quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

 Ana Karolina Lannes planeja volta à TV e fala do ex-namorado 
Por Gabriela Antunes
Quem não se lembra da Ágata de “Avenida Brasil”? 
A filha maltratada por Carminha (Adriana Esteves) conquistou o público. 
Hoje com 16 anos, a atriz Ana Karolina Lannes, que interpretou a personagem, se prepara para prestar o vestibular para Artes Cênicas na Universidade de São Paulo (USP) e pretende voltar à TV. 
 - Depois que fiz a novela (2012) e o filme 'Minha mãe é uma peça' (2013), tenho focado nos estudos.
 Quero fazer faculdade na USP e a prova é muito difícil.
 Acabei nem renovando minhas fotos na agência de atores. 
Vou mudar de visual esta semana, ficarei ruiva. 
Então, irei ao Rio fazer em ensaio fotográfico e começarei a bater na porta das produtoras.
 Enquanto isso, os telespectadores estão podendo matar as saudades de Ágata assistindo à trama de João Emanuel Carneiro no "Novelão", do “Video show”. 
 - Está sendo muito gostoso assistir. 
Tenho os DVDs da novela, mas nunca tinha revisto.
 As pessoas também estão lembrando mais de mim, os seguidores no Instagram até aumentaram. 
 Desde a novela, a aparência de Ana mudou: ela perdeu 10kg. 
 - Foi um processo natural, de crescimento.
 Não quero virar musa fitness. Às vezes faço dieta quando tenho algum evento e vou à academia por prazer. 
Gosto muito das aulas de dança - diz.
Solteira, a atriz garante que, por enquanto, não pensa em namoro: 
 - Tive um namorado que conheci num cruzeiro, mas ele mora em Roraima. 
Namoro à distância é complicado. Nos vimos semana passada, pois ele veio fazer vestibular em São Paulo. 
Se ele passar, quem sabe? A gente ainda se gosta. 
Mas sou muito tranquila em relação a isso, não estou procurando.
 Criada pelo tio Fábio e pelo companheiro dele, João Paulo (foto abaixo), Ana brinca que sofre com ciúmes: 
 - O meu tio é bem tranquilo, já o João é muito ciumento. 
No dia em que encontrei o menino de Roraima, ele que me levou. 
Ficou dizendo para eu lembrar que ele é o único homem da minha vida. Mas faz parte.
 Também sou ciumenta. Quando eles publicam fotos com filhos de amigos, eu fico toda enciumada.
 O fato de ter sido criada por um casal homoafetivo desperta a curiosidade dos fãs, segundo ela: 
 - É uma curiosidade gostosa, não maldosa. Querem saber como é ser adotada, essas coisas.
 O lado negativo não sofro. Quando era menor sofria mais. 
Mas era uma coisa infantil, de perguntarem como é não ter mãe etc. 
Hoje, quando alguém fala algo maldoso, eu não ligo.
 Sei que é uma pessoa de mente pequena.

FONTE/OGLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário