sexta-feira, 21 de outubro de 2016

 Fábio Porchat sobre programa de aventura:
 “Estava disposto a tudo” 
 Ator e apresentador contou como foi a experiência de dois dias no serrado 

Por Bruno Segadilha 
Fábio Porchat é o primeiro participante do Desafio Celebridades, programa que será exibido a partir de domingo (23), às 21h30, no canal pago Discovery. 
Em cada episódio, um participante ilustre abandonará a zona de conforto para encarar o desconhecido. 
Como orientadores na missão, estarão os especialistas em sobrevivência Karina Oliani e Coronel Leite. 
Ela é médica, foi a brasileira mais jovem a conquistar o topo do Everest. 
QUEM conversou com o ator e apresentador.

 Como surgiu o convite para o programa? 
 Na verdade não sei por que me convidaram. O que eu gostei foi de participar de uma coisa tão diferente do meu mundo, de viver novas experiências, não tenho intimidade com a natureza da maneira como me colocaram ali. 

 Mas você curte o contato com a natureza? 
Não curto nem descurto, não odeio e nem sou um amante profundo. Não faço normalmente programas ligados à natureza. 

 Para onde vocês foram? 
A gente foi para Serra do Espinhaço, em Minas, depois para Diamatina, pegamos o carro e fomos para o meio do serrado. Gravamos dois dias lá. Eles já tinham programado tudo eu não sabia nada que ia acontecer. Sabia que ia viver uma aventura, mas não sabia exatamente o que ia fazer rapel, dormir em caverna... 

 O que foi mais extremo para você? 
Acho que ter sido içado de helicóptero no começo, já foi impactante, estava tentando entender o que ia acontecer, fui como um pêndulo. Foi legal.

 O que não faria de jeito nenhum? 
Estava disposto a fazer tudo, comer o que fosse necessário, por exemplo. 

 Qual o saldo dessa experiência? 
 Foi gratificante. Deu vontade de ir para outro lugar, adoro viajar pelo Brasil, acho interessantíssimo.

 O que você levou para seus dias selvagens e por quê? 
 Levei um travesseiro inflável para eu dormir e não ter que botar a cabeça em formigueiro, em pedra, chiclete se tivesse que passar fome ou comer coisas ruins, acho que daria para tirar o hálito ruim. E um gravador para não deixar passar nenhuma ideia que surgisse dessa experiência.

FONTE/QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário