quarta-feira, 19 de outubro de 2016

 Vilã em 'Malhação', Barbara França fala do sucesso da mãe na internet 
Por Anna Luiza Santiago
 Grande rival da mocinha Joana (Aline Dias) em "Malhação", Barbara França, a vilã Bárbara da trama, diz estar surpresa com a resposta do público:
 - Eu estava preparada para ser odiada, pois a Bárbara veste a camisa da vilania.
 Achei que a galera fosse me xingar no Twitter e no Instagram, mas me surpreendi muito.
 As pessoas dizem que querem vê-la ainda mais malvada. 
 Segundo a atriz, os telespectadores podem esperar muitas armações da personagem:
 - Bárbara está pegando leve por enquanto.
Recentemente, foi ao ar a cena em que ela arranha o carro de uma mulher por ciúme do Gabriel (Felipe Roque). 
Ela perdeu a linha totalmente e só vai piorar.
 A personagem tentará prejudicar Joana de todas as formas.
 Barbara começou a atuar com 13 anos e depois trabalhou como modelo. 
Apesar de já ter uma boa experiência profissional, a atriz, de 23 anos, conta que ficou apreensiva antes da estreia em "Malhação": - Era tudo novidade. 
Agora, a ansiedade deu uma diminuída e está sendo uma delícia.
 Tenho conversado com os fãs pelo Twitter e estou feliz com a aceitação deles. 
Mas o frio na barriga vai durar até o fim da novela, com certeza. 
 Com mais de cel mil seguidores no Instagram, ela afirma que se impressionou com o boom nos números das redes sociais: 
 - Antes da novela, tinha 15 mil. Em um mês, passei para cem.
 A visibilidade é muito maior e isso traz dois lados: ao mesmo tempo em que terei comentários maravilhosos, também vou ler mensagens que não gostaria. 
Por enquanto, só estou sentindo o lado bom. 
 Recentemente, as fotos que a atriz posta ao lado da mãe, a psicóloga Tina Fernandes, de 59 anos, chamaram a atenção dos seguidores, que passaram a elogiá-la (foto abaixo):
 - Ela ficou feliz da vida e já está cheia de fãs. Eles a chamam de tia Tininha. 
Minha mãe é gata e parceira e tem um espírito jovem.
 Tudo o que conquistei devo a ela. Barbara, aliás, atribui a boa forma à genética herdada da mãe: - Nós somos mineiras. 
Então, assim como ela, gosto de comida pesada: arroz, feijão, torresmo... 
Minha mãe sempre me incentivou a fazer esporte e mantém uma rotina de exercícios, mas não é uma louca de academia. 
Nos alimentamos bem, mas também gostamos de comer batata frita cheia de queijo cheddar e bacon e asinhas de frango, por exemplo. 
Não deixamos de viver, mas depois nos acertamos na academia.
 É uma questão de equilíbrio.

FONTE/OGLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário