terça-feira, 27 de dezembro de 2016

 Claudia Raia: 
“Ninguém sobrevive nesse mundo sem um grande amor!”
 A estrela da novela das 9 comenta sobre a sua divertida e guerreira Salete, os filhos e o tratamento do ex, Celulari 

Por Raquel Borges 
  Na trama global das 9, Claudia Raia vem arrasando como Salete, a mãe, mulher e dedicada dona do posto de gasolina de São Dimas. 
Mas, segundo a estrela, a personagem promete movimentar ainda mais a novela. 
“Eu não sei o que está guardado para a Salete, porém, ela sabe de muita coisa que acontece na cidade.
 E ainda vai ter uma relação de amor com um motoqueiro misterioso, que vira frentista, de início aparece para roubá-la e acaba trabalhando com ela.” 
O tal rapaz, a princípio, seria interpretado pelo ator Renato Goes, que fez o Santo na primeira fase de Velho Chico. 
Mas o artista foi reservado para o próximo folhetim das 11, de Ângela Chaves e Alessandra Poggi, ainda sem título definido. 
Para substituir o par romântico de Claudia, foi chamado Daniel Rocha.
 E é preciso fôlego para gravar com Raia, pois a musa, com 30 anos de carreira, é dona de sucessos importantes na Globo, como a Ninon de Roque Santeiro (1985); a Tancinha de Sassaricando (1987); a Adriana de Rainha da Sucata (1990); a Donatela de A Favorita (2008); e a divertida picareta Samantha de Alto Astral (2014), entre tantos outros. 

 Defina a Salete? 
 É uma personagem solar, uma heroína. Ela tem problemas graves com a filha Jéssica (Marcella Rica), mas a outra, Flávia (Maria Flor), é a paixão da vida dela. 

E essa relação dela com os frentistas gatos, seus funcionários? 
Ah, ela cuida deles como mulher, como mãe e irmã mais velha, leva ao médico, ao dentista... E quando eles se casam ela é madrinha e não admite que pulem a cerca. Então, é cheia de conceitos e moralidades. Tem as suas regras, mas é extremamente generosa, todo mundo para naquele posto, pede ajuda pra ela. E a Salete ajuda a todos! Tanto que, mais pra frente, vai se tornar a prefeita da cidade e conseguir tirar de São Dimas todo o esquema de corrupção. Assim, os poderosos virão em cima dela. 

Mas ela não tem um amor... 
 Uma hora dessas ela vai se apaixonar, sim. Ela é solteira, bonita e sensual. É mãe, mas nem por isso vai ficar “presa numa jaula”. Ela vive a vida! Sai, vai tomar um drinque com um, pega o outro… (tudo caminha para que Salete se envolva com Gustavo... O duro será quando ela descobrir que ele é o motoqueiro misterioso e tatuado que esteve em seu posto minutos antes de atentar contra Fausto, de Tarcísio Meira, e Susana, de Regina Duarte). 

Vai ter cenas quentes de sexo ou não?
 Por enquanto nada picante, pelo menos que eu saiba (risos).

 Tem medo da reação do público por conta dessa liberdade sexual da Salete?
 Não. Ela não é vulgar.

 Quem fica com mais ciúme das cenas com os frentistas saradões?
 O marido (Jarbas Homem de Mello), ou o filhão (Enzo Celulari, fruto do casamento com Edson Celulari)?
 Acho que o Jarbas (gargalha)... Meu filho sente mais ciúme das filhas que adoto na carreira do que dos meninos. 

Você fala com a sua filha (Sophia Celulari) sobre movimento feminista, empoderamento da mulher, temas sempre tão relevantes?
 Falo, claro que falo! Mas a palavra feminismo é pesada, me soa mal. Tudo que é dramático e radical me soa estranho. Hoje a mulher tem o seu lugar, o homem tem o seu.... A vida é um equilíbrio e as coisas também se misturam. Atualmente, a mulher está bem masculina, o homem mais feminino. Ainda bem! Salete é uma mulher forte, guerreira, feminina e masculina no ponto certo. 

Ser mãe de dois jovens ajudou a compreender os dilemas da Salete?
 Ainda mais quando tem de enfrentar uma filha como a Jéssica, que detesta a vida ao lado da mãe, se envolve com drogas, prostituição, bandidagem... Eu não saberia reagir a um insulto de uma adolescente como a Jéssica, por exemplo, se não fosse mãe. É fundamental ser mãe nessas horas para entender os conflitos que elas têm.

 E falar de política em novelas é importante? 
 Sim, tem um papel social. Só que essa novela mostra que existe gente honesta e do bem também! 

Mas acredita em político honesto? 
 Não, estou bem descrente. No Brasil, não; acredito só em outros países. Infelizmente, é uma grande decepção. 

Mas a trama é completamente diferente da anterior (Velho Chico), por exemplo... A Lei do Amor fala do humano, das relações humanas. Aliás, o que representa a lei do amor pra você?
 A vida! Ninguém sobrevive nesse mundo sem um grande amor. 

Aproveitando, como está o tratamento do Celulari (em junho deste ano o ator descobriu um linfoma não-Hodgkin e segue se cuidando e cheio de fé)?
 Ele está ótimo, saindo disso lindamente. E não me surpreendi com sua coragem, pois sempre achei que ele era um guerreiro. E agora, mais ainda! 

FONTE/TITITI

Nenhum comentário:

Postar um comentário