quarta-feira, 5 de outubro de 2016

DJ Alok agita multidão nos Estados Unidos
 Com um público de mais de 20 mil pessoas, ele toca no festival de contracultura Burning Man e conta como foi a experiência.

  Por Tainá Goulart 
As tempestades de areia no meio do deserto de Black Rock, em Nevada, nos Estados Unidos, costumam deixar o visual do festival de contracultura Burning Man, que acontece durante oito dias, desde 1986, muito parecido com um set de gravações de filmes como a nova versão de Mad Max e da saga Star Wars. 
Pelo menos essa foi a primeira impressão do DJ Alok Petrillo, que fez sua estreia na programação musical do evento, ao lado de nomes conhecidos do cenário mundial como os DJs Diplo e Skrillex. 
“Há um tempo, eu vi algumas fotos do Burning Man e não acreditei que aquilo poderia ser real. 
Quando cheguei lá, os carros pareciam ter saído do novo filme do Mad Max, fiquei fascinado com cada um que passava. 
As tempestades acontecem das 11h às 18h e elas não dão trégua.
 Por isso escolhi usar uma máscara todos os dias, para me proteger.
 No fim do dia, a gente já conseguia respirar melhor, era um alívio”, disse Alok, que tocou para mais de 20 mil pessoas. 
 Alok tocou para mais de 20 mil pessoas no festival Entre os detalhes do festival que mais o impressionaram foram os looks escolhidos pelos participantes. 
“É um ambiente fora da civilização, tudo realmente muda por lá.
 Eles seguem as leis deles, então, é normal você ver alguém pelado pelos espaços do festival ou com o corpo todo pintado. 
É uma liberdade que só existe naquele deserto e as pessoas se sentem livres para expressar o que elas quiserem. 
Eu preferi fugir do óbvio no meu figurino (risos), se é que me entende!”, brinca. 
No último dia do festival, Alok acompanhou a queima das três principais estruturas gigantes do evento, que representam um homem, um templo e uma pirâmide. 
“Foi assim que o festival começou e é uma tradição deles.
 Esse ato simboliza o desapego material e foi um momento inesquecível pra mim!” 
 Acima, o DJ usa a máscara de gás que se tornou sua companheira ao longo do evento, pois o protegia das tempestades de areia

FONTE/CONTIGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário