quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

 Carla Diaz se arrisca como cantora e fala da idade
Por Anna Luiza Santiago

Quem acompanhava a novela "Chiquititas" nos anos 1990, no SBT, tinha a oportunidade de ver Carla Diaz cantando "Coração com buraquinhos" no papel da órfã Maria. 
A atriz, que se dedica a aulas de canto desde então, lançou recentemente a música "Voa", uma participação no primeiro EP do ator e cantor Bernardo Falcone:
 - Nos conhecemos durante 'Rebelde' (novela da Record), em que fizemos par romântico. 
Ficamos muito amigos, ele virou um irmão para mim. 
Nessa época, pensamos em gravar uma música, mas acabou não rolando. Depois, trabalhamos juntos de novo na série 'Plano alto' e voltamos ao assunto. 
Então, há pouco tempo, Bernardo me disse: 'Já temos nossa música'. 
Decidi me arriscar num ramo aonde eu ainda não havia chegado. Sou uma atriz que canta. 
Agora foi a Carla que pegou o microfone, sem a máscara da personagem. 
 Carla, que já fez diversos musicais no teatro - o último foi 'Estúpido cupido', que estreou no início do ano -, não descarta a possibilidade de repetir a dose. 
 - Meu foco é ser atriz, quero isso para sempre. 
Mas, se pintar alguma coisa, por que não? 
Adoro cantar. Sou uma pessoa que gosta de se aventurar em novos desafios - afirma ela, que deseja frequentar as aulas de canto com mais afinco daqui para frente. 
 No ar em "A Terra Prometida", a atriz já terminou de gravar a novela, que será exibida até fevereiro. 
Agora, vai curtir férias, mas já tem planos para um próximo trabalho na emissora. 
 - Quero ter sempre a oportunidade de criar personagens que sejam desafios para mim. 
Não importa o tamanho do papel, quero estar produzindo. 
Para mim, trabalhar é muito gratificante - diz a atriz Carla, que completou 26 anos no final de novembro, acredita que não passará pela famosa crise dos 30.
 O público acompanha a atriz desde sua estreia na TV, na novela "Éramos seis", do SBT, em 1994. 
 - Quando bateram os 26, tomei um susto. Pensei: 'Meu deus, como passa rápido'. 
É muito louco isso. Acho que está acontecendo com todo mundo. 
Mas acho que crise não vai rolar - avalia ela, que comemora as conquistas de 2016. 
- A novela é um sucesso, tive um reconhecimento enorme nas ruas. 
Estava acostumada a falarem de trabalhos antigos que foram marcantes, como a Maria de 'Chiquititas' e a Khadija, de 'O clone'. Ser reconhecida por um papel atual é muito bom.

FONTE/OGLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário