terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Ana Hickmann vive um ano de superação: 
"Inteira"
Em frente à “casa branca”, com 6000 m² de terreno, Ana comemora a expansão das lojas de sua marca. 

Por Tainá Goulart
 7 meses depois do atentado em BH, estrela defende inocência do cunhado 
Superação é a palavra que define o ano de 2016 para Ana Hickmann (35), que viveu sentimentos distintos ao longo dos meses. 
No conforto de sua imponente casa, no interior de SP, onde recebeu CARAS, a apresentadora do Hoje em Dia, da Record TV, relembra os momentos de terror que passou em maio deste ano, em Belo Horizonte, mas celebra a recuperação psicológica e a expansão de seus negócios.
 “Foi um ano que me marcou por coisas extraordinárias e outras muito difíceis.
 O que eu levo é o aprendizado de que temos de olhar para a vida com muito carinho e aproveitar cada momento".
 Num segundo, você pisca e sua vida pode ir embora. 
Preferi focar no sucesso dos meus sonhos do que relembrar esse episódio ruim”, conta ela, casada com o empresário Alexandre Corrêa (44), com quem tem Alexandre Jr. (2).
 Na residência, que demorou cerca de seis anos para ser finalizada, de 2002 até 2008, a mãe observa com carinho o filho brincar.
 “Depois do susto, quero ficar ao lado do Alezinho, mas será difícil em 2017.
 Ele irá para a escola e já começou a me dar um aperto no coração! 
Visitamos alguns institutos e achamos um que se encaixou em nossas expectativas e meu filho adorou.”
 Enquanto a nova fase do herdeiro não começa, a apresentadora está concentrada no trabalho. 
Até o fim de dezembro, ela abrirá três novas lojas, totalizando quatro da marca que leva seu nome. 
“Todas terão a mesma filosofia, que é a de receber as mulheres como se estivessem na minha casa”, conta. 
Durante a crise financeira, ela diz que foi chamada de louca por abrir em vez de fechar espaços. 
Uma consultoria foi contratada para orientar as novas etapas.
 “Serão duas unidades em SP e outra em Jundiaí, a primeira no interior.

 Era um sonho em 2002 e, hoje, 57 pessoas trabalham comigo.”
 Com a expansão das lojas, Ana tenta esquecer a tentativa de assassinato da qual foi vítima.
 “Não dá para ficar 100% bem depois de um susto assim. 
Não sei se vai passar, preciso aprender a viver com isso”, revela.

“Eu estou inteira,mas a Giovana, mulher do Gustavo, ficou com as maiores marcas na parte física, que não vão sair nunca mais”, analisa, citando os cunhados, que estavam com ela na ocasião.
 Em junho, Gustavo Corrêa (41), que lutou contra o agressor, foi denunciado por homicídio.
 “A parte emocional da família ficou fragilizada com essa história do processo, algo que já deveria ter sido arquivado como legítima defesa. 
Existem todas as provas para esta decisão, mas, infelizmente, não foi visto assim.
Não sou diferente de ninguém e a gente vai até o fim, pois sabemos bem o que aconteceu”, promete a loira.

FONTE/CARAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário