores de QUEM por meio de redes sociais. 
Intérprete de personagens icônicos, como Ribamar e João Canabrava, ele avalia o limite da comédia e sentencia: “Está faltando humor nas pessoas”.
 1. POR QUE VOCÊ SAIU DA RECORD?
- Fernanda Nunes, por email 
Senti a necessidade de dar uma pausa na carreira (em 2011). Já pensava nisso dois anos antes. Pretendia morar nos Estados Unidos. Fiquei fora do ar por quatro anos, dois deles em Los Angeles. Foi uma experiência muito válida. 

 2. COMO FOI MORAR FORA? 
- Claudia Bandeira Andreoli, Rio de Janeiro (RJ)
 Estudei nos Estados Unidos e vivenciei o cinema. De manhã deixava as meninas na escola e depois ia para meus cursos. Melhorei meu inglês, minha cultura... 

 3. TEVE UM INÍCIO DE CARREIRA DIFÍCIL? 
- Carla Prata, por email 
Saí do Ceará com 19 anos para conhecer o Chico Anysio no Rio e só consegui isso dez anos depois, em 1992. Aí já comecei a fazer a Escolinha do Professor Raimundo, como o João Canabrava. 

 4. HÁ ALGUÉM CRIANDO UM PÚBLICO PARECIDO COMO SEU NA TV? 
- Janaína Lomarte, Rio Branco (AC) 
Há muitos bons humoristas solidificando a carreira. Vamos ver quem foi longe, quem chegou no tempo de atuação que cheguei. Se tem gente boa no ar? Tem!

 5. É TRANQUILOSER PAI DEADOLESCENTE?
 - Nathalia Gabriel Ferreira, Cotia (SP) 
Sou vigilante. Hoje o mundo enche os olhos deles de opções, tem que estar com o “não” na ponta da língua. Sou zeloso com a Maria. Os meus filhos mais velhos já sabem o caminho. Maria é nova, se depara com novidades. Levo e busco nas baladinhas, até ela criar marra e voar com a asinha dela. 

 6. QUAL O LIMITE DA COMÉDIA? 
- Ana Braga, por email 
Acho que o humor não deve agredir ninguém. A função da comédia é fazer rir e aliviar. Mas está faltando humor nas pessoas. Quando isso acontece, é porque algo está errado, há sofrimento, raiva, algo que desestabiliza a todos. 

 7. COMO É SUA RELAÇÃO COM OS FÃS?
- Danaísa Alinda, por email
 Sou fácil, falo com todo mundo... Só uma vez levei um susto. Um motoqueiro seguiu meu carro, bateu no vidro, mas era um fã que queria falar comigo. Esse rapaz hoje é profissional de humor em Fortaleza. 

 8. JÁ FEZ PLÁSTICA? 
- Rita Belém, São Paulo (SP) 
Já coloquei botox na testa duas vezes. Tira as rugas, né (risos)?! Mas é engraçado: muita gente acha que eu não envelheço porque já fiz quatro plásticas. Mas nunca fiz. Acho que é a genética.

 9. VOCÊ FAZ TAREFAS DOMÉSTICAS? 
- Antonia Della, por email 
Sou caseiro. Gosto da minha casa e supervisiono tudo. Passo dedo nos móveis, rego a jabuticabeira, lavo os carros. Só não gosto de arrumar o “quarto da bagunça”, que, aliás, está uma confusão! 

 10. JÁ FOI MULHERENGO? 
- Telma Assis, por email 
Sou casado há 20 anos com a Patrícia e antes tive outro casamento. Sempre fui quieto, mas dava minhas saidinhas. Sabia tirar uma onda com as gatinhas. O humor funciona, é uma arma interessante...

FONTE/QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário