quarta-feira, 28 de setembro de 2016

 Malu Mader explica por que 'foge' de se casar no papel:
 'Depois de um tempo juntos, dá azar' 
Nos bastidores do 'Altas Horas', atriz explica teoria dela e do marido, o guitarrista Tony Bellotto, sobre cerimônia.
 No bate-papo, ela ainda diz ter se redescoberto como atriz.

Por Aline Nunes 
“Que linda!”. Tony Bellotto, guitarrista do Titãs, não hesitou em elogiar a parceira de 26 anos, a atriz Malu Mader, assim que a viu sair do retoque da maquiagem, nos bastidores do Altas Horas. 
Com um selinho apaixonado, com direito a olhos fechados, ela agradeceu o elogio e seguiu para o camarim, para conceder a entrevista. 
“Depois volto para te buscar”, disse ele. 
Para quem acha que a chama do amor esfria depois de anos de relacionamento, os pombinhos estão aí para provar justamente o contrário. 
Mas na contramão do tradicionalismo, Malu, que recentemente se vestiu de noiva para subir ao altar como Rebeca, de Haja Coração, conta que eles nunca se casaram no papel devido a uma teoria. 
“Quando eu e o Tony começamos a namorar, pensamos em fazer uma festa, mas quando vi, deu isso. 
De repente, a gente começou a falar ‘não. 
Depois de um tempo juntos, dá azar’. 
Todo mundo que resolve casar muito tempo depois não dá certo. 
Daí pensamos em ficar assim mesmo, porque está bom (risos).” 
 E se sorte no amor significa azar no jogo, Malu faz cair mais uma teoria por terra. 
Afinal, ao longo de seus 30 anos de carreira, no auge de seus 50 anos, ela confessa ter se redescoberto como atriz em Haja Coração, onde transita no universo da comédia.
 “Tem sido uma alegria essa novela para mim. 
Você fica mais de 30 anos trabalhando no mesmo lugar e não descobre determinado lado seu, que poderia ter explorado antes”, conta ela, marcada por personagens densos, como a ambiciosa Paula Lee, de Labirinto (1998), e a guerreira Duda, de Top Model (1989). 
A família e os amigos, porém, já haviam alertado Malu de que ela levava jeito na arte do riso. 
“Não sou aquela clássica engraçada, eu tenho meu jeitinho, meu humor particular (risos). 
Mas a minha graça é até parecida com a da Rebeca, não por contar piada, e sim por ter um jeito engraçado”, conta. 
Quem pediu para Malu entrar no humor e está conferindo o trabalho da atriz, já está com gostinho de quero mais.
 “Os meus amigos imploravam para fazer comédia. 
Para mim, tem sido um prazer ver que eles estão felizes e satisfeitos.”
FONTE/GSHOW

Nenhum comentário:

Postar um comentário