quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Daniel Blanco: 
"Fazer esportes é um vício"
Em cartaz com o espetáculo 'Divas - O Musical', ator, de 22 anos, fala da satisfação com temporada em São Paulo: "O que mais me surpreendeu nessa cidade é maneira como as pessoas levam a sério os horários, o trabalho, como querem evoluir"

Por Beatriz Bourroul
Após o sucesso na novela Totalmente Demais, Daniel Blanco assumiu um novo desafio profissional. 
O ator, de 22 anos, está em cartaz com o espetáculo Divas - O Musical, no Teatro Procópio Ferreira, em São Paulo.
Nascido no Peru e criado no Rio de Janeiro, Daniel comemora a chance de participar do projeto. "Este é meu primeiro musical.
 Tivemos apenas cinco semanas para montá-lo. Foi muita correria, mas uma correria muito prazerosa.
 Já imaginava que fosse gostar, só não tinha ideia que fosse gostar tanto", conta ele, adaptado com a vida na capital paulista. 
"O que mais me surpreendeu nessa cidade foi maneira como as pessoas levam a sério os horários, o trabalho, como querem evoluir."
Como surgiu a oportunidade de participar do espetáculo Divas? Precisou passar por testes?
O convite para participar foi muito inesperado. Estava viajando a trabalho e há duas semanas fora de casa. Estava excursionando com a peça E o vento vai levando tudo embora. A produção me convidou diretamente e falou que tinha um personagem que se encaixava no meu perfil. Nem precisei passar por testes. Depois do convite, ainda viajei para São Luís, no Maranhão, e, na sequência, fui para São Paulo começar os ensaios.

A preparação para o espetáculo foi longa? Como foram os ensaios?
Os ensaios foram de segunda a sábado. Este é meu primeiro musical. Os diretores falaram que nunca viram tão pouco tempo de ensaio para um espetáculo como o nosso. É um musical que nunca havia sido montado antes. Não é como outros que vêm de fora, da Broadway. Tivemos apenas cinco semanas para montar um espetáculo de 1h40. Foi muita correria, mas uma correria muito prazerosa. Já imaginava que fosse gostar, só não tinha ideia que fosse gostar tanto. A energia da galera é muito boa. Somos muito unidos e isso ajuda bastante.

Você já tinha feito outras peças, mas este é seu primeiro musical que envolve uma grande produção. Está gostndo da experiência?
Estou apaixonado pelo trabalho que estou fazendo. A parte que mais gostava na época de ensaios é quando sentávamos em volta do pianista para marcar as vozes com os arranjos. Tenho certeza que não vou parar de fazer [musicais]. O mais prazeroso é o resultado do nosso trabalho intenso. Não pretendo parar. Quero continuar fazendo teatro musicais.

O que considera ser a principal diferença deste trabalho para os anteriores?
A principal diferença é o profissionalismo e o compromisso com o projeto. Nunca tinha ido para outra cidade para fazer os ensaios. Estou surpreso com a qualidade da produção da Chaim Produções. Isso nos empolga e vemos que estamos todos no mesmo barco.
Musical exige fôlego. De alguma forma, você mudou sua rotina de treinos e atividades físicas?
 Mudei minha rotina de exercícios para melhor. Quando vim para São Paulo, comecei a fazer musculação todos os dias. Também poderia correr, mas como sou magro, vou acabar ficando mais magro. A academia é bem perto do hotel onde estou me hospedando. Vou para academia correndo, malho durante 50 minutos e continuo minha rotina normal. Eu gosto muito de fazer musculação. Eu preciso me sentir fazendo esforço físico. Fazer esportes é um vício que adoro. Antes, minha rotina não permitia que eu malhasse como gostaria.

Tem se dividido entre Rio e São Paulo? Ou está fixo em SP?
 Não tenho voltado tanto para o Rio. Na época dos ensaios, ficava apenas aos domingos no Rio de Janeiro, mas agora tenho ido menos. Estou há uns dois meses foram de casa.

O que curte fazer na cidade?
O que eu mais gosto de fazer em São Paulo é trabalhar.  O que mais me surpreendeu nessa cidade é maneira como as pessoas levam a sério os horários, o trabalho, como querem evoluir. No Rio, também tem isso, mas por linhas tortas. Em São Paulo, é mais rígido. Fora isso, estou amando as comidas de São Paulo. Meu Deus! A cada esquina tem uma comida muito boa.

Já tem planos de novos trabalhos ou está totalmente focado na peça?
Por enquanto, estou totalmente focado no espetáculo.  Nossa temporada vai até 13 de novembro em São Paulo. Na sequência, viajaremos por cinco cidades. Logo no comecinho de 2017, em janeiro,montaremos a peça em Rio de Janeiro. Minha família e meus amigos vão conseguir assistir. Estou muito feliz.

FONTE/QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário