terça-feira, 25 de julho de 2017

 Amanda Richter e Max Fercondini lançam livro e planejam viagem 
Por Anna Luiza Santiago
 Max Fercondini e Amanda Richter acabam de lançar o livro "América do Sul sobre rodas", em que relatam a experiência de viajar por países como Argentina, Chile, Peru e Colômbia a bordo de um motorhome. 
As imagens da expedição já foram ao ar no formato de série no "Como será?", da Globo.
 Agora, o programa será exibido no canal Mais Globosat.
 - Fizemos esse trabalho com bastante carinho e cuidado. 
O livro oferece bastante interação com o leitor.
 São cerca de 26 QR codes, através dos quais é possível ver cerca de três horas e meia de vídeos. 
Colocamos os episódios da série e também cenas extras - conta o ator. 
Segundo ele, a pergunta mais recorrente do público tem sido sobre o destino preferido do casal: 
 - As pessoas têm essa curiosidade.
 Respondemos que adoramos as paisagens que não existem no nosso país, como o Vulcão Villarrica e o Deserto do Atacama, no Chile. 
E todo mundo fica surpreso também por saber que fizemos a viagem sozinhos, sem qualquer estrutura por trás. 
 Esta foi a segunda aventura dos dois. 
Na primeira, eles exploraram o Brasil com um monomotor pilotado pelo próprio Max. 
O resultado foi a série "Sobre as asas", também exibida no "Como será?", em 2015. 
E eles já planejam outra expedição.
- Fizemos pelo ar, pela terra e agora será pelo mar. 
Pensamos no título 'Sobra as ondas' e estamos em negociação com canais. 
Queremos aproveitar o verão europeu para fazer uma viagem de um ano pelo Mediterrâneo e gravar dez programas.
 A ideia é visitar países como Portugal, França e Espanha - explica o ator.
 Juntos há nove anos, eles já se consideram casados. 
 - Criamos uma relação sólida, de muito respeito, carinho e companheirismo. 
Escolhemos um ao outro como parceiros de vida, não só no aspecto profissional. 
Está dando certo assim. Mas óbvio que a gente quer uma grande festa para comemorar a união - diz Max. 
 O ator está longe das novelas desde "Flor do Caribe", em 2013. 
O último trabalho de Amanda como atriz foi na série "Meu amigo encosto", do Viva. 
 - Estivemos recentemente no Projac para entregar o livro para pessoas queridas e encontramos produtores de elenco. 
Eles perguntaram se não vamos mais fazer novelas. 
Eu estou com saudade, gosto muito. 
Mas não vejo um cenário tranquilo para estar numa produção nos próximos dois anos. 
Em termos de satisfação e prazer, nossos projetos têm dado um bom retorno. 
Temos total controle do trabalho, não estamos subordinados a um autor, por exemplo. 
É uma responsabilidade maior que novela, mas também traz mais realização neste momento - analisa Max.

FONTE/OGLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário