segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Bruno Guedes, de 'Malhação', sobre namoro com Jade Seba: 
'Sem ciúme' 
O ator, que vive um grafiteiro na novela, fez um desenho para o EGO e contou que antes de ser galã na telinha foi 'patinho feio':
 'Gordinho e cabeludinho'. 

Por Priscila Bessa 
Bruno Guedes, de 22 anos, estreou na telinha em agosto em “Malhação - Pro Dia Nascer Feliz” e logo caiu no gosto do público jovem. 
Mas o ator, que na novela teen vive o personagem Lucas – um garoto gente boa, que faz sucesso com as meninas da escola, canta e faz grafite – já era figura conhecida dos internautas fãs de fotografia e, também, da blogueira Jade Seba. 
Namorado da "digital influencer", Bruno conta com mais de 600 mil seguidores no Instagram que, segundo ele, começaram a aparecer há quatro anos quando o carioca comprou uma Go Pro e passou a publicar cliques estilosos de seu dia a dia.
 “Na época ninguém tinha essa câmera então acabei virando referência”, conta ele, que além da fotografia agora tem um novo hobby graças a seu personagem: o grafite. 
Bruno conta que aprendeu a desenhar aos 5 anos com a avó e a habilidade foi uma grande vantagem quando soube que Lucas faria grafites na novela. 
“Nunca imaginei que um dia isso fosse servir para um trabalho. 
Nunca fiz curso, foi só prática mesmo. 
Também não imaginava que meu personagem viraria grafiteiro em ‘Malhação’. 
O Lucas ia ser cantor e ter uma banda e isso até está acontecendo agora, mas o grafite veio do nada.
 Comecei a ler os capítulos e falei: ‘Ué, que grafite é esse que está aparecendo?’.
 Daí a produção me explicou que teve essa novidade de repente e caiu como uma luva.
 Eles nem sabiam que eu desenhava”, disse ele, que passou a fazer aulas com o grafiteiro profissional Carlos Bobi.
 Os grafites que aparecem na novela são feitos por Bobi em parceria com Bruno. 
“O Bobi faz as marcações, adianta bem o desenho, e eu só finalizo porque precisa ter todo um cuidado com a continuidade, com o tipo de desenho, são mil detalhes que as pessoas nem imaginam”, explica.
 Apesar de não fazer os desenhos completos, Bruno está adorando as aulas e mostra habilidade com o jet na mão. 
Ele garante que quando “Malhação” acabar, pretende continuar grafitando. 
Sobre o preconceito com o grafite, é categórico:
 “Acho muito feio. Peguei essa missão de mostrar para a galera jovem que o grafite não é vandalismo, é uma arte como qualquer outra e não tem nada a ver com pichação.
 Quero que as pessoas respeitem o grafite como uma forma de expressão cultural”. 
Além da paixão pelo grafite, Bruno diz que partilha outras semelhanças com seu personagem, mas que nunca foi mulherengo como o Lucas, que a cada etapa da novela aparece com um par diferente. 
“A minha vida toda eu sempre namorei.
 Emendei uns três relacionamentos desde os 16 anos, então não posso falar muito disso, mas sempre fui uma pessoa com muitos amigos, assim como o Lucas”, diz ele, antes de fazer uma revelação.
 Patinho feio 
“Quando eu tinha uns 13 anos, eu era o 'patinho feio' da escola. Gordinho, cabeludinho... 
Dessa época não tenho mais foto nenhuma. Era sucesso zero com as meninas. 
Era muito ‘molecão’, levei muito tempo para amadurecer e quando amadureci comecei a namorar. 
Fiquei no máximo dois ou três meses solteiro.
 Sempre fui muito mais do namoro do que da curtição. 
Eu falo sempre: ‘Mãe, você não mostra foto para ninguém dessa época porque foi a época negra da minha vida’”, conta, aos risos.
 O ator leva com bom humor a empolgação dos fãs que logo começam a 'shippar' os casais que forma na novela e fica impressionado como a cada troca de casal, o público “muda de time”. 
“É engraçado porque o público de ‘Malhação’ 'shippa' todo mundo. 
Mal o personagem aparece, eles já idealizam casais. É muito louco isso. 
Temos que tapar um pouco os ouvidos, senão começamos a torcer junto, mas não podemos ter uma torcida porque a obra é aberta. 
Um dia meu personagem está com uma e depois com outra. É tudo muito rápido e descartável. 
Meu personagem começou com a Belinha (Valentia Bulc), depois se envolveu com a Juliana (Giulia Gayoso) e agora está com a Luíza (Bárbara Maia).
 A gente não imaginava que isso fosse acontecer. Eu pensava: ‘Será que vai dar certo? A galera não vai gostar’. Mas não. 
No dia seguinte o novo casal virou o termo mais citado do Twitter”, se impressiona.
 Jade Seba: namoro blindado E o que acontece na TV se reflete também na vida real de Bruno. 
Ele e Jade são acompanhados de perto pelos fãs do casal. 
Por isso, quando estreou em “Malhação”, ele mudou a maneira de se portar nas redes quanto ao relacionamento com a blogueira e passou a postar menos fotos juntos:
 “As pessoas surtaram querendo que ela fosse também para ‘Malhação’ dizendo que queriam shippar a gente na novela. 
Confundem muito as coisas e, até por isso, eu blindei muito o nosso relacionamento no início. 
Tem muita gente que não sabe diferenciar a realidade da ficção. 
É estranho pensar que as pessoas pensam assim, mas acontece muito”. 
 Mesmo com tanto assédio virtual, Bruno diz que a namorada leva tudo numa boa. 
“A Jade é muito parceira. Ela é fã mesmo de ‘Malhação’, assiste todos os dias, me liga elogiando quando a cena fica boa, torce pelos personagens, me dá força, me motiva e não rola ciúmes. 
Não tem isso de ‘ai, meu Deus, você vai beijar na boca de novo?’. Se rolasse ia ser muito difícil. 
Ela também é atriz, então entende o universo e me ajuda até a bater cena”, garante
 Críticas:"Dói, sempre dói"
 Ele acredita que a estratégia de postar menos fotos com Jade ajudou a protegê-la de um choque inicial do público. 
“Sim, isso foi muito bem pensado. Agora não mais, porque acho que a galera já entendeu, mas no início eu tinha medo da galera falar besteira. E a ‘Malhação’ 
já tem essa maldição. Dizem que entrou na ‘Malhação’ terminou o namoro. Ouvi muito isso. 
Mas na verdade o que acontece é que você começa a gravar muito, muda a sua rotina, sua vida, e realmente rola ciúmes senão tiver uma cabeça muito boa. 
O nosso tempo encurtou bastante, a gente tem que se virar nos 30 para se ver”, comenta. 
 Bruno diz que sofre com as críticas, mas não queria que Jade passasse por isso. 
“É muito difícil receber uma crítica. Eu pelo menos tento levar na boa, mas cara, dói, sempre dói. 
Mas quando é para mim, tranquilo, porque sabia que quando entrasse na novela as críticas iriam acontecer para o bem ou para o mal. 
Mas ela não. Pensei: ‘Não tem porque deixá-la vulnerável em relação a isso e o pessoal começar a criticá-la”, conta. 
Assédio
 "Esqueço que estou na televisão" Cursando o sexto período de Publicidade, o ator diz que ainda não deu para cansar do assédio e que a abordagem que recebe ainda é tímida e surpreendente.
 Muitas vezes, Bruno não sabe como agir e já passou por situações hilárias. 

“Está tudo muito início. Vejo que pela internet o assédio é maior.
 Dizem que no final da temporada aumenta muito, mas não sei como vai ser. 
Hoje o que vejo é muita gente olhando de longe, curiosa, com vergonha de se aproximar. 
É estranho. Teve uma vez que uma menina queria tirar uma foto minha para mostrar para uma amiga.
 Aí ela estava segurando o telefone no ouvido como se estivesse falando para disfarçar. 
Só que ela esqueceu que estava com o flash ligado. Aí quando ela bateu a foto veio o flash. 
Eu levei um susto, ela morreu de vergonha, mas quebrei o gelo perguntando se ela queria uma foto comigo”, lembra, aos risos. 
 “É uma situação delicada porque eu não me incomodo de tirar a foto, mas quando a pessoa está com vergonha e não fala nada, eu fico sem saber como agir. 
É estranho eu ir lá e falar ‘Oi, quer tirar uma foto comigo?’. 
A verdade é que eu esqueço que estou na televisão, na maior emissora do país.
 Às vezes, estou tranquilão andando na rua, chega uma galera e me para, eu levo um susto, falo ‘o que está acontecendo?’. 
Rola uns dois segundos para cair a ficha. Eu não mudei, continuo fazendo as mesmas coisas que sempre fiz”, diz. 
FONTE/EGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário