sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Guilherme Leicam dirige a namorada Bruna Altieri 
A atriz brilha como protagonista da série de terror Sociedade PSI

 Por Tatiana Ferreira
Trinta dias. Este era o prazo que Guilherme Leicam, a namorada, Bruna Altieri, e a roteirista Gabi Costa tinham para pôr em prática o projeto da série Sociedade PSI e apresentar no Festival Internacional do Audiovisual 2016, que aconteceu em dezembro, no Rio de Janeiro. 
“Fizemos esta produção para nos inserir no mercado de trabalho. 
A ideia é sair da caixinha e mostrar o que viemos fazer. 
Foi esquema de guerrilha mesmo”, conta Guilherme, diretor do filme. 
Mas a correria e as noites sem dormir valeram a pena, pois rendeu à equipe o segundo lugar para o júri popular no Festival, resultado que empolgou ainda mais os envolvidos. 
“Vimos que somos capazes e seguiremos com estas 61 pessoas nos projetos futuros”, comemora o ator.
 A caracterização ficou a cargo do experiente Luiz Ferreira, 60.
 “A fim de dar realidade às cenas, usei sangue cenográfico, próteses e látex para os efeitos especiais.”
 O objetivo agora é aperfeiçoar alguns detalhes e oferecer o piloto para Globo e Netflix, entre outras empresas que possam se interessar em exibir a série, já com 10 episódios prontos. 
A história, recheada de suspense e emoção, se passa em uma noite, durante a reunião de sete amigos. 
Os jovens estão embriagados e sob o efeito de drogas, quando são adicionados a um grupo virtual, onde há a presença de um assassino. 
O que os jovens não sabem é que uma vez dentro do jogo, não podem sair com vida. 
 Bruna durante as filmagens Três em uma Além do desafio de dirigir seu primeiro longa por meio de sua produtora, a Dialética Filmes, e se encantar com o gênero, outro fator fez Guilherme entrar de cabeça na aventura: trabalhar com a namorada, com quem está há quase três anos.
 “A gente já tinha feito alguns videoclipes para o meu canal no YouTube, onde faço covers e ela é sempre a minha protagonista.”
 E, se antes já admirava a Bruna, agora o sentimento se multiplicou. 
“Ela conseguiu me mostrar três faces: a namorada quando chegávamos em casa, a atriz que me ouve em cena e respeita o que o diretor fala, e a executiva, que impunha os limites financeiros”, elogia. 
Para Bruna, a experiência também foi a melhor possível, mas o excesso de intimidade é cruel.
 “Na hora da bronca pegava pesado e falava tudo na lata!”, brinca. 
Além da série, a atriz acaba de rodar o filme Ela é o Cara, com previsão de estreia para 2017.
 Na pele de Liamara, ela sofre com o bullying na infância, mas surpreende os colegas ao retornar de um intercâmbio lindíssima. 
Na TV, ainda aguarda uma oportunidade. 
Sua estreia seria em Verdades Secretas (Globo, 2015), como Angel, mas por ser menor de idade, foi substituída por Camila Queiroz.

FONTE/CONTIGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário