domingo, 4 de dezembro de 2016

 Bruno Bellarmino:
"Quero aparecer bonito na TV"
 O ex-lutador Luisão, de Supermax, garante ser o oposto de seu personagem. 
Romântico à moda antiga, é sensível, carinhoso e não dispensa uma DR 

Por Tatiana Ferreira 
  Carinhoso, romântico e sensível, o pernambucano Bruno Bellarmino, 35 anos, nem de longe lembra o agressivo ex-lutador Luisão, seu personagem na série Supermax (Globo). 
“A diferença começa visualmente. E na personalidade, aí mesmo que não temos nada a ver”, compara ele, que encerrou sua participação na série terça-feira (22), depois da morte trágica do personagem. 
Em comum com Luisão, apenas o gosto por artes marciais.
 “Pratico boxe desde que cheguei a São Paulo, há sete anos. É uma terapia.” 
Solteiro há pouco mais de um ano, desde que rompeu um relacionamento de 12 anos, o ator não esconde a admiração que ainda nutre pela ex, mas prefere deixá-la no anonimato.
 “Apesar de separados, ainda amo muito essa menina, mas, para este momento, preciso estar só e canalizar minhas energias em meus objetivos profissionais”, justifica.
 E, apesar do foco ser a carreira, ele admite a falta de uma companheira. 
“Sou canceriano, gosto de namorar, ficar de conchinha, tomar um vinho e conversar.” 
E o que uma mulher precisa para conquistá-lo?
 Bom humor!
 “Adoro dar risada. Se ela for engraçada, já fico caidinho. Beleza não é pré-requisito. 
Se avaliar o meu passado, vai ver que não existem mulheres com esse padrão de beleza imposto pela sociedade.” 
Com sua estreia na TV, confessa que está chovendo em sua horta. 
“A figura máscula do Luisão mexe com o imaginário das pessoas.
 O assédio aumentou pra caramba. 
Fiquei até assustado.” 
 Fora dos padrões 
Há sete anos batalhando um lugar ao sol, Bruno comemora a oportunidade do primeiro protagonista e lembra os perrengues enfrentados quando decidiu sair da periferia de Olinda, Pernambuco, para tentar oportunidades em São Paulo.
 “Apesar das dificuldades, nunca me coloquei na posição de vítima. Era selva! 
Comia feliz por semanas macarrão instantâneo e salsicha”, lembra.
 Apontado como aposta de galã, ele se diverte. 
“Bonito não sei... Mas, atraente me acho. Sou interessante”, gargalha.
 Com um caminho longo a percorrer, Bruno, que já fez algumas participações em canais a cabo e, na Globo, com a série os Experientes (2015), sonha com a oportunidade de mostrar seu lado mais galanteador em trabalhos futuros. 
“Meus personagens todos têm um figurino estranho.
 Depois dos asquerosos, quero muito aparecer bonito na TV (risos)”.
 Mas, enquanto a oportunidade não acontece, o ator se prepara para mais um personagem “esquisito” na produção global, em Morto Não Fala, ainda sem previsão de estreia. 
“É um filme de terror, com possibilidades de virar uma série. 
Vou fazer o Carlão, o ‘comedor’ do bairro, que é assassinado depois de descoberto por um dos cornos”, adianta

FONTE/CONTIGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário