domingo, 27 de novembro de 2016

 No ar em Rock Story, Alinne Moraes confessa:
 "Sempre dou o meu melhor" 
A atriz que interpreta a Diana de Rock Story, confessa ser uma mãe bem rigorosa com o filho, Pedro, de dois anos e meio 

Por Thomaz Rocha 
  Poder e sedução são as armaduras que revestem o corpo da Diana, de Rock Story.
 A executiva usa desses atributos para se dar bem na vida.
 Embora seja apaixonada pelo marido, Gui (Vladimir Brichta), ela quer é se vingar de todos os momentos de aflição que passou ao lado do amado. 
Intérprete de Diana, Alinne Moraes espera ansiosa que sua personagem comece logo a fazer maldades e se torne uma vilã daquelas. 
“Não sei se mais pra frente ela vai ser a megera que eu tanto queria. 
Estou esperando e me preparei pra isso”, revela a paulista, de 33 anos, dez meses depois de concluir Além do Tempo (2015), em que viveu a mocinha Lívia.
 À espera da vilania “Diana sempre consegue tudo o que quer.
 É muito sensual e mimada. A função dela na trama é ser uma antagonista sim. 
Mas, até agora, com os capítulos que tenho, não me aponta como uma grande vilã. 
Não sei se mais pra frente ela vai ser a megera que eu tanto queria. 
Estou esperando e me preparei muito pra isso!”

 Dificuldade para o canto
 “Meu marido (o cineasta Mauro Lima) faz uns arranjos para eu cantar, mas ainda não consegui. 
Já cantei em cena com o Wagner Moura, em tom de brincadeira, no filme O Homem do Futuro (2011), mas era supernecessário.
 Nunca tive que soltar a voz de verdade nas obras que participei. 
Prefiro atuar, por não ter voz pra cantar!” 

 Relação com novinhos
 “Nunca me relacionei com alguém com uma diferença de idade grande. 
Minhas preferências foram mudando de acordo com o meu amadurecimento, mas não tem um estereótipo. 
O importante é o encantamento com a pessoa, acrescentar valores e querer muito estar junto.” 

 Mãe na ficção
 “O legal da profissão de atriz é representar várias idades. 
Em Além do Tempo, eu era uma noviça de 20 anos. 
Em Rock Story, faço uma mãe de 36 anos. 
Eu tinha 17 anos quando fiz Coração de Estudante (2002) e a Rosana era mãe solteira.
 Já fiz algumas mães, mas essa, com filha já grande, é a primeira vez”. 

Mãe na realidade 
“O Pedro tem dois anos e meio, não viu muita coisa minha. 
Mas, quando fazia Além do Tempo, ele me reconhecia e achava estranho. 
Pedro não gosta de me ver. Quando passa o comercial de uma loja de beleza que eu fiz, ele vira a cara. (risos). 
Está na fase de aprender a se expressar se a descobrir seus limites. 
Ele também não curte muito quando alguém me pede uma selfie. 
Criança quer atenção só pra si.”

 Realização pessoal
 “Achei que ia ser uma mãe mais tranquila. 
Mas confesso que sou uma mãe tensa, rigorosa em excesso.
 Como o meu marido diz: ‘a disciplina também liberta’. Sempre dou o meu melhor!”

FONTE/MINHANOVELA

Nenhum comentário:

Postar um comentário