quarta-feira, 28 de setembro de 2016

 No ar como Loretta, Claudia Ohana lembra do dia em que conheceu a mãe, aos 9 anos, e fala de cirurgia e fim do namoro:
 'É muito bom superar' 
Por Florença Mazza
Completamente recuperada da cirurgia abdominal que fez recentemente, Claudia Ohana não vê a hora de Loretta, sua personagem em "Sol nascente", reaparecer diante dos filhos. 
A atriz, que na novela só tem se comunicado com a família via Skype, ainda não sabe o que levou a ex-mulher de Vittorio (Marcello Novaes) a deixar para trás os filhos.
 Mas acredita que terá a chance de, por meio da personagem, entender um pouco melhor a sua história pessoal. 
É que na vida real a atriz só conheceu sua mãe biológica aos 9 anos. 
Até então, tinha sido criada por uma tia, a quem chamava de mãe. 
 - Tenho uma foto do dia em que ela chegou à casa da minha tia. 
Ela estava com um vestido florido e me deu um presente. 
Minha reação foi a de pensar:
 "Que bom tenho duas mães a partir de agora" - conta Claudia.
 - Depois disso, fui morar no Rio, com ela e com minha irmã, e minha vida mudou bastante. 
Mas eu não cobrava nada da minha mãe.
 Fico triste por nós termos convivido tão pouco (a mãe da atriz morreu, anos depois, num acidente), mas sempre achei que ela teve um bom motivo para fazer isso, pois nunca agiu com culpa.
 Na história de Walther Negrão, Julio Fischer e Suzana Pires, o motivo de Loretta ainda não foi revelado:
 - Na sinopse, os autores diziam que ela teria ido participar do Médico Sem Fronteiras, mas isso já mudou. 
Estou construindo uma personagem neutra, doida para saber mais do seu passado. 
 Claudia teve de se ausentar dos trabalhos em "Sol nascente" por duas semanas depois de descobrir que teria de operar. 
Diagnosticada com diverticulite, a atriz vinha sentindo dores recorrentes e estava submetida a uma dieta restrita. 
Até que, numa última crise, foi aconselhada pelo médico a recorrer a uma cirurgia.
 - Ele me disse: 'Não tem jeito, vai ter de entrar na faca'. 
Sou medrosa, mas encarei tudo com o apoio da Dandara (Guerra, sua filha com o cineasta Ruy Gerra). 
Ela me deu a maior força, esteve a meu lado o tempo todo. 
Eu tinha acabado de terminar um namoro longo (com o fotógrafo Yussef Kalume), ela segurou minha barra mesmo. 
 Com a rotina bastante atribulada - além da novela, está em cartaz com o musical "Forever young" -, Claudia diz que está solteira. 
E muito bem. - Estreei a peça duas semanas depois de operada e estou cheia de projetos para o ano que vem. 
É tanto trabalho, nem tenho tempo para DR - comenta ela, rindo.
 - Aliás, não tenho tempo nem para operação. 
Só posso dizer que estou muito bem. É bom superar.

FONTE/OGLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário